Michelin

A Michelin está comemorando 30 anos de presença industrial no Brasil

Michelin

Michelin

Em 1981 a fabricante francesa de pneus inaugurou sua primeira fábrica, em Campo Grande, na cidade Rio de Janeiro, e outra em Itatiaia. Hoje são quatro mil empregados trabalhando nas quatro fábricas das duas unidades industriais brasileiras.

“São 30 anos de uma relação muito forte entre a Michelin e o Brasil. E, certamente, teremos mais 30 anos de muito sucesso pela frente”, diz Jean Philippe Ollier, presidente da Michelin América do Sul.

De fato, o Brasil é um mercado de grande relevância para a Michelin. Com um crescimento de 10% ao ano, o Brasil é o primeiro mercado da América do Sul e um dos países prioritários para o Grupo Michelin, tendo em vista seu perfil rodoviário e as boas condições atuais de crescimento econômico.

A presença industrial da Michelin no Brasil faz 30 anos em 2011, mas a atuação da empresa no país começa em 1927. Na ocasião a empresa iniciou suas primeiras operações em seu escritório comercial de São Paulo.

A chegada dos produtos Michelin no Brasil causou uma revolução no mercado brasileiro. Pela primeira vez no país foram fabricados pneus com tecnologia radial, que proporcionam maior segurança, mais durabilidade, menor consumo de combustível, melhor aderência, tanto em piso molhado quanto no seco.

A Michelin também foi a primeira a lançar no mercado nacional os pneus chamados “verdes”, em 1993. Esses produtos reduzem o consumo de combustível dos veículos e a emissão de CO2, contribuindo de maneira concreta para a maior economia do usuário e melhoria da qualidade do meio ambiente.

Líder no mercado de pneus radiais para ônibus e caminhões e em pneus para veículos de mineração e terraplanagem, a Michelin possui planos ousados para os próximos cinco anos.

“Estamos investindo 800 milhões de euros no Brasil, no período de 2011 a 2016. Vamos expandir nossas fábricas, gerar empregos e fortalecer nossa participação de mercado em todos os segmentos”, analisa Ollier.