Atenção com pneus deve ser constante

Pneu com boa carcterística para piso molhado, o Michelin Pilot Road 3

Pneu com boa carcterística para piso molhado, o Michelin Pilot Road 3

Sempre ou principalmente na temporada de chuvas, é bom manter a atenção com as condições dos pneus de sua motocicleta. Motonline consultou a ANIP, Associação Nacional da Indústria de Pneumáticos, para saber quais as principais recomendações aos motociclistas sobre o cuidado com os pneus.

Confira a seguir as informações sobre o assunto.

1) Quando sei que tenho que trocar os pneus?

O que deve ser observado para saber se está na hora de trocar os pneus é a parte que fica em contato com o solo, que é a banda de rodagem. É onde está o “desenho” do pneu, como os motociclistas costumam chamar. Quando o desgaste do “desenho” estiver perto do limite de segurança que é de 0.8 mm de profundidade dos sulcos, o pneu já passa a ser considerado “careca” e aí é hora de trocá-lo.

2) Como sei qual o pneu mais adequado para a minha motocicleta?

Depende das características da moto, da potência e da velocidade máxima e depende também do tipo de condutor da motocicleta, seu estilo de guiar e por fim das estradas onde a moto vai trafegar predominantemente. O ideal é somar ponderadamente todos esses aspectos e depois consultar o fabricante da moto juntamente com uma revenda especializada e autorizada de pneus.

3) Qual a durabilidade para utilização dos pneus?

Não é possível definir genericamente a durabilidade de um pneu. Depende de uma série de fatores, como a abrasividade e tipo de pista, da carga sobre o pneu, da pressão de emprego, da maneira de guiar, da velocidade, da regularidade de marcha, da concentração de tráfego, das condições mecânicas da motocicleta e ainda outros fatores como clima e temperatura ambiente. Em função desses fatores, determinada moto de baixa potência, conduzida com regularidade e em pista em boas condições, pode alcançar cerca de 30 mil quilômetros, enquanto uma moto de elevada potência conduzida esportivamente em pista abrasiva, pode durar menos de 5 mil quilômetros.

 

O pneu dianteiro é que transfere a maior força dos freios ao chão, por isso devem estar sempre em boas condições

O pneu dianteiro é que transfere a maior força dos freios ao chão, por isso devem estar sempre em boas condições

4) Quando tenho que realizar o balanceamento e alinhamento dos pneus?

O balanceamento do conjunto pneu e roda deve ser realizado toda vez que trocar os pneus ou quando surgirem vibrações ou desgaste irregular dos pneus. O alinhamento deve ser controlado periodicamente, possivelmente a cada 5 mil quilômetros ou sempre que for detectado algum problema direcional ou os pneus apresentarem desgaste irregular.

5) Qual o risco de estar com os pneus carecas?

Este já passou da hora de trocar

Este já passou da hora de trocar

Dirigir com pneus carecas, ou seja, sem os sulcos da banda de rodagem que tem a função de escoar a água retida entre o pneu e a pista, em dias de chuva, aumenta o risco de acidentes porque diminui a aderência entre o pneu e a pista, além de ser uma infração grave com cinco pontos na carteira. Condutores devem estar alerta para realizar a troca dos pneus antes que eles estejam totalmente lisos.

6) Quais são as diferenças de pneus novos e reformados para motocicletas de passeio?
A diferença entre o pneu novo e o pneu reformado é que este último é um pneu que já desgastou toda sua banda de rodagem original, rodou portanto muitos quilômetros e apresenta o fadigamento correspondente em sua estrutura, na qual um nova banda de rodagem foi aplicada.

7) É seguro comprar um pneu reformado para uma motocicleta?

No caso de motocicletas, não é aconselhável adquirir um pneu reformado. O pneu de moto apresenta um perfil diferenciado, por exemplo, em relação ao perfil de um pneu de automóvel. Em decorrência das exigências específicas de emprego do pneu de moto, seu perfil deve contemplar aderência e estabilidade, tração e capacidade de frenagem, seja em retilíneo, como em curvas com a moto inclinada de um lado e do outro. O perfil do pneu de moto portanto, tem que ser tal que garanta esses predicados nas três situações, em linha reta, em curva inclinada à direita e em curva inclinada à esquerda. Essas características, após o desgaste total da banda de rodagem na zona central e nos dois ombros do pneu, sofrem alterações, decorrentes do próprio uso, principalmente dimensionais e de perfil que normalmente impossibilitam um reforma totalmente eficaz em relação ao pneu original, com severos riscos do pneu apresentar vibrações, menor aderência em curvas, menor estabilidade e menor espaço de frenagem, comprometendo sua segurança. Por isso, em nome da segurança e devido às características deste tipo de transporte, aconselha-se que o pneu seja comprado novo.

8) Posso usar pneus de marca ou modelo diferente na frente e atrás?

O perfil do pneu de uma roda deve combinar com o da outra - é importante para a dinâmica das curvas

O perfil do pneu de uma roda deve combinar com o da outra - é importante para a dinâmica das curvas

Além do que foi explicado no item acima, o perfil do pneu dianteiro deve casar com o prefil do pneu traseiro para que as características nas curvas estejam de acordo com o que previu o fabricante da moto. Cada modelo de pneu usa uma combinação de perfil entre o dianteiro e traseiro para uma ótima dirigibilidade, sem tendências sobre esterçantes ou sub esterçantes. Por isso, o melhor é ter sempre os dois da mesma marca e modelo.

9) Pneus tem garantia?

Estas informações devem ser verificadas com cada fabricante. Além da garantia legal de 3(três) meses, classicamente os pneus tem garantia contratual oferecida pelos fabricantes de 5(cinco) anos, garantia essa que cobre eventuais falhas de fabricação, excluindo obviamente falhas acidentais, infortúnios ou decorrentes de mau uso.

10) Qual a calibração ideal?

Consulte sempre o Manual do Proprietário fornecido pelo fabricante da moto. Siga sempre as recomendações do fabricante da moto, para as diversas condições de uso.

11) Quais procedimentos o usuário deve tomar com os pneus antes de pegar a estrada?

As principais recomendações sobre os pneus antes de pegar a estrada e assegurar uma viagem segura são essencialmente três: regular a pressão dos pneus; fazer o controle e eventual correção do alinhamento das rodas; balancear os pneus e verificar o bom estado deles, tal que a profundidade dos sulcos da banda de rodagem seja pelo menos de 2(dois) milímetros, pois assim, em caso de chuva o usuário estará mais seguro.