Acidente no GP da Alemanha agrava problema de Alex Barros

Obstina‡Æo que se transforma em feridas; este pode ser um resumo “po‚tico” do que tem sido o destino de Alexandre Barros na atual temporada.

Uma moto com uma competitividade bastante inferior … dos principais concorrentes ao t¡tulo e um piloto sempre tentando rodar dentro da sua normalidade, ou seja, sempre tentando buscar a vit¢ria. O resultado ‚ quase ¢bvio: uma seqˆncia de acidentes e conseqentes problemas f¡sicos.

E essa rotina se manteve no Grande Prˆmio da Alemanha. Barros j  partiu para a largada, com problemas na mÆo direita operada h  doze dias. No ombro direito, tendinite e joelho esquerdo, fraturado no GP do JapÆo. Para conseguir competir em Sachsenring Barros recebeu uma infiltra‡Æo de antiinflamat¢rio diretamente no nervo do ombro, para reduzir as dores. Mesmo sabendo que nÆo teria a for‡a necess ria para se movimentar sobre a moto, o brasileiro manteve a sua obstina‡Æo em tentar o m ximo de pontos no campeonato, mesmo sabendo que sua moto nÆo faz frente a Honda e Ducati.

Alexandre Barros vinha fazendo uma relativamente boa prova, andando sempre no mesmo ritmo dos demais companheiros na Yamaha. Mas na metade da corrida, na 15a volta, nÆo conseguiu controlar a sua YZF-M1 e foi ao chÆo. Mais dores, mais ferimentos e mais um desafio: estar em boas condi‡äes f¡sicas at‚ a pr¢xima corrida, o Grande Prˆmio da Rep£blica Checa.