4ª etapa do Goiano de Motocross aconteceu em Quirinópolis

O Campeonato Goiano de Motocross 2010 teve sequencia e chegou a sua metade nesta quarta etapa que foi realizada em Quirinópolis que está localizada a 280 km de Goiânia no sudoeste do estado, nos dias 04 e 05 de setembro, que não ficou devendo em emoção e disputas a nenhuma das três primeiras etapas, para um publico numeroso que ocupou as arquibancadas e a área em volta do circuito de 1200 metros, que junto com os pilotos sofreu debaixo de um calor escaldante e baixa umidade reinante nesta época do ano.

A pista que foi construída ao lado do Lago Sol Poente, no centro da cidade, teve quatro transposições de vias de asfalto que circundam a área da pista, que não comportaria as dimensões da nova pista, já que a pista antiga era bem reduzida e usada pelos pilotos locais para treinamentos, pilotos estes que foram os responsáveis pelos apelos à prefeitura para que realizasse uma prova do Campeonato, e que foram prontamente atendidos pelo prefeito Gilmar Alves da Silva e também do secretario de Administração Newton Pereira Filho, também por iniciativa destas pessoas que os pilotos e suas equipes foram brindadas por um café da manhã e almoço no domingo

A primeira categoria a largar após abertura da etapa no domingo foi a MX2 com 20 inscritos e quem venceu em seu retorno ao Goiano de Motocross foi Wellington Garcia Matos, seguido de Everaldo Rodrigues Lima Filho, Wolney Ferreira de Lima, Claudner Coelho da Rocha, Jose Ferreira Borges Neto, Marcelo Pires Paiva, Adão Ataides Neto, Lucas Ricardo Rezende, Jose Almeidino Rocha da Silva e Pedro Claudio de Azevedo Rehn.

A Nacional B com 24 inscritos e após muitas disputas teve a vitória de Lucas Amaral Piretti, seguido de Marcilon Costa Filho, Rômulo Henrique Silveira Adorno, Guilherme Bruno Pires e Marcus Vinicius Rodrigues Mariano.

As 65cc vieram com 18 inscritos, com vitoria de João Victor Rodrigues Caixeta, Vinicius Ferreira de Amorim, Matheus Klysman de Oliveira Lima, Vinicius Raposo de Oliveira Ribeiro e Lucas Publio Ferreira Salviano.

A Estreantes com 28 inscritos teve como vencedor Lucas do Amaral Piretti, seguido de Marcos Guilherme de Lima, Anderson Lopes Ribeiro, Leandro Freitas Oliveira e Marcus Vinicius Rodrigues Mariano.

A MX3 com 30 inscritos, largou para mais uma vitoria de Adilson Luiz Araújo que até faltarem duas voltas vinha em segundo atrás de João Batista Barbosa Filho que liderava e acabou sofrendo uma violenta queda, abrindo caminho para a vitoria de Adilson, em segundo chegou Janio Jose Rezende (Goiano que atualmente mora e disputa provas nos EUA), seguido de Alexandre Vaz da Costa, Risaldo Caetano do Carmo e Wagner de Amorim.

A Nacional 230 Pró largou em seguida, onde a primeira vitória no Campeonato após intensa briga entre os três primeiros foi de Everaldo Rodrigues Lima Filho, seguido de Claudner Coelho da Rocha, Wolney Ferreira de Lima, Marcelo Pires Paiva e Pedro Braz Teodoro.

As 85cc com 22 inscritos largaram para vitoria de Lucas Fernando Bottcher Frazão, seguido de Gustavo Alves Santos Borges, João Alves de Araujo Filho, Marcellus Henrique de Melo Lera e Marcos Guilherme de Lima. Gustavo Borges em segundo e João Alves em terceiro fizeram uma ótima prova de retorno depois de um longo afastamento devido a acidentes no inicio da temporada.

A Intermediaria veio com 28 pilotos inscritos, onde constantes disputas apontaram Anderson Lopes Ribeiro como vencedor, seguido de Leandro Freitas Oliveira, Adão Ataides Neto, Raphael da Silva Matos e Luiz Henrique Nunes de Oliveira.

A Mini 50cc realizada no sábado, teve a vitória de Beatriz Braga Gomes, seguida de Luiz Felipe Napoli da Silva, João Paulo Pereira Alves, Jeferson Freitas e Luiz Felipe Coelho Vale da Rocha.

E fechando a programação a MXFL (Força Livre) com motos MX1 e MX2, após intensas disputas pelo segundo lugar, onde Wellington Garcia venceu novamente, ficando as demais posições para Claudner Coelho da Rocha pressionado até o final por Everaldo Rodrigues Lima Filho, Wolney Ferreira de Lima, Jose Almeidino Rocha da Silva, Marcelo Pires Paiva, Janio Jose Rezende, Jose Batista Silva Neto, Lucas Ricardo Rezende e Risaldo Caetano do Carmo, dentre os 18 pilotos inscritos para esta bateria.

A prova com realização da Prefeitura Municipal, supervisão da Federação de Motociclismo de Goiás e organização do Moto Clube GP, teve o apoio de Motogol-Honda, Mobil, Michelin, Vulcano Energy Drink, IMS, Navesa Veículos, Drogaria Silva, Tropical Tendas, Skatena Performance, Vidraçaria Morais, Rapozão Racing, Di Paz Calçados, Moto Livre, Fink Sistemas Automotivos e Agel/Proesporte/Governo de Goiás.

Os pilotos da Estreantes Anderson Lopes Ribeiro, Sander Alípio Guimarães Moura, Geraldo Ferreira Meireles Neto, Rodolfo Torres e Leokadio Macieira dos Reis foram apenados com acréscimo de tempo aos seus resultados devido a não respeitarem bandeira amarela; e por atitude anti desportiva (agressão a dois pilotos) foi desclassificado da etapa o piloto Jonathan Figueiredo de Freitas. As penalizações foram aplicadas pela direção e júri da prova.

Nenhum acidente de maior gravidade foi registrado, sendo o atendimento medico preciso sempre que solicitado.

A falta de chuvas a mais de dois meses, o forte calor de mais de 30 graus e a baixa umidade foram obstaculos que deram bastante trabalho aos pilotos e publico espectador, assim como aos organizadores que tiveram que molhar a pista durante toda a semana para combaterem a poeira na pista, mas o trabalho foi compensado com uma bela pista e tambem uma boa prova.

Todas as categorias tiveram premiação pecuniar até o quinto colocado em oito categorias e até o décimo na MX2 e MXFL, alem de troféus até o decimo colocado em todas as dez categorias.

A cronometragem, a exemplo de todas as etapas anteriores foi atraves de transponders, com entrega da premiação imediatamente ao final de cada bateria.

A próxima etapa será em Palmeiras de Goiás nos dias 25 e 26 de setembro, cidade a 80 km de Goiânia que volta a sediar provas do Goiano de Motocross depois de oito anos de ausência.