Amor aos pedaços e óleos

Dr Tite, Sou leitor ass¡duo de Motonline mas esta ‚ a primeira vez que lhes escrevo. Parab‚ns pelo site! Em rela‡Æo ao editorial “Amor em peda‡os” vocˆ est  coberto de razÆo. Sou motociclista de esportivas h  mais de 25anos e nunca sofri acidentes em estradas pq nÆo saio “feito louco”. Respeito meus limites e os limites das nossas “maravilhosas” estradas.
S‚rgio – Itajub  MG.
Grande Tite, adorei o Alma Selvagem, fiquei triste quando acabou e com vontade de quero mais! Uma grande tristeza constatar a inconsequencia da maioria das pessoas habilitadas no Lisarb, seja em motos super-esportivas, seja em singelas CGs. Da¡ o t¡tulo da coluna Amor em peda‡os, lament vel a atitude de 95%(no m¡nimo) dos condutores do Lisarb. Tite, agora que vocˆ est  na Maxim, vocˆ nÆo far  mais testes para o Motonline?
Eduardo – Sampa City
Tite, vendo a imagem dquela moto vermelha e preta da marca da asinha toda destru¡da em ocorreu uma id‚ia que sempre apoiei. MOSTRE as fotos das pessoas, ou, pelo menos, as fotos das motos, mostrando o preju¡zo que algu‚m pode ter depois de brincar de Casey Stoner – estou supondo uma improv vel id‚ia de que o piloto sairia ileso. Mostre o estrago, porque eu fui “atingido” pelo seu apelo h  muito tempo.
Marco – Campo Grande . MS
Ol  gostaria de parabenizar o Geraldo Tite Simäes por escrever v rias mat‚rias muito mas muito boas mesmo, vocˆ escreve de um jeito que todas as pessoas entendem parab‚ns, mas queria parabeniz -lo especialmente pela mat‚ria sobre acidentes com motos esportivas eu moro em frente a Dutra e domino de manhÆ fico vendo as motos passarem o pessoal exagera um pouco mesmo.Parab‚ns novamente.
junio – taubat‚ – sp
Tite, s¢ tenho uma coisa a dizer sobre seu Editorial “Amor aos peda‡os”: PARABENS, ‚ desse tipo de informa‡Æo que precisamos, de pessoas conscientes. Nossos Kid-retas, deveriam ler esse editorial todos os dias antes de sair de casa com suas esportivas, eu mesmo nÆo comprei uma ate hoje pois sei que vou passar dos 250Km/h e ainda nÆo tenho experiencia para tal feito.
Eduardo – SÆo Paulo – SP
Tite, parab‚ns pelo editorial. Foi ¢timo tocar na ferida da hipocrisia. Eu tamb‚m j  estou cansado de ver motos esportivas (e nÆo esportivas) voando pelas estradas, colocando em risco a vida de quem conduz a moto e dos outros usu rios das rodovias. No meio motociclistico ‚ comum ouvirmos reclama‡äes relativas a discrimina‡Æo sofrida pelos usu rios de motocicletas, a pergunta que nÆo pode calar: O que estamos fazendo para mudar isso? Ser  que a discrimina‡Æo ‚ gratuita ou ‚ resultado das atitudes de boa parte dos motociclistas?
Augusto – Indaiatuba – SP
Tite, acesso seu site diariamente e curto tudo. Seu texto sobre acidentes faz refletir. Eu estou ha tempos pensando em tirar carta e comprar 1 moto (nunca pilotei), mas sempre temi os acidentes. Que moto acredita ser um bom come‡o/aprendizado?
Matheus – Sao Paulo, SP
Tite, Quero lhe dizer que pode haver muita gente irrespons vel por a¡ pilotando em altas velocidades mas tenha a certeza de que pessoas como eu – que consideram conselhos e a experiˆncia – existem e aceitam todo e qualquer conselho ou dica de seguran‡a. Eu,por exemplo, estou na minha primeira moto,uma 125,e, mesmo assim,ando sempre de jeans, jaqueta de couro e capacete e estou cansado de ouvir que jaqueta ‚ exagero e capacete pode ficar aberto ou nÆo precisa! Se eu fosse seguir este tipo de conselho IDIOTA j  estaria cego pois a minha viseira j  est  toda marcada de pedrinha! Parab‚ns pela mat‚ria AMOR AOS PEDA€OS!
RICARDO – RIO DE JANEIRO,RJ
Tite, muito bom – amor aos peda‡os – nÆo tenho mais palavras para elogiar o seu texto!
Harada – SP – SP

R: Ora, Harada, que ‚ isso, vc j  me elogia at‚ demais! Matheus, nÆo existe a moto ideal para iniciantes, mas recomendo que seja at‚ 250 cc e depois vc se aventura em motos maiores. Ainda sobre o editorial, recebemos mensagens de Marcelo, de Bras¡lia – DF; Rafael Centenaro, de coxim, MS; Alexandre Penna, de Campinas, SP; Rog‚rio T¢foli Kezerle, de SÆo Paulo, SP e outros que infelizmente nÆo cabem mais! Agrade‡o as mensagens.

àleo
Tite, sou propriet rio duma NX4 Falcon, e sigo todo cronograma de manuten‡Æo preventiva recomendada pelo manual. Sempre fiz a troca de ¢leo um pouco antes do vencimento, pois como geralmente rodo na cidade e sei que nesse tipo de uso o motor tende a trabalhar com a temperatura um pouco acima do ideal, entÆo prefiro adiantar um pouco a troca do ¢leo. Ultimamente tenho visto algumas pessoas descendo a lenha no ¢leo recomendado pela Honda, cuja especifica‡Æo ‚ API SF, e a cada vez que leio pessoas dizendo que o tal ¢leo ‚ como uma azeite, ¢leo de soja,  gua. enfim uma porcaria, me d  uma ang£stia dentro do peito pois a sensa‡Æo que tenho ‚ que esse ¢leo nÆo est  protegendo meu motor da forma como deveria. Gostaria muito de saber se a especifica‡Æo SF ‚ tÆo obsoleta como todos dizem e se o uso desse ¢leo pode ter causado algum tipo de dano. Minha moto est  com 10 mil km, sendo que pelo menos 6 mil foram rodados em rodovias e a moto nÆo passa por longos per¡odos desligada, nunca deixando de fazer a troca do filtro por um original conforme recomanda‡Æo do manual. A utiliza‡Æo de um ¢leo com especifica‡Æo API SL seria mais interessante, mesmo nÆo sendo o recomendado pelo fabricante? Sei q esse assunto de ¢leo j  deu “no saco”, mesmo porque a mat‚ria Sangue Bom nÆo deixa sombra de d£vidas sobre a superioridade dos ¢leos sint‚ticos, na pr¢xima troca de filtro procurarei utilizar um bom sint‚tico para motos. Agrade‡o pela aten‡Æo, pois no momento estou com o cora‡Æo partido e com a sensa‡Æo que estou detonando o motor da minha moto, mesmo fazendo TUDO conforme recomendado pelo manual. Ali s, como um fabricante tem coragem de recomendar um produto supostamente obsoleto? Ser  por interesses dos grandäes? Parab‚ns pelo trabalho prestado no MOTONLINE, sem d£vidas ‚ o melhor manual do propriet rio que temos em mÆos!
Samuel – Bebedouro, SP

R: Acho que vc nÆo entendeu o artigo. Nunca afirmei que ¢leo sint‚tico era MELHOR. Depende do tipo de ¢leo e do tipo de motor. Cuidado com os papos de botequim da Internet que espalham preconceitos pra todo lado. Quem sÆo essas pessoas que criticam esse ¢leo? Se a f brica recomenda um tipo de ¢leo nÆo ‚ para detonar sua moto, mas foi estudado em conjunto com a companhia petroleira. S¢ que existe uma epidemia de “trocadores de ¢leo” insistindo em recomendar ¢leos mais caros e trocas mais freqentes. Claro, afinal eles VENDEM esses ¢leos!