ABLA e Denatran encaminham solução para CNH de estrangeiros

A ABLA (Associação Brasileira das Locadoras de Automóveis) obteve, junto a Alfredo Peres da Silva, diretor do Denatran (Departamento Nacional de Trânsito), o compromisso do órgão em solucionar definitivamente a questão das carteiras de habilitação dos estrangeiros.

O assunto foi discutido em Brasília (DF), com a presença do diretor do Denatran e do deputado Gonzaga Patriota (PSB/PE). Pela ABLA, estiveram o presidente do Conselho Nacional, José Adriano Donzelli, o presidente executivo João Claudio Bourg e os conselheiros Nildo Pedrosa e Paulo Gaba.

A reunião ocorreu devido à dificuldade dos estrangeiros em obter documento equivalente à nossa CNH (Carteira Nacional de Habilitação). –Hoje, de acordo com resoluções do Denatran, o motorista estrangeiro precisa de uma tradução juramentada de sua carteira original para dirigir no país. Como não há tradutores juramentados nos aeroportos e em outros locais de chegada do turista, ele é obrigado a perder um dia de viagem correndo atrás do documento, o que faz com que a grande maioria desista–, explica Bourg. –É praticamente inviável para o turista dirigir no Brasil durante a sua estada–.

A ABLA já iniciou conversas com o Denatran a respeito desse impedimento e espera que a questão possa ser solucionada em breve, a partir do compromisso assumido pessoalmente pelo diretor Alfredo Peres. A questão, se resolvida, permitirá que a locação de automóveis e outros setores, como o de alimentação e hotelaria, se beneficiem do fluxo de turistas estrangeiros para o Brasil.

–O Ministério do Turismo realiza diversas ações importantes para incrementar a vinda de turistas estrangeiros e todo esse esforço acaba esbarrando em questões práticas como essa–, comenta o presidente da ABLA. A legislação, da forma como está elaborada hoje, pensa apenas no estrangeiro que chega para morar no Brasil e não contempla as necessidades do turista, que poderia estender a sua permanência aqui e trazer mais divisas para o país.

O Ministério do Turismo estima que cerca de 500 mil turistas estrangeiros venham para a Copa do Mundo em 2014