brasileiro-de-motocross-honda-1

Abertura do BR de Motocross: Honda vence na MX1 e MX2

Cornélio Procópio (PR) foi a cidade escolhida para receber a abertura do Campeonato Brasileiro de Motocross 2018, neste final de semana, e deu sorte para a Honda Racing. A equipe oficial da marca faturou as categorias MX1, com Hector Assunção, e MX2, nas mãos do piloto Gustavo Pessoa. A região foi alvo instabilidade no clima e até de fortes chuvas à tarde – que inclusive cancelaram a realização da corrida na categoria Elite, que reuniria os 10 mais bem classificados da MX1 e MX2, fazendo valer os resultados das primeiras baterias.

Público compareceu em peso em Cornélio Procópio para ver os pilotos voarem na abertura do Brasileiro de Motocross 2018. Foto: Maurício Arruda/Vipcomm

Público compareceu em peso em Cornélio Procópio para ver os pilotos voarem na abertura do Brasileiro de Motocross 2018. Foto: Maurício Arruda/Vipcomm

Na MX1, Hector Assunção fez o melhor tempo nos classificatórios e escolheu o gate para iniciar a prova. Ficou entre os primeiros na largada embolada e logo assumiu a ponta. Acelerou forte sua Honda CRF 450R e administrou a corrida para vencer as 24 voltas do circuito montado no Parque de Exposições. Chegou 9 segundos a frente do segundo colocado, Dudu Lima (Emg Racing/Kawasaki). Carlos Campano (Yamaha Geração) foi o terceiro, seguido de Jean Ramos (Yamaha Geração) e Marcello Lima (Emg Racing/Kawasaki), que fecharam o top5.

Gustavo Pessoa estreou com vitória para a Honda Racing na MX2. Foto: Maurício Arruda/Vipcomm

Gustavo Pessoa estreou com vitória para a Honda Racing na MX2. Foto: Maurício Arruda/Vipcomm

Se na categoria das 450 cc o líder conseguiu administrar a prova com folga, o cenário foi inverso na MX2 e suas motos de 250 cc. Gustavo Pessoa venceu uma prova eletrizante, mas antes travou disputa acirrada com Pepê Bueno. Com a CRF 250R, o piloto da Honda assumiu a liderança nos metros finais da 23ª e última volta e passou a linha de chegada com apenas 0.417 segundo de vantagem, conquistando a vitória. Uma enorme lacuna se criou na pista entre os dois ponteiros e os demais pilotos, tanto que Frederico Spagnol (Kawasaki/Pro Tork) chegou em terceiro com mais de 46 segundos de diferença do vencedor. Lucas Dunka (Honda/Apine Stars) foi o quarto e Lenadro Araújo (Açaí Vitanat /Fazenda Rosinha), o quinto.

Na categoria MX2 Jr, Thallys Nathan (Rotulo Do Corpo/Yamaha Geração Maguila) obteve a vitória, com Bruno Schmitz (Dunnas Racing/Circuit) em segundo e Leonardo Nunes (Escuderiax/Honda), em terceiro. A próxima prova do Campeonato Brasileiro de Motocross será nos dias 7 e 8 de abril, em Rancho Queimado (SC).

Melhores colocados por categoria – Brasileiro de Motocross 2018 – 1ª etapa

MX1brasileiro-de-motocross-honda-3
1 – Hector Assunção

2 – Dudu Lima
3 – Carlos Campano
4 – Jean Ramos
5 – Marcelo Ferreira

MX2
1 – Gustavo Pessoa

2 – Pepê Bueno
3 – Frederico Spagnol
4 – Lucas Dunka
5 – Leandro Araújo

MX2 Jr
1 – Thallys Nathan
2 – Bruno Schmitz
3 – Leonardo Nunes
4 – João Lino
5 – Joseildo Junior

separador_motocross



Jornalista gaúcho convicto de que um passeio de moto em um dia de sol é a cura para praticamente todos os males da vida. Fã de motoaventurismo, competições de moto, café, praia e de rock n roll.