Balbi se prepara para mais uma temporada do AMA Motocross

Balbi se prepara para mais uma temporada do AMA Motocross

Balbi se prepara para mais uma temporada do AMA Motocross

O piloto brasileiro Jorge Balbi est  na fase final da sua prepara‡Æo para mais uma temporada do AMA Motocross, considerada uma das competi‡äes mais dif¡ceis do mundo no esporte. Esta ser  a terceira temporada dele no torneio.

O campeonato come‡a no pr¢ximo final de semana (24 e 25 de maio) em Glen Helen, na Calif¢rnia. A pista ‚ uma das favoritas do piloto brasileiro, que fez hist¢ria no circuito ao ser o primeiro brasileiro a terminar uma corrida entre os top 10.

Este ano, pela primeira vez, Balbi entra no torneio com uma boa estrutura. O piloto ser  o £nico representante da Moto XXX na temporada. Assim ele receber  pe‡as especiais enviadas pela Honda, que envia para somente um piloto por equipe. Al‚m disso, ter  mais aten‡Æo dos mecƒnicos e poder  focar somente em treinar e competir, deixando o ajuste da moto e a programa‡Æo da viagem por conta da equipe.

“Desde que cheguei aqui nos EUA que venho esperando uma chance de entrar na pista em condi‡Æo pelo menos parecida com a dos principais pilotos. Agora, eu consegui. Estou em uma boa equipe sat‚lite, como £nico piloto e com muita responsabilidade, pois tenho que fazer jus ao status que eu conquistei”, declarou o piloto.

Com toda a estrutura da equipe Moto XXX, Balbi planeja finalmente realizar seu sonho de terminar o campeonato entre os dez melhores do mundo. A anima‡Æo ‚ tanta que Balbi chega a sonhar at‚ com alguns p¢diuns ao longo da temporada.

Desde que ficou sabendo que seria o £nico representante da equipe no Motocross, Balbi se reuniu com seu chefe de equipe e decidiu abandonar o restante da temporada do Supercross para fazer uma prepara‡Æo especial. O piloto vem treinando muito forte no £ltimo mˆs e espera estar 100% preparado j  para a primeira etapa.

Na temporada outdoor, Balbi ir  manter o n£mero 55, utilizado no Supercross. A imprensa especializada norte-americana vem apontando o brasileiro como um nome muito forte. Al‚m disso, ele recebeu muitos elogios de Alan Brown, seu chefe de equipe. “Contratamos o Balbi sabendo que o forte dele era a temporada outdoor. Ele nos surpreendeu com seus resultados no indoor e com a forma como ele treina. Ele se dedica 110% em todos os treinamentos. Acredito que ele vai ser um advers rio dif¡cil de ser batido nesta temporada”, comentou.

Mariana Balbi – Outra que estr‚ia novamente na terra do Tio Sam no pr¢ximo final de semana ‚ Mariana Balbi. A piloto, que terminou os dois £ltimos anos em quinto lugar, chega ao WMA disposta a melhorar seu resultado e brigar para ser a melhor do mundo.

“No primeiro ano cheguei totalmente sem experiˆncia, nÆo conseguia treinar nas pistas daqui e surpreendi com o quinto lugar. Ano passado sofri demais nas primeiras etapas para me adaptar … minha nova moto e meus resultados apareceram s¢ na terceira etapa. Tem tudo para ser o meu ano”, declarou a piloto.

Este ano, o WMA vem com novo formato. A competi‡Æo acontecer  em seis etapas, sendo que, em cada uma delas, as pilotos irÆo competir em duas baterias. Uma acontece no s bado. A grande novidade ‚ que a bateria final passa a ser no domingo, no meio da programa‡Æo do AMA.

A altera‡Æo agradou a piloto, que agora tem mais tempo para avaliar seu desempenho. “O fato de as baterias serem em dias separados te d  mais tempo para corrigir algum defeito na moto e pra avaliar os locais em que vocˆ pode adotar uma tocada mais agressiva e ganhar tempo. Estou animada”, contou.

Balbi ‚ patrocinado pela ASW/Fox, Lïaqua di Fiori e MRPro. Mariana ‚ patrocinada pela Pro Tork e pela Lïaqua di Fiori.
Balbi se prepara para mais uma temporada do AMA Motocross

O piloto brasileiro Jorge Balbi est  na fase final da sua prepara‡Æo para mais uma temporada do AMA Motocross, considerada uma das competi‡äes mais dif¡ceis do mundo no esporte. Esta ser  a terceira temporada dele no torneio.

O campeonato come‡a no pr¢ximo final de semana (24 e 25 de maio) em Glen Helen, na Calif¢rnia. A pista ‚ uma das favoritas do piloto brasileiro, que fez hist¢ria no circuito ao ser o primeiro brasileiro a terminar uma corrida entre os top 10.

Este ano, pela primeira vez, Balbi entra no torneio com uma boa estrutura. O piloto ser  o £nico representante da Moto XXX na temporada. Assim ele receber  pe‡as especiais enviadas pela Honda, que envia para somente um piloto por equipe. Al‚m disso, ter  mais aten‡Æo dos mecƒnicos e poder  focar somente em treinar e competir, deixando o ajuste da moto e a programa‡Æo da viagem por conta da equipe.

“Desde que cheguei aqui nos EUA que venho esperando uma chance de entrar na pista em condi‡Æo pelo menos parecida com a dos principais pilotos. Agora, eu consegui. Estou em uma boa equipe sat‚lite, como £nico piloto e com muita responsabilidade, pois tenho que fazer jus ao status que eu conquistei”, declarou o piloto.

Com toda a estrutura da equipe Moto XXX, Balbi planeja finalmente realizar seu sonho de terminar o campeonato entre os dez melhores do mundo. A anima‡Æo ‚ tanta que Balbi chega a sonhar at‚ com alguns p¢diuns ao longo da temporada.

Desde que ficou sabendo que seria o £nico representante da equipe no Motocross, Balbi se reuniu com seu chefe de equipe e decidiu abandonar o restante da temporada do Supercross para fazer uma prepara‡Æo especial. O piloto vem treinando muito forte no £ltimo mˆs e espera estar 100% preparado j  para a primeira etapa.

Na temporada outdoor, Balbi ir  manter o n£mero 55, utilizado no Supercross. A imprensa especializada norte-americana vem apontando o brasileiro como um nome muito forte. Al‚m disso, ele recebeu muitos elogios de Alan Brown, seu chefe de equipe. “Contratamos o Balbi sabendo que o forte dele era a temporada outdoor. Ele nos surpreendeu com seus resultados no indoor e com a forma como ele treina. Ele se dedica 110% em todos os treinamentos. Acredito que ele vai ser um advers rio dif¡cil de ser batido nesta temporada”, comentou.

Mariana Balbi

Outra que estr‚ia novamente na terra do Tio Sam no pr¢ximo final de semana ‚ Mariana Balbi. A piloto, que terminou os dois £ltimos anos em quinto lugar, chega ao WMA disposta a melhorar seu resultado e brigar para ser a melhor do mundo.

“No primeiro ano cheguei totalmente sem experiˆncia, nÆo conseguia treinar nas pistas daqui e surpreendi com o quinto lugar. Ano passado sofri demais nas primeiras etapas para me adaptar … minha nova moto e meus resultados apareceram s¢ na terceira etapa. Tem tudo para ser o meu ano”, declarou a piloto.

Este ano, o WMA vem com novo formato. A competi‡Æo acontecer  em seis etapas, sendo que, em cada uma delas, as pilotos irÆo competir em duas baterias. Uma acontece no s bado. A grande novidade ‚ que a bateria final passa a ser no domingo, no meio da programa‡Æo do AMA.

A altera‡Æo agradou a piloto, que agora tem mais tempo para avaliar seu desempenho. “O fato de as baterias serem em dias separados te d  mais tempo para corrigir algum defeito na moto e pra avaliar os locais em que vocˆ pode adotar uma tocada mais agressiva e ganhar tempo. Estou animada”, contou.

Balbi ‚ patrocinado pela ASW/Fox, Lïaqua di Fiori e MRPro. Mariana ‚ patrocinada pela Pro Tork e pela Lïaqua di Fiori.