Dafra faz três lançamentos e anuncia mais uma parceria

Uma naked de 250 cc, uma street que deverá substituir a Speed e uma esportiva para o segmento de entrada; a Dafra tem apetite

Roadwin 250R: briga boa no segmento esportivo de entrada

Roadwin 250R: briga boa no segmento esportivo de entrada

A Dafra se apresenta no Salão Duas Rodas com três lançamentos e uma nova parceria – com a coreana Daelim. Esta é a quarta parceira da Dafra, que já tem a Hao Jue (China), TVS (Índia) e SYM (Taiwan). O primeiro fruto da nova parceria já nasceu – Roadwin 250 – uma esportiva que engrossa o agora concorrido segmento das esportivas de entrada. A Dafra mostra também outras duas novidades que podem aumentar a participação da 3ª colocada no ranking nacional de vendas: Riva 150 e a Next 250.

Creso Franco, presidente da empresa,chama a atenção para o fato de que a Dafra trouxe mais diversidade para o mercado brasileiro de motocicletas. “Estamos felizes por termos trazido mais opção aos brasileiros e contribuído para que mais pessoas entrassem para o mundo das duas rodas”, falou Franco, e complementou com o slogan da marca: “Tudo isso é inovação em movimento”.

Next 250: segundo produto da parceria com a SYM

Next 250: segundo produto da parceria com a SYM

A nova Roadwin 250R é fabricada pela Daelim e que agora virá com a marca Dafra. Com presença em outros mercados, como o europeu, a Roadwin 250R será produzida agora no Brasil a partir desta nova parceria. O modelo foi adaptado pela engenharia da Dafra para atender às necessidades do motociclista brasileiro, incluindo especificidades relacionadas ao combustível, clima e tipo de piso encontrado nas diferentes regiões do País. Os testes envolveram mais de 300 mil quilômetros percorridos e 1.500 horas de dinamômetro no Laboratório de Testes e Emissões na fábrica de Manaus (AM).

A Roadwin apresenta linhas agressivas, com farol integrado à carenagem frontal e painel de instrumentos digital com iluminação em LED na cor azul. Diferentemente do modelo comercializado fora do País, a Roadwin 250R brasileira traz uma inovação, com a traseira completamente modificada pela equipe da Dafra juntamente com a Daelim, para receber a lanterna traseira em LED.

O motor de 247 cm3, monocilíndrico, quatro tempos, refrigeração líquida, DOHC (Double Overhead Camshaft – duplo comando de válvulas no cabeçote), quatro válvulas e sistema de injeção eletrônica, alcança potência máxima de 24 cv a 9.000 rpm, torque máximo de 18,9 N.m a 7.000 rpm e velocidade máxima real de 130km/h (dados da fábrica). A Roadwin 250R é equipada com sistema de freios a disco duplo na dianteira e a disco na traseira, rodas de liga-leve aro 17” e pneus Pirelli SportDemon nas medidas 110/70-17 na dianteira e 130/70-17 na traseira. A Roadwin 250R estará à disposição na rede de concessionárias DAFRA a partir do início de 2012.

A Next 250 é o segundo produto Dafra fruto da parceria com a taiwanesa SYM. Esta naked tem painel que mistura elementos analógicos e digitais, com mostrador analógico de RPM, display digital com iluminação azul em LED com hodômetro total e parcial, hora, voltagem da bateria, indicador de marcha, combustível e gravação da velocidade máxima atingida, um item que a diferencia. Também apresenta luz indicadora para o momento exato da troca de óleo do motor e outro aviso para que o condutor recolha o cavalete lateral para a saída da motocicleta.

Riva 150: deverá ser a substituta da Speed

Riva 150: deverá ser a substituta da Speed

O motor de 249,4 cm3, monocilíndrico, quatro tempos, SOHC (Single Over Head Camshaft), refrigeração líquida, e alcança 24 cv de potência. A moto é alimentada por sistema de injeção eletrônica desenvolvido para o mercado brasileiro em trabalho conjunto entre as engenharias de Dafra e da SYM. Este trabalho foi feito também para melhorar o posicionamento do motor no chassi com o objetivo de melhorar a ciclística da moto. O câmbio é de seis marchas e os freios são a disco na dianteira e na traseira, ambos acionados hidraulicamente. A Next 250 estará à disposição na rede de concessionárias Dafra a partir de março, nas cores pérola, preta e vermelha.

A Riva 150 entra no principal segmento do mercado brasileiro. Esta street vem completa de fábrica, com rodas de liga leve aro 18”, freio dianteiro a disco, partida elétrica e a pedal, e apresentando um pacote de peças de reposição mais econômico do segmento, segundo garantem os executivos da Dafra. Ela segue o padrão atual do design com o conjunto óptico frontal com farol em formato pontiagudo e painel de instrumentos integrado à carenagem. O painel possui conta-giros analógico central, indicador de marchas, faróis e luzes de direção, assim como display digital com hodômetro parcial e total, indicador do nível de combustível e reserva, luzes indicadoras de trocas do óleo programáveis e nível de carga da bateria.

O modelo possui ainda trava de capacete, pedaleiras do piloto e passageiro retráteis e ainda sensor de acionamento da embreagem interligado ao sistema de partida, o que evita a partida do motor com a moto engrenada, e chassi de fabricação nacional. A Riva 150 conta com motor de 149,4 cm3, OHC (Over Head Camshaft), monocilíndrico, quatro tempos e arrefecido a ar. Sua potência é de 12,1 cv a 8.250 rpm e torque máximo de 10,9 N.m a 6.600 rpm. A transmissão é de cinco velocidades. A Riva 150 estará à disposição na rede de concessionárias DAFRA a partir de dezembro deste ano, nas cores pérola, vermelha e preta.

Obs.: Para facilitar a discussão sobre esse assunto, criamos um tópico no fórum para os motonliners. Clique aqui para acessar o tópico.

Comentários Imprimir

Destaques do Motonline


Comentários

Ao postar um comentário você concorda com as Regras para a postagem do Motonline