Bicho_abre

Acidentes com animais: previna-se

Texto de Geovanni Giggio Di Bello

Acidentes de trânsito envolvendo animais são comuns em alguns estados do Brasil, principalmente os do Sul e do Nordeste. Nestas regiões em vários municípios é muito comum o transporte puxado por equinos, bovinos e caprinos. Porém, os motivos dos acidentes não se deve simplesmente por se utilizar esse tipo de transporte.

Na verdade, o problema na maioria das vezes é o descaso dos proprietários dos animais, a pouca fiscalização da Policia Rodoviária, a falta de iluminação nas vias e nos próprios veículos e por aí vai. Infelizmente não é só na área rural que os animais circulam nas ruas e estradas, mas também nas zonas metropolitanas, principalmente nas periferias, onde é bem comum cães e gatos circulando tranquilamente por ruas e avenidas, isso quando não escolhem o asfalto para tirar um cochilo.

Imagine o problema se vem uma moto ali da frente; previna-se

Imagine o problema se vem uma moto ali da frente; previna-se

Andar de moto exige total atenção a tudo que está a sua volta e aos animais também. Antever a atitude de motoristas, pedestres e outros animais é então um necessidade. Imagine sempre que um cão faminto pode siar de trás de um carro para atravessar a rua só porque viu uma fêmea no cio do outro lado ou o açougue que esta manipulando carne fresca  ou qualquer outro motivo. Lembre-se que os cães não cumprem as regras de trânsito, da mesma forma que muitos pedestres e até motoristas.

Cães no meio do cruzamento; os animais são guiados pelo instinto

Cães no meio do cruzamento; os animais são guiados pelo instinto

Você já ouviu falar que se o animal estiver parado, siga na direção dele, pois ele dará passagem? Bem, talvez até esteja certo, mas a prudência manda buzinar, acenar e fazer algum barulho para que o animal se mova para longe do caminho. Mas há também os pássaros, alguns répteis e insetos que podem criar problemas, sobretudo em estradas menos movimentadas.

Lembre-se que você é o intruso neste ambiente. Assim, uma cobra decidir atravessar o trecho da estrada, uma ave voar de um galho a outro dando um voo rasante na sua frente ou mesmo aquele enxame de insetos batendo de frente com sua capacete. Todas estas são situação reais e mais comuns do que se imagina, Então, previna-se para não ser pego de surpresa.

Não adianta sentir raiva do pobre animal porque o problema é todo nosso. Eles estão largados nas ruas e estradas por culpa do bicho humano ou fomos nós que invadimos o espaço deles. Então respeite o meio ambiente, os animais, seus limites, os limites da moto e da via. E siga em frente sempre em harmonia.