Foto: Largada da 250cc

Após etapa de Campo Grande, Gilson Scudeler continua imbatível

Foto: Largada da 250cc

Foto: Largada da 250cc

Uma forte neblina ameaçou atrapalhar a terceira etapa do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade, que aconteceu neste fim de semana (28 e 29 de junho), em Campo Grande, MS. Após um atraso de uma hora, a serração deu lugar ao sol e os 85 pilotos inscritos puderam travar belos duelos no circuito Orlando Moura, que teve um público de mais de doze mil pessoas.

Logo na primeira bateria do dia, os pilotos da Superbike (motos de até 1000cc) entraram na pista. Gilson Scudeler, que fez o melhor tempo nos treinos de sábado, largou na pole. Quem saiu na frente, porém, foi Danilo Andric. Na terceira volta, Gilson conseguiu fazer a ultrapassagem, reassumiu a liderança e não deu mais chances aos seus adversários. No final da prova, Danilo perdeu ainda a segunda colocação para Cristiano Vieira.

Em seu último ano como piloto, Gilson Scudeler luta pelo heptacampeonato e quer ganhar o maior número de baterias possíveis. “Fiquei muito feliz de ganhar mais uma, mas ainda não estou satisfeito. Queria agradecer muito a minha equipe, porque quando se trata de uma competição com máquina, a união de forças é fundamental. Eu dei meu máximo aqui e eles deram o máximo lá”, comentou Gilson.

Os pilotos da Superbike voltaram à pista para encerrar a 3ª etapa do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade. E, mais uma vez, a vitória ficou com Gilson Scudeler. Ele largou na frente e liderou a prova de ponta a ponta, sem dar chances para os seus adversários. Esta foi a sexta vitória consecutiva dele na temporada. Danilo Andric e Cristiano Vieira voltaram a duelar pela segunda posição. Desta vez, porém, os resultados se inverteram e Danilo terminou na frente.

A categoria Hornet mostrou, uma vez mais, porque é considerada a mais emocionante do campeonato. Mais uma vez a prova foi muito equilibrada, com alternância na liderança durante todo o tempo. Carlos Cruz, que chegou a Campo Grande na liderança, caiu e não pontuou. Melhor para Alecsandre “Doca” Brieda, que venceu e sai do Mato Grosso do Sul como novo líder do campeonato.

Na categoria 250cc, seis pilotos chegaram a liderar a prova, que terminou com a vitória de Marciano Santin. A prova foi muito acirrada e vários pilotos chegaram a disputar até a última volta, quando os primeiros colocados se envolveram em um acidente e abriram caminho para a vitória de Santin. Na 250cc Jr, quem ficou com o primeiro lugar foi Danilo Lewis, seguido por Dias Mattei e Lucas Corsini.

A quarta etapa do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade acontece em Brasília, nos dias 16 e 17 de agosto. O evento tem patrocínio de Honda e Mobil. Apoio Pirelli e Roncar. Supervisão da Confederação Brasileira de Motociclismo.

Resultado final – SBK 1
1º – Gilson Scudeler – Team Scud/Petrobrás – 34:02.842
2º – Cristiano Vieira – Spiga Racing – 34:17.532
3º – Danilo Andric – Equipe Vaz/Yamaha – 34:18.036
4º – Robson Portaluppi – Team Scud/Petrobrás – 34:43.928
5º – Bruno Corano – Suzuki/Santander – 34:51.085

SBK 2 – 1º – Gilson Scudeler – Team Scud/Petrobrás – 33:54.032
2º – Danilo Andric – Team Vaz/Yamaha – 34:19.824
3º – Cristiano Vieira – Spiga Racing – 34:27.606
4º – Róbson Portaluppi – Team Scud/Petrobrás – 34:43.113
5º – José Luiz Teixeira de Camargo Júnior – Cachorrão Cerciari Racing – 34:47.350

Hornet – 1º – Alecsandre Brieda de Grandi – Bardahl – 33:30.704
2º – Fábio Peasson – Motopark – 33:33.659
3º – Maico da Silva Teixeira – Autolub Sport Motovelocidade – 33:35.080
4º – Willian Pontes – Danymotos – 33:39.698
5º – Gian Calabrese – 34:09.748

250cc – 1º – Marciano Santin – Equipe Rinaldi – 33:13.767
2º – Renan Ricardo Valério Alves – Odivance Motos – 33:27.336
3º – Diego Faustino – Sercomtel – 33:27.653
4º – Sandro Paganelli de Souza – CMS – 33:29.858
5º – Marcos Nishimoto – 33:31.078

250cc Jr – 1º – Danilo Lewis – 32:57.728
2º – Lucas Mattei – Equipe Belcar – 32:58.794
3º – Lucas Corsini – 33:32.492
4º – Joao Victor Batista – 33:45.941
5º – Jefferson Henrique – 33:46.084

Classificação Geral – SBK
1º – Gilson Scudeler – 151 pts
2º – Danilo Andric – 97 pts
3º – Cristiano Vieira – 87 pts
4º – Róbson Portaluppi – 73 pts
5º – Bruno Corano – 66 pts

Hornet – 1º – Alecsandre Brieda de Grandi – 51 pts
2º – Maico da Silva Teixeira – 41 pts
3º – Carlos Alberto de Campos Cruz – 41 pts
4º – Willian “Pamonha” Pontes – 29 pts
5º – Gian Calabrese – 27 pts

250cc – 1o – Sandro Paganelli de Souza – 53 pts
2º – Marciano Santin – 52 pts
3o – Renan Ricardo Valério Alves – 47 pts
4º – Igor Aquiyama Calura – 32 pts
5º – Odair Delafrati – 31 pts

250cc Jr – 1º – Douglas Figueiredo – 60 pts
2º – Lucas Dias Mattei – 53 pts
3º – Ricieri Alberto Luvizotto – 40 pts
4º – Murilo de Lara Eugenio Júnio – 35 pts
5º – Jefferson do Carmo – 34 pts