Lançamento Scooter Honda PCX 150

Os últimos movimentos da Honda no mercado brasileiro não deixam dúvidas de que a líder não está disposta a ceder qualquer fatia, por menor que seja, de sua gigantesca participação. Dos modelos de motocicletas mais básicos, passando pela médias em diferentes segmentos e chegando nas grandes, esportivas, turismo, trail, street, bigtrail, …. em todos os segmentos e tamanhos a Honda lançou uma novidade. Se não foi uma moto nova, foi alguma reestilização ou renovação de modelo de moto já existente.

PCX 150 pode ampliar o segmento de scooters no Brasil

PCX 150 pode ampliar o segmento de scooters no Brasil

Apresentada rapidamente em novembro último durante uma convenção de concessionárias em Salvador (BA), o mais recente fruto deste movimento da Honda no nosso mercado é o scooter PCX 150. Atenta aos movimentos do mercado, a líder segue também o bom desempenho da linha PCX na Europa, com mais de 23 mil unidades vendidas em 2011 e número semelhante em 2012. Além da novidade, a Honda trará a versão mais completa do scooter PCX, equipada com motor 150 e que tem uma característica que o valoriza em termos de economia e menor poluição. É a opção de cortar o motor para economizar combustível nas paradas do trânsito, enquanto se espera a abertura de um semáforo, por exemplo.

O Honda PCX 125 tem linhas atuais e mecânica avançada para uma performance sustentável

O Honda PCX 125 tem linhas atuais e mecânica avançada para uma performance mais sustentável

Se essa opção estiver selecionada, ao parar o motor é cortado e somente entra em funcionamento ao se acionar o punho do acelerador. Automaticamente se dá a partida e a moto arranca, em aceleração. Nos scooters, assim como nos carros automáticos, a embreagem também é automática para arrancar o veículo. Nesse caso, um problema acontece quando se segura o veículo com o freio: a embreagem fica agarrando, bem de leve, para colocar o veículo em movimento assim que se soltam os freios. Todo combustível queimado nessa hora é desperdiçado, assim como num veículo com câmbio manual.

Em alguns carros automáticos já é utilizada essa técnica, de desligar o motor nas paradas rápidas para arrancar logo em seguida, ao se acelerar. Mas nos scooters a Honda é pioneira e esse sistema pode fazer muita diferença no fim do mês.

Painel com todas informações em um visual adequado

Painel com todas informações em um visual adequado

Para o uso diário ele conta com diversos toques interessantes como um bom espaço sob o banco para objetos onde cabe um capacete integral, um painel completo com várias funções, entre elas um pequeno visor em cristal líquido para o medidor de combustível e hodômetro.

Esse motor recebeu bastante atenção para reduzir atritos internos e aumentar a durabilidade

O motor recebeu bastante atenção para ficar bem compacto, reduzir atritos internos e aumentar a durabilidade

Esse motor conta com várias virtudes: o cilindro é deslocado do centro do virabrequim, para diminuir o atrito sobre a parede do cilindro; o peso do pistão é bastante reduzido; a camisa do cilindro, na sua parte externa tem pequenas aletas para ajudar no arrefecimento e evitar detonação (batidas de pino) ; menor volume na caixa de transmissão primária para diminuir a quantidade de óleo e diminuir o arrasto dinâmico dele (menor atrito); sistema de descompresssão para a partida que permite acionamento mais silencioso, mais rápido e com menos necessidade de corrente (pode ter bateria menor) no sistema de partida elétrica.

O chassi em tubos de aço tem reforço central para minimizar as flexões

O chassi em tubos de aço tem reforço central para minimizar as flexões

O chassi é em tubos de aço e conta com maior reforço central, para mais rigidez contra torções. A distância entre eixos combinada com as rodas de aro 14′ permite uma configuração de suspensão bem apropriada ao tipo de calçamento brasileiro. A suspensão com curso mais longo tem que trabalhar menos por causa das rodas maiores. A capacidade de manobras é grande por causa do grande ângulo de esterço da direção e permite boas manobras no trânsito, com grande confiança.

Os freios são a tambor atrás e a disco na frente, com diâmetro de 220mm e pinça de três pistões e conta com o sistema “combined” da Honda para um efeito seguro. Aplicando um ou outro freio isoladamente, o outro também recebe pressão do sistema para manter maior equilíbrio da frenagem.

O Honda PCX tem cara de scooter maior, mas não é. Sua performance em termos de economia de combustível foi medida pela Honda na Europa em 47 km/litro (2,1 litro / 100 km) no padrão WMTC (procedimento de teste mundial harmonizado), mas na vida real deve ser um pouco menos. Resta esperar e ver o teste completo. O produto parece bom, se tiver preço adequado ao mercado brasileiro, deverá fazer sucesso por aqui também.

Ficha técnica (modelo europeu)

Receita destinada ao sucesso, mas depende do preço

Receita destinada ao sucesso, mas depende do preço

Comentários Imprimir

Destaques do Motonline


Comentários

Ao postar um comentário você concorda com as Regras para a postagem do Motonline