Após primeira neve do ano, Sul do Brasil amanhece com sensação térmica de -20°C

Massa de ar polar avançou rapidamente pelo país e frio já chegou a Região Norte
Depois de uma semana com bloqueio atmosférico sobre a América do Sul, o fenômeno rompe e uma forte massa de ar polar avança pelo Brasil. Ontem, tivemos o registro de neve pela primeira vez neste ano em várias cidades do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina.

Nesta madrugada as temperaturas caíram ainda mais e por conta dos ventos o frio ficou ainda mais intenso. Em Urubici, na serra catarinense, fez -5,7°C com sensação térmica de -20°C por volta de 1h. Em Novo Horizonte fez -1°C com sensação de -10°C e em São Joaquim fez -3°C com sensação de -13°C. Em Florianópolis, a temperatura oscilava em torno dos 8°C com sensação de 2,5°C por volta das 5h.

No Rio Grande do Sul, os termômetros chegaram a -1,7°C com sensação de -13°C em São José dos Ausentes. Em Porto Alegre, a temperatura mínima ficou na casa dos 7°C, porém com uma sensação de -6,5°C por volta das 4h na região do aeroporto Salgado Filho. Em Curitiba, fazia 5°C por volta das 5h com sensação de -4°C.
De acordo com os meteorologistas da SOMAR, o frio também chegou as Regiões Sudeste, Centro-Oeste e até Norte do Brasil. Em Campo Grande a mínima foi de 6°C com sensação de -2,7°C. Em Cuiabá, a temperatura caiu a 11°C com sensação de 7,5°C. Em Rio Branco, a temperatura oscilava em torno 13,5°C contra 25°C ontem, no mesmo horário. Em São Paulo, a sensação térmica alcançou 7,5°C, apesar da temperatura de 13°C às 2h.

O frio também já avança na direção do Rio de Janeiro, Minas Gerais, Goiás, e Rondônia. Neste último Estado, vale salientar que em Vilhena, a sensação térmica é de 7,5°C com uma temperatura de 11°C.

Chuvas
Além desta grande massa de ar polar que toma conta da maior parte do Brasil, observa-se uma frente fria responsável por chuva sobretudo no Rio de Janeiro. No Nordeste, boa parte da Região encontra-se com tempo seco, salvo as chuvas que acontecem em parte do litoral do Ceará, Rio Grande do Norte e Paraíba. No Norte, além do frio no sul da Região, áreas de instabilidade causam chuvas sobre o Amazonas, Pará e Roraima.