Foto: Bitenca

ABS, como e porque. Parte elétrica pifou

Foto: Bitenca

Foto: Bitenca

Bitenca em uma resposta para um leitor vc disse (Por isso não sou adepto do ABS em motocicletas. A ação do piloto em prever uma situação de risco sempre é melhor do que a ação desse dispositivo, que não permite exceder os limites de tração.) Poderia me explicar melhor sobre os pros e os contras do ABS, pois estou num consorcio de uma CB300R e assim como muitos estão na duvida se vale a pena pagar R$2,500 reais a mais por um ABS… numa moto de porte pequeno como a CB300R … eu sempre leio as matérias, e atraves delas procuro entender um pouco mais sobre as motos … muito obrigado…!!! Maikon, 24 Andradina, SP

Maikon. O ABS é um dispositivo que não permite que a roda trave. Para segurança num acionamento de pânico ou em situação de pouca tração. Há muitos sistemas que atuam longe do limite real e ao fazê-lo coloca o piloto em pior situação do que estaria se estivesse com o controle. A verdade é que é necessário treinamento para uma frenagem eficiente e muitos pilotos já se acostumaram a não usar o freio dianteiro por causa de alguma experiência do passado que o tenha assustado. Na verdade o freio que para a moto é o dianteiro e é muito conveniente aprender a usá-lo, em conjunto com o traseiro. Nas novas Hondas 300 tem um sistema combinado que ao acionar o traseiro uma parte da pressão também é aplicada no dianteiro evitando assim muitas situações de risco. Isso aliado a uma calibração extremamente eficaz do sistema faz com que a distância de frenagem fique bem próxima daquela
obtida por um piloto experiente. Se vale o preço adicional é outra questão, mais pessoal.
A educação ou treinamento no uso de um equipamento é mais importante e daria
melhor resultado ao meu ver, mas sou obrigado a concordar que às vezes isso não é possível e os números mostram bem isso. Em pesquisa recente da Abraciclo concluiu-se que perto de 70% das motos avaliadas na cidade de São
Paulo não tinham os freios em boas condições de uso e manutenção. Como não podem ser bem utilizados, esse ai é a prova de idiotas mas você nunca vai ver um ABS numa Ducati réplica de competição
Abraços,

Foto: Bitenca

Foto: Bitenca

Tenho uma cg 150 esd, ela começou a falhar para pegar, troquei a bateria durou uma semana e começou de novo, me disseram q era o retificador, levei em outro mecanico ele disse q tava com mal contato consertei e mandei dar cargar na bateria, passou uma semana e voltou tudo de novo, como faço pra saber se é o retificador? como faço pra testar? César, 34, Belo Horizonte, MG

R: César, esse teste consiste em ligar o motor e medir a voltagem que ele fornece ao sistema, ela não deve ultrapassar os 15v. Mas se no seu caso a partida não vira como deveria pode ser que a bateria esteja ruim e não segura mais carga. Se o retificador fornece os quinze volts em 4 ou 5 mil rpm o problema deve ser este, boa sorte.

A bateria é nova, e a voltagem fica entre 12 e 13v. Pode ser o retificador?
Desde já agradeço, pela atenção!

R: Muito bem Cesar, então se essa voltagem permanece entre 12 e 13 volts constante e não sobe até 15,5 volts ao acelerar até 5 mil rpm o problema está no sistema de carga da bateria, conjunto estator e/ou regulador/retificador.

Para verificar o estator, meça a resistência entre cada terminal do conector da fiação que vem do motor e o terra. Para verificar a bobina de carga, meça entre fio branco e terra um valor entre 0,3 e 1,1 Ω Para a bobina de iluminação, entre fio amarelo e terra meça um valor entre 0,1 a 1,0 Ω
Substitua o estator do alternador se a resistência estiver fora desses valores.

Para verificar o regulador, ligue o estator novamente e retire a rabeta, depois procure o conector de 4 pinos e verifique se não tem contatos frouxos ou corroídos.
Desligue os conectores de 9 pinos do painel, do punho esquerdo e também o de 3 pinos da lanterna e luz de freio. Com isso tudo desligado meça os quatro pinos conforme feito anteriormente no conector do estator. Devem ser encontrados os mesmos valores entre branco e terra, amarelo e terra, a voltagem da bateria entre vermelho e terra e continuidade (infinito Ω) entre verde e terra.
Se não encontrar algum desses valores é porque algum fio está interrompido ou em curto entre o conector do estator e esse onde você mediu. Verifique e troque conforme necessário e se tudo estiver dentro dos conformes substitua o regulador, pois só sobra ele como causa do problema.