46% dos carros circulam com os faróis desregulados em SP

Na grande São Paulo, 46,7% dos veículos de passeio circulam com os faróis desregulados, com grandes riscos de ofuscamento que podem causar acidentes.

Esse é o resultado de um balanço divulgado pelo portal WebMotors e Grupo Germinal, com apoio da CET, que organizam um programa de Inspeção de Segurança Automotiva (ISA) em São Paulo. A inspeção foi realizada com 1.092 veículos, com idade média de oito anos e 75,5 mil quilômetros rodados, no período entre setembro de 2008 a maio de 2009, com idade média de oito anos.

Além dos faróis desregulados, o balanço do programa ISA constatou uma série de falhas graves decorrentes da falta de manutenção preventiva nos carros inspecionados.

Vazamento de óleo do motor, extintor de incêndio fora do prazo de validade, pneus carecas e problemas elétricos estão entre os defeitos mais comuns. Confira o resultado do balanço do programa, com base nos 1.092 veículos inspecionados:

· 46,7% apresentam faróis desregulados;
· 30,5% têm vazamento de óleo, que indica problemas no motor;
· 27% circulam com extintor de incêndio vencido;
· 25,6% estão com os pneus carecas;
· 17,4% têm o escapamento enferrujado;
· 16,3% das baterias têm funcionamento deficiente;
· 12,5% apresentam problemas no sistema de embreagem;
· 11,8% têm o limpador e/ou lavador do pára-brisa danificado;
· 11,3% circulam com as lanternas de iluminação da placa traseira queimadas;
· 10,7% estão com problemas nos freios.

No caso da falha mais comum, a falta de regulagem nos faróis, pode causar sérios acidentes, principalmente em vias de mão de dupla, onde a perda de visão por ofuscamento pode levar à perda da direção. Além disso, faróis desregulados podem resultar em multa (infração ao artigo 223 do Código Brasileiro de Trânsito) e retenção do veículo para regularização. A regulagem é bastante simples, e pode ser feita em um centro automotivo de confiança.

O segundo problema mais comum, o vazamento de óleo, constatado em 30,5% dos carros inspecionados, pode indicar sérios problemas no motor do veículo. O extintor de incêndio vencido, verificado em 27% dos carros que passaram pela inspeção, também pode resultar em multa. Pneus carecas, verificados em 25,6% dos veículos, colocam a segurança do motorista e dos seus passageiros em risco.

A falta de manutenção preventiva causa sérios prejuízos ao trânsito de São Paulo, onde foram removidos, nos primeiros quatro meses de 2009, 12.295 veículos, em média, por mês, segundo a CET. Nos últimos dois anos, o volume de remoções aumentou 26,8% na cidade de São Paulo.

Perfil dos carros avaliados – Inspeção de Segurança Automotiva (ISA), iniciativa do portal WebMotors e Grupo Germinal, tem o apoio da prefeitura de São Paulo e da CET. Entre setembro de 2008 a maio de 2009, foram avaliados 1.092 veículos de passeio particulares. De forma voluntária, os proprietários que levaram seus veículos à Estação de Inspeção Veicular, no bairro da Barra Funda, tiveram 70 itens mecânicos e de segurança avaliados pelos técnicos do programa.

Em média, a frota avaliada tem oito anos de fabricação e 75,5 mil quilômetros rodados. Em média, cada veículo apresentou 4,7 defeitos e no total 5.186 falhas foram computadas nos carros avaliados pelo programa. Apenas 102 veículos não apresentaram nenhum problema de manutenção.

Como funciona a inspeção? – Na inspeção, que dura cerca de vinte minutos, serão verificados cerca de 70 itens fundamentais para a segurança e o bom funcionamento do veículo, como o estado de correias, suspensão, embreagem, equipamentos obrigatórios, sinalização, motor e sistemas complementares, palhetas de pára-brisa e vidro traseiro, freios e iluminação.

Ao final da inspeção é gerado um laudo com os itens que devem ser reparados em um centro automotivo ou mecânico de confiança. A Inspeção de Segurança Automotiva (ISA) segue as normas da ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas. O motorista também tem a opção de consultar as oficinas cadastradas no programa Agenda do Carro pela internet ou via WAP.

O projeto da Inspeção de Segurança Automotiva
A idéia da Inspeção Veicular Gratuita surgiu em 2002 com o programa Agenda do Carro no portal WebMotors, em parceria com o Grupo Germinal. Como parte dessa campanha, que começou na internet em 2007, pouco mais de 2,5 mil veículos foram inspecionados gratuitamente em postos de inspeção itinerantes que foram instalados em estacionamentos de hipermercados.

Na Internet, o motorista se cadastra no www.webmotors.com.br e insere informações como quilometragem e dados do seu veículo, condições de uso diário, últimas manutenções realizadas etc. Posteriormente, o ele receberá, por e-mail, um informativo periódico com itens que deve checar em seu mecânico de confiança. Além disso, o programa Agenda do Carro dispõe de um banco de dados com as melhores oficinas e centros automotivos do País.