Ao menos para mim, é comum encontrar um mecânico fechando uma tampa da

Fechar uma tampa da carcaça

Às vezes parece tão simples remover uma peça que o mecânico nem pensa se executou o procedimento correto e se terá algum efeito “colateral” de seu ato.

Para tanto, desenvolvi esta matéria para dar ênfase ao procedimento de desmontagem e montagem das peças.

Desmontagem

Desmontar uma peça não é simplesmente soltar uma cambada de parafusos. Existe um procedimento a ser seguido, fazemos analogia com um adesivo. Para removermos um adesivo começamos pela extremidade e aos poucos avançamos para o centro. Com as peças são as mesmas coisas. Devemos desapertar primeiro os parafusos e porcas no sentido de fora para dentro em seqüência cruzada, para uma peça com porcas ou parafusos de diversas dimensões dar preferência aos de menores dimensões (conseqüentemente serão os de fora). Esta operação deve ser seguida pois, caso contrário, os pequenos parafusos sofreram esforços excessivos.

Montagem

O aperto, assim como o desaperto, tem procedimento. Os primeiros filetes de rosca devem ser introduzidos com a mão e, em seguida, apertaremos em sentido cruzado os parafusos e as porcas com as medidas maiores antes dos menores, de dentro para fora, similar a fixação de um adesivo.

Cabeçote com mais de um cilindro

Abaixo está a ilustração de aperto e desaperto para o cabeçote com mais de um cilindro.

Em todos os casos descritos, deve-se observar se há uma indicação do fabricante para algum determinado procedimento particular. Este é um dos diversos motivos do porque é tão importantes a utilização do Manual de Serviço e, teoricamente, as concessionárias de cada marca são as mais preparadas e recebem as informações adequadas de seus fabricantes. A propósito, o seu mecânico usa o Manual de Serviço da sua motocicleta?