A novela da inspeção veicular

A questÆo da inspe‡Æo veicular deixou de ser uma prioridade de trƒnsito para se tornar uma disputa pol¡tica. Nesta semana o plen rio discutiu o Projeto de Lei 5979/01, de autoria da ComissÆo de Via‡Æo e Transportes, que torna obrigat¢ria a inspe‡Æo anual dos ve¡culos. Participaram o ministro das Cidades, Ol¡vio Dutra, e o diretor do Departamento Nacional de Trƒnsito (Denatran), Ailton Brasiliense.

Houve todo tipo de discurso de ordem pol¡tica e econ“mica. Ol¡vio Dutra lembrou que o Projeto iria contribuir para a redu‡Æo de acidentes, al‚m de fiscalizar motoristas inadimplentes. Segundo o ministro, “a inadimplˆncia gera um d‚bito de R$ 5 bilhäes”. Acho que este ‚ o verdadeiro motivo da inspe‡Æo veicular. O nobl‚rrimo e ingˆnuo ministro ainda afirma que a inspe‡Æo vai gerar 140 mil novos empregos diretos e indiretos em fun‡Æo do aumento imediato da frota de carros novos.

Jos‚ Mentor, relator do projeto, alegou mais seguran‡a, visto que pa¡ses que adotaram esta medida reduziram em 18% o n£mero de acidentes. Outra alma caridosa, por‚m de mem¢ria e conhecimento curtos. Na It lia o governo comprou os carros que nÆo ofereciam condi‡äes de circular. A popula‡Æo se viu incentivada a trocar o carro, a ind£stria se desenvolveu e o ar nas cidades melhorou. Aqui no Brasil a preocupa‡Æo imediata ‚ com a arrecada‡Æo dos IPVAs atrasados. Ali s, o brasileiro paga um dos impostos mais caros do mundo para ter um carro.

Outro tema polˆmico foi a concessÆo para agentes de inspe‡Æo. Alguns deputados defendem que esta deveria ser uma atribui‡Æo do Estado, o que – na minha opiniÆo – resultaria num ¢timo cabide de emprego, al‚m de facilitar a corrup‡Æo. Outros acreditam que deveria ser tarefa dos ¢rgÆos municipais e estaduais de trƒnsito, outra bobagem porque se estes ¢rgÆos funcionassem de forma eficiente nÆo haveriam os carros mal conservados em circula‡Æo, a come‡ar pela frota deles mesmo.

Uma luz caiu sobre o deputado Bab  (aquele que foi defenestrado do PT), alegando de forma inteligente que a medida representar  mais um golpe no bolso do contribuinte. Segundo ele, a inspe‡Æo deveria ser paga com o dinheiro do IPVA. E tem partido anacr“nico suficiente, como o PTB que ‚ simplesmente contra o projeto, como explicou o deputado pernambucano Jos‚ M£cio Monteiro.

 admir vel como algo tÆo simples pode virar um balaio de gatos quando sai das mÆos dos t‚cnicos e entra na esfera pol¡tica. No meio deste festival de besteiras, ningu‚m lembrou que o Brasil nÆo fica na Europa e que a inspe‡Æo veicular vai melhorar efetivamente a vida da popula‡Æo, mas tamb‚m vai criar um problema social dif¡cil. Hoje os carros mal conservados e inadimplentes sÆo dirigidos por desempregados que estÆo fazendo qualquer coisa para conseguir um troquinho. Quero ver qual partido pol¡tico vai ter coragem suficiente para mexer com os motoristas pobres. Qual fiscal vai retirar uma Kombi 1974 de circula‡Æo se na garagem da casa dele tem um Fiat 147 1978 pior ainda.