Yamaha DT 180 Z

Yamaha DT 180 Z

100%

dos usuários recomendam esta moto

Satisfação Geral 4.3889
Visual 3.7778
Conforto 3.5
Performance 4.1111
Dirigibilidade 4.5
Consumo 2.83335
Custo x Benefício 4.16665

A moto que popularizou o off-road no Brasil. Dois tempos, arrefecida a ar, muito leve

Ficha Técnica


Cilindrada: 176.00 cc

Tipo de Motor: 2 tempos

Arrefecimento: Ar

Combustível: Gasolina

Potência Máxima: 16.70 cv a 7000 rpm

Torque Máximo: 1.74 kgf a 6500 rpm

Transmissão: 6 marchas

Injeção: Carburada

Partida: Mecânica

Chassi: Aço

Suspensão dianteira: Convencional

Ajuste da suspensão dianteira: Sem ajuste

Suspensão traseira: MonoShock

Ajuste da suspensão traseira: Pré-carga

Balança: Convencional
DIMENSÕES

Peso (seco): 102 kg

Peso em movimento: 0.00 kg (MVOM)

Comprimento: mm

Largura: 895 mm

Altura: 1200 mm

Altura do Banco: 0 mm

Distância entre Eixos: 1345 mm

Pneu Dianteiro: 2,75 – 21 NHS

Pneu Traseiro: 4,10 – 18 NHS

Capacidade do tanque:

Outras Versões

DT 180 Z Trail

1997, 1996, 1995, 1994, 1993, 1992, 1991, 1990, 1989, 1988, 1987, 1981
(ver todas)

Principais avaliações

Recomendo!

Pros: Tratorzinho que o tempo não destrói
4
Edson - 08/06/2012

Recomendo!

Pros: Desempenho Charme do motor 2 tempos Simplicidade mecânica Dirigibilidade
5
Thiago Moreno - 27/06/2012

Recomendo!

Pros: Médio conforto, manutenção barata ,posição de pilotagem,mecânica simples, potência e peso, 2T visual bonito para sua época.
4
Cristiano - 14/10/2012

Recomendo!

Pros: Leve, fácil de pilotar, robusta, simples, valente, barata.
3.5
Joao Eurico de Aguiar Lima - 17/05/2012
Ver todas as avaliações

Veja motos similares à venda (ver todas)

Modelos similares a Yamaha DT 180 Z


Outros Modelos Yamaha



Todas as avaliações desta moto

Avaliação de Edson em 08/06/2012

Avaliou moto Yamaha DT 180 Z Trail 1997

Comentários:
Adquiri uma dt 180 zero em 1987 e preparei-a para trilhas... Só alegrias... só boas e divertidas recordações. Muitos anos de ótima convivência. Até hoje elas estão presentes nas trilhas. Parece que nada as destroem.
Pros:
Tratorzinho que o tempo não destrói
Contras:
... idade ?

Condições do Teste

Tempo de Uso
Mais de um ano
Tipo de Uso
Terreno Testado
Terra
Quilometragem
80000
Manutenção
Fácil de encontrar
Custo de Mantenção
Baixo
4
4
2.5
2.5
4
2.5
4
Esta análise foi útil para você? Sim (8) Não (2)

Avaliação de Thiago Moreno em 27/06/2012

Avaliou moto Yamaha DT 180 Z Trail 1996

Comentários:
Essa moto eu comprei com meu pai há uns 5 anos. Estava encostada e enferrujada numa garagem. Pagamos R$ 2.500 nela e eu devo ter gasto a mesma quantia arrumando. A primeira coisa foi desmontar tudo para pintar o quadro e substituir peças em mal estado. Foi aí que eu vi o quanto é simples mexer nessa moto. Duas chaves de boca e um alicate a deixam só no quadro em questão de minutos. O motor já está na quarta retífica, provavelmente por causa do tempo parado e mecânicos que só sabem mexer em CG. Mas as famosas "7 partes móveis" em todo o motor são simples e mesmo a retífica completa não sai por mais de R$ 400. A moto deixa muita 250cc para trás e muda de direção com facilidade. A suspensão de curso longo ignora os buracos e a posição do piloto é muito confortável, como na maioria das Trail. O diferencial aqui é deixar moleque de Twister para trás numa nuvem de fumaça, rs. Eu acho a fumaça e o cheiro do óleo 2 tempos um charme, mas como todo mundo que eu conheço acha que é um defeito, entram na lista dos contras. O consumo não é dos melhores, mas é esperado para um motor desse tipo. Comigo, fica na casa dos 17 km/l na cidade.
Pros:
Desempenho Charme do motor 2 tempos Simplicidade mecânica Dirigibilidade
Contras:
Consumo "Charme" da fumaça e do cheiro de óleo 2 tempos, tem que goste. Como eu, por exemplo.

Condições do Teste

Tempo de Uso
Mais de um ano
Tipo de Uso
Lazer
Terreno Testado
Urbano, Estrada
Quilometragem
18000
Manutenção
Dentro do esperado
Custo de Mantenção
Normal
5
3
4
5
5
2.5
4.5
Esta análise foi útil para você? Sim (6) Não (1)

Avaliação de Cristiano em 14/10/2012

Avaliou moto Yamaha DT 180 Z Trail 1995

Comentários:
Tive 3 , 2 foram 1987 e 1 de 1995, das 3 duas foram para trilha e uma ficou para rua mesmo. Posso dizer que pela sua mecânica simples ela acaba por ser de baixo custo. Desde que tenha zelo e faça sempre revisões preventivas passa a ter uma mecânica confiável . Na rua a suspensão cumpre bem o seu papel e apesar da traseira ainda não ser sistema pro link ainda consegue certo conforto para buracos e lombadas. Moto se arrancada rápida devido além de ser 2T , pelo seu peso também. Na trilha era A MOTO , fácil e barato de consertar , tinha bom torque e potência mas se usada no limite trincava o quadro .Nas trilhas era fácil ver maluco pedalando até botar a língua para fora e ela não pegar, pois ela precisa atenção em certos pontos na hora de transformá-la para trilha, não é simplesmente desmontar seta e retrovisor e colocar pneu, ,era necessário vedar caixa de filtro de ar ;também vedar a entrada do cabo de acelerador no pistonete e na junção do cabo do acelerador (onde ocorriam as travadas de acelerador), como poderia ocorrer o travamento do motor pelo problema na bomba de óleo , o mesmo era desligado e o óleo misturado diretamente na gasolina em sua devida proporção . Hoje é difícil demais de achar uma que esteja para rua e original pois a maioria foi para as trilhas, é uma moto que me deixou boas lembranças
Pros:
Médio conforto, manutenção barata ,posição de pilotagem,mecânica simples, potência e peso, 2T visual bonito para sua época.
Contras:
Consumo razoável, consumo de óleo, cheiro de fumaça na roupa.

Condições do Teste

Tempo de Uso
Mais de um ano
Tipo de Uso
Lazer
Terreno Testado
Urbano, Terra, Estrada
Quilometragem
50000
Manutenção
Fácil de encontrar
Custo de Mantenção
Baixo
4
3.5
3.5
4
3.5
3
4
Esta análise foi útil para você? Sim (6) Não (2)

Avaliação de Joao Eurico de Aguiar Lima em 17/05/2012

Avaliou moto Yamaha DT 180 Z Trail 1986

Comentários:
Durante anos a DT 180 foi a rainha das trilhas dando muito couro nas XL 250 da Honda. A moto era barata, fácil de manter, resistente, valente. Como era super leve, na trilha era uma delícia de pilotar. Nos enduros era a primeira colocada e ocupava as primeiras colocações, invariavelmente. No uso urbano era honesta, razoavelmente confortável e para a época era uma das melhores motos que havia. No reino das 125, a DT 180 N era muito maior e encorpada. Hoje em dia existem alternativas muito melhores e com mais presença mas na época era o Ó.
Pros:
Leve, fácil de pilotar, robusta, simples, valente, barata.
Contras:
Consumo elevado, fumaça de 2t, suspensões passáveis

Condições do Teste

Tempo de Uso
Mais de um ano
Tipo de Uso
Lazer
Terreno Testado
Terra
Quilometragem
27000
Manutenção
Fácil de encontrar
Custo de Mantenção
Baixo
3.5
3.5
2.5
3.5
4.5
2
4
Esta análise foi útil para você? Sim (5) Não (0)

Avaliação de Kleber Zilmar em 29/06/2012

Avaliou moto Yamaha DT 180 Z Trail 1987

Comentários:
Talvez tenha tido azar mas a minha travou o motor 2x, a Vela ficava encharcada e não pegava passei muito apuro com a moto, o óleo dois tempo deixa um cheiro horrivel na roupa, minhas namoradas na época ficavam com o cabelo fedorento e odiavam, e teve algumas que o escapamento chegava e espirrar borra de óleo e respingar na roupa do carona. E gastei muito com a moto troquei muita coisa, fiz a parte elétrica inteira, pneus, o quadro trincou tive que soldar enfim não foi bom
Pros:
Muito boa por ter a roda grande na dianteria e ser alta na cidade é muito confortável
Contras:
morto 2 tempos, cheiro horrível de óleo, barulhenta, vibra tudo, pra fazer pegar a moto é um sofrimento, graças a deus hj as motos tem partida elétrica.

Condições do Teste

Tempo de Uso
Mais de um ano
Tipo de Uso
Transporte
Terreno Testado
Urbano
Quilometragem
45000
Manutenção
Fácil de encontrar
Custo de Mantenção
Alto
3.5
3.5
2.5
3.5
5
2
2.5
Esta análise foi útil para você? Sim (4) Não (1)

Avaliação de Sérgio Souza em 18/09/2012

Avaliou moto Yamaha DT 180 Z Trail 1992

Comentários:
Tive a magrela DT 180 que me carregou de 1992 até 1996 quando passei para a DT 180 N, primas da DT 180 Z, a única da família mensionada aqui no Motonline. Deixaram suadade pelos momentos felizes que proporcionaram, muitos caminhos, encontros e desencontros na década de 90.
Pros:
Baixo custo de manutenção. Leve, ágil e bonita. No trânsito urbano cumpriu todas as suas obrigações. As estradas asfaltadas e de terra nos finais de semana eram trilhadas com eficiência do conjunto.
Contras:
Cheiro de óleo no piloto e passageiro.

Condições do Teste

Tempo de Uso
Mais de um ano
Tipo de Uso
Transporte
Terreno Testado
Urbano, Terra, Estrada
Quilometragem
20000
Manutenção
Dentro do esperado
Custo de Mantenção
Normal
5
4.5
4
4
5
3.5
5
Esta análise foi útil para você? Sim (2) Não (1)

Avaliação de Claudio Martins Oliveira em 17/10/2012

Avaliou moto Yamaha DT 180 Z Trail 1984

Comentários:
Praticamente indestrutível. Outra moto que tive quando era jovem.
Pros:
motor, robustez, suspensões
Contras:
cheiro de oleo 2 tempos na roupa

Condições do Teste

Tempo de Uso
Mais de um ano
Tipo de Uso
Transporte
Terreno Testado
Urbano, Terra, Estrada
Quilometragem
0
Manutenção
Fácil de encontrar
Custo de Mantenção
Baixo
4.5
4
3.5
4.5
4.5
3.5
4.5
Esta análise foi útil para você? Sim (2) Não (0)

Avaliação de Hywre Konnan em 10/02/2013

Avaliou moto Yamaha DT 180 Z Trail 1983

Comentários:
Possui DT 180 por 14 anos, até me acostumar com ela tive alguns probleminhas, furei o pistão 4x mas ela me proporcionou inúmeras alegrias e só sou o motociclista que sou hoje por causa dela, tenho muitas saudades não tenho do que reclamar pois apos varias quedas que ela me deu de presente rsrsrs, aprendi a nunca subestimar uma moto pela sua aparência. Sou louco por esta moto!!!!!
Pros:
dirigibilidade, respostas rapidas ao aceleredor
Contras:
nada contra

Condições do Teste

Tempo de Uso
Mais de um ano
Tipo de Uso
Lazer
Terreno Testado
Urbano, Terra, Estrada, Pista
Quilometragem
0
Manutenção
Custo de Mantenção
Baixo
5
4
4
5
5
3.5
5
Esta análise foi útil para você? Sim (2) Não (0)

Avaliação de Paulo em 04/12/2016

Avaliou moto Yamaha DT 180 Z Trail 1984

Pros:
Aos 13 anos eu costumava pilotar uma DT 180 de trilha em um sítio afastado da cidade, em estradas de terra e subindo e descendo morros. A moto estava bem judiada, o que fazia com que às vezes desse trabalho dar a partida nela. Mas uma vez que ela ligava era só alegria e uma boa aventura pela frente! A força do motor de 2 tempos era impressionante, fazendo a moto se comportar como um cavalo selvagem. E a moto também proporcionava uma grande sensação de liberdade. Pilotar uma DT é pura emoção! Em geral, os prós são: Visual - Não se trata de um projeto moderno, mas tem uma aparência agressiva que já diz muito sobre a moto; Conforto - Por ser uma moto trail, sua suspensão é bem macia, fazendo ela passar tranquilamente sobre buracos e pedras. O banco não é tão duro quanto os de outras trails; Performance - Disso eu já nem preciso falar, graças ao motor de 2 tempos ela tem uma aceleração bem rápida e uma arrancada forte. Mesmo tendo cerca de 17 cv, ela é capaz de deixar uma falcon pra trás; Dirigibilidade boa; Mecânica muito simples; Muito leve.
Contras:
Bem defasada tecnologicamente, porém a manutenção ainda não é difícil visto que essa moto ainda é muito utilizada nas trilhas, dividindo espaço com motos modernas como a CRF 230. O consumo realmente não é dos melhores. Deve fazer algo entre 17 e 22 km/litro.

Condições do Teste

Tempo de Uso
Menos de um ano
Tipo de Uso
Lazer
Terreno Testado
Terra
Quilometragem
40000
Manutenção
Dentro do esperado
Custo de Mantenção
Baixo
5
4
5
5
4
3
4
Esta análise foi útil para você? Sim (0) Não (0)