Eduardo Sacaki, convidado especial

Arena Cross em Curitiba/PR – o Motonline esteve lá

 

Pista do Arena Cross em Curitiba

Pista do Arena Cross em Curitiba

Pista de 480 metros, super travada, com altíssimo grau de dificuldade, exigindo o máximo dos pilotos e máquinas. Organização primorosa, não esqueceram de nada, público numeroso e participativo, iluminação adequada, acomodações para equipes, platéia, imprensa e patrocinadores de alta qualidade, infraestrutura de alimentação e sanitários em número além do necessário. Enfim, tudo que se pode querer para um espetáculo do nível que o Arena Cross se propôs a fazer para tornar-se o melhor e maior evento de motocross do país. Pois pelo que vi, acho que estão no caminho certo.

Eduardo Saçaki, convidado especial

Eduardo Saçaki, convidado especial

Como tive acesso a todas as instalações do evento, exceto a pista, aproveitei e andei por todo complexo, visitando stands e conversando com pilotos e equipes. Pude ver de pertinho as máquinas que seriam as estrelas da competição rodeadas de mecânicos, tudo sob o olhar atento dos seus pilotos. Pude sentir também a pressão a que são submetidas as equipes antes de cada treino ou prova – tudo tem horário marcado e nada pode sair errado.

Apesar das máquinas maiores serem a preferidas do público, fiquei fascinado foi com a coragem e a vontade da galerinha da 50cc, todos com idades entre 7 a 10 anos. Enfrentam a pista como gente grande e não se abalam com os frequentes tombos que levam. Levantam, sacodem a poeira e voltam à competição como se nada tivesse acontecido.

O Arena Cross teve como convidado especial um personagem cuja presença já valeu o ingresso. Eu que sou motociclista das antigas pude ver e conversar alguns minutos com meu grande ídolo de outrora, o Japonês Voador, Eduardo Saçaki, que está retornando às competições após 8 anos parado. Gente da melhor qualidade, dono de uma simplicidade estonteante, característica dos grandes ídolos. Ele me confessou que a volta está sendo muito mais difícil do que ele esperava, por conta do peso da idade, mas que ia continuar tentando sem esmorecer.

Área dos boxes do Arena Cross

Área dos boxes do Arena Cross

As equipes por sua vez não perderam a oportunidade de fazer publicidade e para isso trouxeram para o evento, lindas garotas com macacões mostrando sua marca e a de seus patrocinadores, ponto alto para quem estava nos boxes.

Garotas bonitas nos boxes e na platéia

Garotas bonitas nos boxes e na platéia

Para quem é apaixonado por motos, escutar o ronco de motores de 10, 15, 20 motos no momento da largada é um momento sublime.
O coração bate acelerado, a respiração fica ofegante e o corpo chega a tremer de emoção de querer ver o que vai acontecer na primeira curva, ponto crucial de toda prova de motocross. Apesar do apetite dos pilotos, ocorreram poucos acidentes e esses poucos sem qualquer gravidade.

Asseguro ao leitor que ver uma prova de motocross ao vivo é muito diferente de assistir pela televisão.

A TV não consegue passar para o telespectador as emoções que só podem ser sentidas assistindo a prova pertinho das máquinas e pilotos. Se você gosta de motocross, não perca o próximo Arena Cross que vai acontecer no dia 01 de setembro, na cidade de Balneário Camboriú/SC, vale a pena!

 

 

 

 



Mário Sérgio Figueredo

Motociclista apaixonado por motos há 42 anos, começou a escrever sobre motos como hobby em um blog para tentar transmitir à nova geração a experiência acumulada durante esses tantos anos. Sua primeira moto foi a primeira fabricada no Brasil, a Yamaha RD 50.