Equipe PRT Bardahl (#5) - foto de Fábio Melo

500 Milhas de Motovelocidade: Equipe PRT é a campeã no Paraná

Brasileiros Alan Douglas, Nick Iatauro e argentino Luciano Ribodino comandaram a festa da equipe no Autódromo Internacional de Curitiba, que pela primeira vez foi palco da prova de endurance

Equipe PRT Bardahl no lugar mais alto do pódio nas 500 Milhas de Motovelocidade 2015 - foto de Fábio Melo Crédito: Fabio Melo - See more at: http://www.vipcomm.com.br/novo/500milhas/fotos#sthash.R9KCSrRa.dpuf

Equipe PRT Bardahl no lugar mais alto do pódio nas 500 Milhas de Motovelocidade 2015 – foto de Fábio Melo

Pela primeira vez no Paraná, as 500 Milhas de Motovelocidade passaram pelo Autódromo Internacional de Curitiba proporcionando um espetáculo de disputas. Neste domingo (01), último dos três dias de atividades da 18º edição da tradicional prova de endurance, a PRT Bardahl (#5) confirmou o favoritismo e conquistou o tricampeonato consecutivo após 217 voltas, em pouco mais de cinco horas e meia de corrida.

Com pilotos que misturam juventude, velocidade e experiência, o time não deu chances aos adversários durante todo o evento. Pole position, a equipe do paranaense Alan Douglas, do paulista Nick Iatauro e do argentino Luciano Ribodino cruzou a bandeira quadriculada em primeiro. Eles terminaram nove voltas a frente do segundo colocado, a RF Racing (#79), do trio paranaense Ademilson Peixer, Rafael Nunes e Bernardo Kochen, que ganhou a posição depois da JC Racing (#84), então vice-líder, sofrer uma queda com Marcelo Dahmer. Mesmo com o problema, a equipe que ainda tem Diego Pierluigi, Davi Costa e Fernando Guerra ficou em terceiro.

Equipe PRT Bardahl (#5) - foto de Fábio Melo

Equipe PRT Bardahl (#5) – foto de Fábio Melo

“Vencemos pelo conjunto, que é fenomenal. Só tenho a agradecer a equipe”, afirma Alan Douglas. Já Iatauro destaca o trabalho do estreante Ribodino, que foi fundamental na conquista do troféu. “Conhecemos o Ribodino há três anos. Ele é constante, já trabalhou em diversos cenários, como chuva, seco, entre outros. Sabemos do potencial dele e por isso fizemos o convite. Estamos muito feliz com essa formação, então esperamos continuar assim”, comenta.

Já o argentino agradeceu o trabalho de toda a PRT Bardahl. “Foi um trabalho muito bom. Nick e Alan ajudaram a todo instante para que a equipe melhorasse, tivesse constância. Fizeram um bom trabalho, com ritmo bom. Além disso, tivemos muita eficiência na troca de pneus e reabastecimento de combustível. Toda equipe está de parabéns”, completa.

A quarta posição foi da Tecfil Racing Team (#17), de Danilo Lewis, Diego Viveiros e Heliso Chin. Completando o pódio apareceu a Triple Triumph by Paschoalin (#22), de Rafael Paschoalin, Victor Moura, Ives Moraes e Marcus Trotta.

Mesma sorte não tiveram outras equipes, que ficaram pelo caminho antes mesmo da metade de prova. A DRT Competition (#50), de Diego Pretel e Ricardo Levy, que até a volta 100 figurava entre os ponteiros, teve problema mecânico e abandonou. Já a Mg Bikes Yamaha Racing (#7), de André Verissimo, Pedro Sampaio, Sérgio Fasci (ARG) e Sebastian Martinez (ARG), e a Zangrossi Racing (#16), de Herbert Zangrossi, Paulo Navarro e Fábio Traldi, por exemplo, sofreram com as quedas e também se despediram mais cedo.

Corrida 500 Milhas – cinco primeiros
1º PRT Bardahl #5 (1.000cc SBK)
2º RF Racing #79 (600cc SSP)
3º JC Racing #84 (1.000cc SBK)
4º Tecfil Racing Team #17 (600cc SSP)
5º Triple Triumph by Paschoalin #22 (600cc SSP)

Separador_motos

RF RACING VENCE CATEGORIA 100 MILHAS DE MOTOVELOCIDADE 2015
Equipe do paranaense sobrou nas 43 voltas de disputa no Autódromo Internacional de Curitiba

Ademilson Peixer, da RF Racing (#43), não deu chances para ninguém na prova das 100 Milhas nas 500 Milhas de Motovelocidade 2015 - foto de Fábio Melo

Ademilson Peixer, da RF Racing (#43), não deu chances para ninguém na prova das 100 Milhas nas 500 Milhas de Motovelocidade 2015 – foto de Fábio Melo

O paranaense Ademilson Peixer, da RF Racing (#43), foi o “cara” da categoria 100 Milhas (para motos de 500cc, 300cc e 250cc). O paranaense comandou a prova de abertura do evento e saiu com a vitória após pouco mais de uma hora de disputa. “Foi uma grande experiência correr as 100 Milhas, ainda mais em casa, onde eu sempre treino. Nunca havia disputado a prova e gostei bastante. Treinei muito para chegar em primeiro e estou feliz”, resume.

Peixer foi regular em quase todo o tempo, sempre alternando voltas na casa do um minuto e 40, 41, 42 e 43 segundos. O único momento que não foi “rápido” aconteceu quando teve que parar no box para reabastecimento de combustível, na volta 39. “Foi uma boa estratégia da equipe. Consegui manter a regularidade e ao mesmo tempo até poupar um pouco o físico para a corrida 500 Milhas”, conta o competidor, que também encarou as 500 Milhas pela própria RF Racing.

Apesar da vitória, o piloto da RF Racing foi surpreendido logo na largada, que foi no formato “Le Mans”, quando as motos são enfileiradas na diagonal (45 graus), junto ao muro dos boxes e com o motor desligado. Os pilotos, do lado oposto da pista, correm em direção as motos, ligam os motores e vão para corrida. A WR Exhaust Racer (#11), de Claudinei Costa e Wesley Ribeiro, puxou a primeira fila, mas logo foi ultrapassada pelo paranaense.

Logo_500_Milhas_150x100Após brigar pela segunda colocação por quase toda a prova, a dupla da WR perdeu ritmo e terminou apenas em 11º. Quem se beneficiou foi a WR Racing/Suzuki SBK (#11), de Antonio Carlos Franzen e Renan Barbosa, que abocanhou a vice-liderança e não largou mais. Oitava colocada no classificatório que definiu o grid de largada, a Podium Racing/Arthur Racing (#53) completou em terceiro. Foi um grande resultado para a equipe de Wylkson Ribeiro e Rafael Soares, que estavam com uma Honda 300cc, contra motos de 500cc das equipes ponteiras.

Os cariocas da Tecfil Racing Team RJ (#17), Luigi Mafei Neto e Luis Eduardo, aguardaram o momento certo para atacar. Em posições intermediárias nas primeiras voltas, eles melhoraram o desempenho e finalizaram em quarto, conquistando um lugar no pódio. Outro que teve melhora considerável foi Ton Kawakami, da PRT Playstation Bardahl (#72). O garoto de 14 anos não fez boa largada e teve que sair lá de trás para alcançar o quinto lugar.

Corrida 100 Milhas – cinco primeiros
1º RF Racing #43 (500cc) – Ademilson Peixer
2º WR Racing/Suzuki SBK #11 (500cc) – Antonio Carlos Franzen e Renan Barbosa
3º Podium Racing/Arthur Racing #53 (300cc) – Wylkson Ribeiro e Rafael Soares
4º Tecfil Racing Team RJ #17 (500cc) – Luigi Maffei Neto e Luis Eduardo Bailey
5º PRT Playstation Bardahl #72 (250cc) – Ton Kawakami

Separador_motos