Campeonato Brasileiro de Motocross chega ao seu final; que venha 2013

Após 20 anos, Yamaha é campeã de MX com Carlos Campano

Abraçado à bandeira do Brasil, o espanhol comemorou o título com Sandro Garcia e Manuel Hermano

Abraçado à bandeira do Brasil, o espanhol comemorou o título com Sandro Garcia e Manuel Hermano

Abraçado à bandeira do Brasil, Carlos Campano comemorou o título da MX1 do Brasileiro de Motocross 2012 conquistado neste domingo, 9 de setembro, em Dourados (MS). O piloto espanhol venceu a primeira bateria do dia e administrou a segunda prova, terminando na terceira colocação, para colocar a Yamaha novamente na galeria de campeões nacionais depois de 20 anos. O último título do time azul na principal categoria do motocross brasileiro foi conquistado por Milton “Chumbinho” Becker, em 1992.

“Estou muito feliz, porque este título representa a consagração de todo o trabalho realizado pela equipe Yamaha Grupo Geração Monster Energy Circuit em 2012. Tenho certeza de que um importante passo foi dado para que um time ainda mais competitivo seja montado no próximo ano”, comemora Campano. “O que presenciamos nesta final foi uma soma de fatores: nossa vontade de fazer uma equipe campeã, boas parcerias estabelecidas na temporada e poder contar com um piloto excepcional como o Carlos Campano”, afirma Sandro Garcia, diretor da equipe.

Campeonato Brasileiro de Motocross chega ao seu final; que venha 2013

Campeonato Brasileiro de Motocross chega ao seu final; que venha 2013

Resultados da etapa:

MX1
1) Antonio Balbi Júnior – 45 pontos
2) Carlos Campano – 45 pontos
3) Adam Chatfield – 44 pontos
4) Humberto Martin – 33 pontos
5) Jean Ramos – 33 pontos

MX2
1) Carlos Eduardo Mendes – 50 pontos
2) Eduardo Lima – 40 pontos
3) Anderson Amaral – 40 pontos
4) Thales Vilardi – 34 pontos
5) Hector Assunção – 32 pontos

Classificação final do campeonato:

MX1
1) Carlos Campano – 345 pontos
2) Adam Chatfield – 337 pontos
3) Antonio Balbi Júnior – 298 pontos
4) Leandro Silva – 280 pontos
5) Wellington Garcia – 247 pontos

MX2
1) Hector Assunção – 303 pontos
2) Eduardo Lima – 293 pontos
3) Anderson Amaral – 280 pontos
4) Thales Vilardi – 241 pontos
5) Leonardo Lizott – 227 pontos