Foto: Yamaha XTZ 125 X

Agilidade é a principal característica da mini-motard da Yamaha

Foto: Yamaha XTZ 125 X

Foto: Yamaha XTZ 125 X

Quando o assunto é agilidade no trânsito urbano, logo pensamos na “fluidez” de uma motocicleta.

Aliado a rapidez, a moto hoje precisa cumprir outra função, a de poluir menos o meio ambiente. Construída sobre a trail XTZ 125, a linha 2009 da XTZ 125 X traz como diferenciais rodas aro 17 polegadas e pneus de perfil esportivo, principal característica do conceito motoard. Com estes atributos, a moto da Yamaha oferece grande mobilidade ao motociclista e também já está de acordo com a nova lei de emissão de poluentes (Promot 3).

Em comparação a sua irmã on/off-road, a mini-motard de 125 cc conta com motor e tampas laterais pintadas em preto. Na parte dianteira, está o face-lift pelo qual passou a XTZ 125X. Chama a atenção a nova carenagem do farol, bastante eficiente e seguindo o design da linha WR (modelos off-road profissionais). Outras pequenas mudanças na linha 2009 são a proteção do escapamento, agora com acabamento também em preto, e os adesivos na cor laranja.

Como diferenciais, a 125 X tem ainda protetores de bengala em plástico rígido, escapamento e balança pintados em preto fosco. Além disso, a “X” apresenta lentes de pisca arredondadas e translúcidas herdada da XTZ 250 X e pára-lama mais curto.

Foto: Ideal para o trânsito urbano, a XTZ 125 X 2009 ganhou um face-lift

Foto: Ideal para o trânsito urbano, a XTZ 125 X 2009 ganhou um face-lift

Suspensão e freios
A ciclística permaneceu inalterada na linha 2009. O quadro é um duplo berço, com motor fazendo parte da estrutura. Na dianteira, o garfo telescópico convencional tem 180 mm de curso, assim como a suspensão traseira monoamortecida. Ambas absorvem tranquilamente as irregularidades do piso. A representante do conceito “X” da Yamaha está calçada com pneus Pirelli MT 75, de perfil mais esportivo, que ajuda a moto a “grudar” no chão.
Assim, a pequena notável é destinada a um público jovem, que gosta de aventuras pela selva de pedra. Como nas supermotards de maior cilindrada, a XTZ 125 X impressiona pela capacidade de fazer curvas e mudanças rápidas de direção. Em comparação a uma moto street, a 125 X leva algumas vantagens: a moto é mais alta; o piloto fica mais ereto e mais “encaixado” sobre a moto, que conta com banco estreito e tanque de 10,6 litros.

O conjunto de freios permaneceu o mesmo da versão anterior. Na dianteira, a XTZ 125 X tem freio a disco de série – disco de 220 mm de diâmetro com pinça de dois pistões. Na traseira, um tambor de 130 mm de diâmetro. Em função do baixo peso da moto (105 Kg a seco), o sistema de freios dá conta do recado. Com destaque para o dianteiro, que faz a moto diminuir rapidamente a velocidade.

Motorização
Para atender a legislação antipoluente, a mini-motard da Yamaha ganhou um novo carburador Mikuni BS 25 com acionamento do segundo estágio a vácuo, válvula solenóide de “cut-off” e um sensor de posição do acelerador (TPS – Throttle Positioning System). O carburador é o mesmo que equipa a street YBR 125 Factor e também a trail XTZ 125. Na prática, as alterações serviram para oferecer respostas mais rápidas e menor índice de emissões, porém com menos potência e torque. Além disso, a linha XTZ 125 X 2009 ganhou um novo catalisador.

Lançada no final de 2007, a moto está equipada com um motor monocilíndrico de quatro tempos, de 123,7 cm³, comando simples no cabeçote com duas válvulas e refrigeração a ar. Agora a linha XTZ X 2009 gera uma potência máxima de 10,9 cv a 7.500 rpm e torque máximo de 1,11 kgf.m a 6.000 rpm. O propulsor, de mecânica bastante simples, chega a rodar 40 Km com um litro de gasolina. Em função do novo catalisador, a moto perdeu um pouco de potência e torque (anteriormente eram 12,5 cv e 1,19 kgf.m, respectivamente), porém o produto está de acordo com sua proposta urbana. Como agilidade não leva em consideração a velocidade final, a 125 X da Yamaha não passa dos 110 Km/h. Porém, na prática, a moto se “esquiva” bem entre os carros. Disponível apenas na cor preta, a XTZ 125X K (com partida a pedal) tem preço sugerido de R$ 7.231,00.

FICHA TÉCNICA
Yamaha XTZ 125 X
Motor Monocilíndrico, OHC, 2 válvulas, refrigerado ar
Capacidade cúbica 123,7 cm³
Potência máxima 10,9 cv a 7.500 rpm
Torque máximo (declarado) 1,11 kgf.m a 6.000 RPM
Câmbio Cinco velocidades
Transmissão final Por corrente
Alimentação Carburador Mikuni BS 25
Partida Elétrica
Quadro Berço semiduplo
Suspensão dianteira Garfo telescópico com 180 mm de curso
Suspensão traseira Balança monoamortecida com links e com 180 mm de curso
Freio dianteiro Disco de 220 mm de diâmetro
Freio traseiro Tambor de 130 mm de diâmetro
Pneus 100/80 – 17 MT 75 (d) e 110/80 – 17 MT 75 (t)
Comprimento 1.965 mm
Largura 810 mm
Altura 1.100 mm
Distância entre-eixos 1.345 mm
Altura do assento 815 mm
Peso a seco 105 Kg
Tanque de combustível 10,6 litros
Cores Preta
Preço sugerido R$ 7.231,00