Alguns detalhes do Dakar 2004

Al‚m de Jean, Andr‚, Klever e Lourival Roldan da Equipe Petrobras Lubrax; outros pilotos brasileiros aproveitaram para dar uma “sapiada” na vistoria t‚cnica e largada do maior rali do mundo: dio Fuchter, Riamburgo Ximenes, Guilherme Spinelli e Arilo Alencar J£nior.

Devido ao frio e principalmente … neve, que torna o asfalto liso, os competidores de moto foram autorizados pela organiza‡Æo a transportar as motos em carretas, vans ou caminhäes at‚ Narbonne, de onde ser  dada a largada da primeira etapa cronometrada, nessa sexta-feira, at‚ Castellon (Espanha).

A organiza‡Æo do Rally Paris-Dakar decidiu cancelar um posto de controle que faria na cidade de Millau, na Fran‡a. Os motivos: al‚m do mau tempo e da neve, ativistas antiglobaliza‡Æo do grupo de Jos‚ Bove amea‡avam bloquear o caminho dos competidores como forma de protesto.

Apesar do Pr¢logo nÆo ter tanta, ou nenhuma, importƒncia em rela‡Æo ao resultado final da prova; j  podemos notar que o novo lan‡amento da Yamaha tem suas qualidades. O modelo de 450cc com tra‡Æo integral, pilotado pelo francˆs David Fr‚tign‚, terminou o dia na 5¦. posi‡Æo.

A Yamaha ‚ a grande campeÆ com nove vit¢rias no Dakar. A marca japonesa venceu, inclusive, as duas primeiras edi‡äes com o mesmo piloto: Cyril Neveu. Por‚m, o grande trunfo no deserto da “moto azul” foi com o francˆs Stephane Peterhansel, que ganhou seis vezes a prova mais dif¡cil do mundo. Dificilmente a marca dele ser  superada. Atualmente Peterhansel corre de carro com o novo Pajero Evolution da Mitsubishi. Ele j  esteve muito perto da vit¢ria em quatro rodas. Al‚m das 9 vit¢rias da Yamaha, tamb‚m venceram a BMW (6), Honda (5), KTM (3) e Cagiva (2).

Mais uma vez o francˆs Gerard Barbezant est  participando do Paris-Dakar. Sua meta: chegar finalmente a Dakar, mas sem “forfetar” (cortar caminho). Pode at‚ parecer uma coisa nÆo tÆo dif¡cil, mas acontece que Barbezant insiste em conseguir isso pilotando uma moto KTM, modelo EXC, de 125cc!!! No Pr¢logo ele ficou com a 61¦. posi‡Æo.