Arena Cross – De volta a Araraquara, campeonato apresenta novidades e a mesma competitividade

A grande novidade desta temporada ‚ a categoria 85cc, destinada aos pilotos com idade entre 12 e 15 anos

Depois de dois anos sem sediar uma etapa, o Arena Cross retorna a Araraquara para apresentar algumas novidades e a competitividade de sempre. Nos £ltimos anos a competi‡Æo tem se firmado como um dos mais importantes campeonatos de motociclismo do Pa¡s. Prova disso ‚ o ¢timo n¡vel dos pilotos, o interesse da m¡dia e a estrutura oferecida tanto para competidores quanto para o p£blico.

No Arena Cross s¢ participam pilotos convidados, aqueles que se destacam em seus estados, o que contribui para uma disputa cada vez mais acirrada durante as 10 provas da temporada. Na categoria MX1 (motos de 250cc a 450cc), por exemplo, depois de cinco etapas, apenas13 pontos separam o l¡der Pipo Castro (SC) do quarto colocado Jean Carlo Ramos (PR). E tudo pode acontecer, j  que em Araraquara estarÆo em disputa 41 pontos em duas baterias.

Leandro Silva (PR), atual vice l¡der da categoria, vem de um terceiro lugar na £ltima etapa em SÆo SebastiÆo (SP). O piloto pretende recuperar o primeiro lugar no campeonato, posi‡Æo que ocupou at‚ a terceira etapa em SÆo Manuel (SP). “Espero retomar a lideran‡a, vencer as duas baterias e tentar conseguir uma certa tranqilidade na classifica‡Æo”, afirmou o paranaense.

J  o l¡der Pipo Castro, que protagonizou uma disputa fant stica com Leandro Silva e Roosevelt Assun‡Æo (SP) na £ltima etapa, vencendo apenas no crit‚rio de desempate, quer a terceira vit¢ria seguida. “Estou me preocupando mesmo com a pontua‡Æo do campeonato e nÆo da vit¢ria na corrida. A gente ainda est  na metade e por isso a regularidade ‚ muito importante”, garantiu.

A grande novidade desta temporada ‚ a categoria 85cc, destinada aos pilotos com idade entre 12 e 15 anos. “Era uma lacuna que t¡nhamos at‚ o ano passado e que a partir de agora vai propiciar que os pilotos tenham melhores condi‡äes de evoluir na modalidade. O Arena tem tradi‡Æo em formar grandes pilotos, muitos competem com a gente desde crian‡a e hoje estÆo entre os melhores do Pa¡s”, explica o organizador Carlinhos Romagnolli. Al‚m da MX1 e da 85cc, a competi‡Æo ‚ disputada ainda nas categorias 50cc (5 a 9 anos), 65cc (8 a 13 anos) e MX2 (motos de 125cc a 250cc, com 4 tempos).