saab_technologies

A Saab, enfim, é comprada

A fabricante de automóveis sueca Saab, quase no último segundo possível, foi comprada quarta-feira passada por um consórcio asiático que pretende fazer carros elétricos baseados na tecnologia do Saab. O preço da transação ainda não foi tornado público, mas o nome do comprador já é conhecido: a sueca National Electric Vehicle Sweden AB, Ltd.com 51% das ações em nome da National Modern Electric Holdings de Hong Kong e 49% do grupo japonês de investimentos Sun Investment LLC. A recém-formada companhia foi aberta com o propósito direto de comprar a Saab.

Em reunião de imprensa chamada às pressas em Trollhättan, no oeste da Suécia, a NEVS disse que focará sua atenção inicialmente na venda de carros elétricos na China, mas que logo à frente terá planos bem mais amplos.

Kai Johan Jiang, fundador e principal sócio da NMEH, disse que “A China está investindo pesadamente no mercado de veículos elétricos … os clientes chineses exigem um veículo elétrico Premium, que poderemos oferecer comprando a Saab.”

No negócio, a unidade Saab Parts não foi incluída, nem os direitos de propriedade intelectual do modelo Saab 9-5, que são da GM.

A Saab tem mais de 3.000 funcionários, pediu falência em dezembro passado, e seu dono mais recente era o grupo holandês fabricante de carros de luxo Spyker, posteriormente chamado Swedish Automobile, que não conseguiu levantar fundos suficientes para manter a empresa funcionando.

O atual chairman da NEVS é um antigo executivo da Volvo Trucks, Karl-Erling Trogen, que diz “Juntaremos a experiência de design e manufatura suecas com a tecnologia japonesa de veículos elétricos e nossa forte presença na China.”