Foto: Agentes do Controle

A Kaos venceu o Controle

Foto: Agentes do Controle

Nos anos 60 um seriado da TV americana muito divertido mostrava a guerra fria entre Estados Unidos e UniÆo Sovi‚tica por meio das organiza‡äes Kaos e Controle; obviamente os EUA eram o Controle e a URSS era a Kaos. Passados 40 anos o seriado assinado pelo genial Mel Brooks e que recebia o nome original de “Get Smart” (fique esperto) ‚ mais atual do que se imagina. Mas nÆo se aplica mais … guerra fria e sim … administra‡Æo p£blica do Brasil, conhecido pelos Motonliners como Lisarb.

Desde a minha ‚poca de estudante universit rio – olha que faz tempo – eu defendo a teoria de que a administra‡Æo p£blica no Brasil funciona ao contr rio do resto da humanidade. Aqui ‚ preciso primeiro se estabelecer o caos para depois sair em busca do controle. Ao contr rio da divertid¡ssima s‚rie de TV (que ainda est  no ar nas TVs a cabo), aqui no Brasil essa pol¡tica nÆo tem a menor gra‡a e cobra um pre‡o alto tanto em dinheiro quanto em sa£de p£blica.

Quer alguns exemplos?  preciso que trˆs bebˆs morram em uma UTI infantil para que a administra‡Æo da cidade fa‡a uma investiga‡Æo e descobrir as causas que provocaram essas mortes. EntÆo, como se isso consolasse a fam¡lia, um sujeito vestido de avental branco aparece na TV afirmando que faltam equipamentos, rem‚dios, leitos bla-bla-bl ! Primeiro atingiu o caos, depois sai-se em busca de controle.

Foto: O apagÆo vi rio vem a¡

Foto: O apagÆo vi rio vem a¡

Outro exemplo? O tr fego a‚reo! Que coisa linda, como me sinto aliviado em saber que existe um “buraco negro” nos c‚us do Brasil entre Bras¡lia e Manaus, depois de viajar uma dezena de vezes … capital amazonense! Ap¢s dois aviäes se chocarem nesse espa‡o apertado e confuso que ‚ o c‚u, como se fosse um cruzamento na rua de casa, causando 179 cad veres, os administradores correram em busca de um controle que fugiu de suas mÆos.

Para justificar o saco de gatos que virou o (des)controle a‚reo,a m¡dia foi buscar um apelido em outro exemplo de falta de controle: APAGÇO AREO! Quem nÆo se lembra do humilhante apagÆo entre 2001 e 2002, expondo a vergonha de d‚cadas de falta de investimento na energia el‚trica? Um exemplo mundial de caos, que resultou em enorme preju¡zo em busca do controle.

O pr¢ximo apagÆo que aponta no horizonte putrefato da administra‡Æo p£blica ‚ o vi rio. O trƒnsito em capitais como SÆo Paulo e Rio de Janeiro j  atingiu o caos e nÆo h  qualquer esperan‡a de controle a curto prazo. Especificamente na cidade de SÆo Paulo, o caos est  estabelecido h  muito tempo, s¢ os administradores nÆo percebem, ou nÆo admitem.

Na s tira do Agente 86, os agentes do Controle sempre venciam os agentes da Kaos. Mas na realidade brasileira os agentes do caos estÆo vencendo de lavada!

Quem sÆo esses agentes do caos?  uma categoria pseudo-t‚cnica, porque na verdade ‚ pol¡tica, formada por uma massa de cupins que infestam a administra‡Æo p£blica. Travestidos de vereadores, deputados, prefeitos, administradores regionais, presidentes de CET, Detran, Secret rios de Transporte etc e tal. Uma corja do mais baixo car ter que tem como principal interesse, imediatamente ap¢s a posse, trabalhar duramente para prolongar (ou conquistar mais) seu poder. Pode ser na pele de um prefeito que usa a administra‡Æo com £nico objetivo de se lan‡ar a governador. Ou entÆo um diretor de CET que passou d‚cadas de inexpressiva capacidade e de repente aparece na m¡dia com dados manipulados.

Durante 30 dias atravessei a cidade de SÆo Paulo duas vezes por dia para levar minha filha … escola. Rodei 48 km por dia de moto entre carros, “nibus, t xis, caminhäes e outras motos e posso afirmar com a mais absoluta certeza: a pr¢xima crise ter  o nome de apagÆo vi rio e se instalar  na cidade de SÆo Paulo! Resultado de 40 anos de falta de investimento no sistema vi rio.

Quando a sex¢loga Marta Suplicy (olha a¡ um bom exemplo de como usar a prefeitura de SP para alcan‡ar um minist‚rio!) quis “melhorar” o trƒnsito cavou t£neis estreitos, mal feitos e tÆo bizarros que seriam reprovados na aula de “T£nel 1″ de qualquer curso de engenharia civil! Uma prefeita que gastou muito e nÆo melhorou nada a exemplo de seus colegas Paulo Maluf, Celso Pitta e agora o col‚rico Gilberto Kassab.

Quer dizer, justi‡a seja feita, eles realizaram obras para melhorar o trƒnsito. Obras que demoraram tanto e chegaram quando a demanda j  era muito superior. Vide metr“! Quando foi inaugurada a linha leste-oeste a demanda por transporte estava tÆo saturada que as composi‡äes chegavam nas primeiras esta‡äes j  lotadas!  como ministrar um Melhoral infantil em um paciente com septicemia.

O papel do CET ‚ tÆo pat‚tico que deve ser o quartel general da Kaos em SÆo Paulo. Para fazer um trajeto de 6 km eu chego a gastar 40 minutos, de moto! Os agentes de fiscaliza‡Æo, populares “marronzinhos” fazem o £nico papel de agentes punitivos, pois a a‡Æo de resume a aplicar multa. J  perdi a conta de quantas vezes cheguei a um cruzamento ca¢tico, com motoristas irritados por todo lado e um agente multador do CET apenas rabiscando seu bloquinho de multas! Lembram aqueles oper rios da Incr¡vel F brica de Chocolates que chegavam ao trabalho cantando “lhumpa, lhumpa”! Aqui em SP os multadores ficam apenas repetindo o refrÆo “multa, multa”!

Por dia eu conto uma m‚dia de 6 a 8 carros e motos soltando aquela conhecida fuma‡a azulada pelo escapamento, que indica an‚is gastos. O ¢leo do motor se mistura … cƒmara de combustÆo e o motor funciona como um dois tempos, soltando uma fuma‡a altamente t¢xica. NUNCA vi um miser vel desses agentes multadores do CET parar um carro, moto ou caminhÆo com essa descarga de polui‡Æo para recolher os documentos ou o ve¡culo. Nada! Esses ve¡culos continuarÆo circulando at‚ chegarmos ao caos atmosf‚rico e SÆo Paulo enfim conhecer  o “apagÆo respirat¢rio”.

Quando um cara de pau como o presidente do CET aparece na m¡dia afirmando que a velocidade m‚dia do trƒnsito em SÆo Paulo ‚ de 24 km/h d  vontade de pegar o desgra‡ado, colocar na garupa da minha moto e levar para uma voltinha. Ou esse descarado recriou a f¢rmula da velocidade (espa‡o sobre tempo) ou ele anda em uma SÆo Paulo diferente da minha, pois vejo carros consumindo 90 minutos para percorrer 14 quil“metros! Uma m‚dia hor ria pr¢xima da caminhada de uma pessoa adulta saud vel. O motorista de SÆo Paulo gasta uma fortuna para rodar na mesma velocidade de um pedestre.

Os agentes da Kaos estÆo vencendo a guerra em v rias esferas da administra‡Æo p£blica. Todo recadastramento feito no Brasil ‚ o atestado de perda do controle. O projeto “cidade-limpa” que retirou placas e out-doors de SÆo Paulo ‚ outro exemplo de perda de controle da propaganda externa. E quando os agentes do Controle percebem que estÆo sendo derrotados usam uma arma que nÆo tem gra‡a nenhuma: a proibi‡Æo! J  que h  incompetˆncia para controlar ‚ mais f cil proibir.

Estou s¢ esperando para ver qual ser  a pr¢xima proibi‡Æo imposta aos paulistanos. Tudo para esquecer o elementar: o Kaos venceu!