Animados com títulos da Copa SP, pilotos satélites Honda correm na Superliga Brasil de Motocross

No último domingo, Copa SP de MX em Indaiatuba (SP). Neste, Superliga Brasil de Motocross em Poços de Caldas (MG). É esta a apertada programação de fim de temporada dos pilotos das equipes satélites da Honda, mas quatro deles vão a Minas Gerais motivados com os títulos conquistados na competição estadual, no último dia 14: Gustavo Pessoa (Itamaracá Fox, campeão na categoria 85cc), Cristiano Lopes (IMS Honda, campeão na MX 4 tempos e na MX30), Hector Assunção (campeão da MX2) e seu irmão, Roosevelt (campeão da MX1, ambos da Itamaracá Fox).

De todos, os mais bem colocados na Superliga Brasil são Cristiano Lopes (segundo na MX3), Gustavo Pessoa (terceiro na MXJr.) e Hector Assunção (quinto na MX2). A lista fica completa com Roosevelt Assunção (nono na MX1 e décimo na MX2).

O formato das equipes satélites adotado pela Honda é usado há anos pelas grandes fábricas em mundiais de motocross e motovelocidade com a intenção de ampliar a exposição da marca e apoiar um número cada vez maior de competidores.

Com a Equipe Oficial, a Honda domina a principal categoria em aberto na Superliga Brasil de Motocross, a MX1. Swian Zanoni lidera a temporada com 88 pontos, seguido de perto por João Paulino “Marronzinho” e Leandro Silva, ambos com 83 pontos.

A programação em Poços de Caldas será aberta no sábado, com a realização dos treinos livres (das 8h45 às 11h35) e classificatórios (12h55 às 15h40). As corridas serão no domingo, com a primeira largada ocorrendo às 10h50, e com a última, a da MX1, às 15h10.

A Equipe Honda tem apoio da Mobil, Pirelli, Showa, ASW, Oakley, Reebok, Orbital, Riffel, Polisport, DID, Protaper, NGK, Circuit Equipment e Brasil Racing.