Abraciclo e Fenabrave patrocinam campanha de incentivo ao uso da Faixa Cidadã na cidade de São Paulo

As entidades ap¢iam a iniciativa da CET com o objetivo de conscientizar os condutores sobre a importƒncia de medidas que contribuam para a melhoria da seguran‡a no trƒnsito

A partir do dia 23 de novembro, a CET, Companhia de Engenharia de Tr fego, dar  in¡cio … segunda fase de divulga‡Æo de incentivo ao uso da Faixa CidadÆ, pista com tr fego preferencial para motocicletas entre as avenidas Eus‚bio Matoso, Rebou‡as e a rua da Consola‡Æo. A campanha tem o apoio da Abraciclo – Associa‡Æo Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares e da Fenabrave – Federa‡Æo Nacional da Distribui‡Æo de Ve¡culos Automotores.

As faixas educativas “Motociclista, veja e seja visto na faixa cidadÆ” e “Motorista, divida a faixa cidadÆ com o motociclista”, poderÆo ser visualizadas em alguns dos cruzamentos mais movimentados da cidade de SÆo Paulo, como por exemplo, o da avenida da Consola‡Æo com a avenida Paulista ou ainda entre as avenidas Pedroso de Morais e Rebou‡as, durante o per¡odo de 12 dias, a partir de 23 de novembro.

“A faixa cidadÆ, como o pr¢prio nome diz, ‚ uma oportunidade para que os motociclistas e os motoristas possam exercer a cidadania. Da mesma maneira que outras medidas a princ¡pio pareciam antip ticas e autorit rias, ser  necess rio um tempo de matura‡Æo, de estudos, an lises, trabalhos de educa‡Æo e conscientiza‡Æo de todos os usu rios das vias para que se possa avaliar se esta medida ir  contribuir para a seguran‡a no trƒnsito”, analisa Paulo Shuiti Takeuchi, Presidente da Abraciclo.

Para o Presidente da Fenabrave, S‚rgio Reze, “… medida que os benef¡cios da faixa cidadÆ forem sentidos por todos os que trafegam pelas vias p£blicas, a adesÆo ao projeto ser  natural e, certamente, poder  se expandir para outras regiäes e cidades onde o trƒnsito seja tÆo complicado como SÆo Paulo”.

A Faixa CidadÆ ‚ um projeto piloto que poder  ser estendido para outras vias e inclusive pode ser o primeiro passo para a implanta‡Æo de faixas exclusivas para as motocicletas em locais de grande circula‡Æo dos ve¡culos de duas rodas como tentativa de reduzir o n£mero de acidentes e contribuir para a melhoria da seguran‡a no trƒnsito.