Balbi, Wellington e Swian representam o Brasil no Motocross das Nações 2009

Seleção brasileira está confirmada para o evento considerado a Copa do Mundo da modalidade, o qual será realizado na Itália nos dias 3 e 4 de outubro

Pronta para continuar fazendo história, a Seleção Brasileira foi confirmada oficialmente nesta quarta-feira para a disputa da 63ª edição do Motocross das Nações. O país será representado por Antônio Jorge Balbi Júnior na categoria Open (450cc); Wellington Garcia na MX1 (450cc); e Swian Zanoni na MX2 (250cc) – todos pilotos do Team Honda. O evento, considerado a Copa do Mundo da Modalidade, está marcado para os dias 3 e 4 de outubro no autódromo de Franciacorta -Daniel Bonara-, em Brescia, Itália.

A principal característica do Motocross das Nações é o formato de disputa por equipes, ou seja, a soma dos resultados dos três pilotos é o que define a classificação de cada país participante. Em 2009, o evento tem recorde de inscritos, com 108 pilotos de 36 nacionalidades. Esta é a terceira temporada seguida que o Team Honda irá representar o Brasil no evento . A equipe, anteriormente formada por Balbi, Wellington e Leandro Silva, conquistou as melhores classificações da história (14º lugar em 2008, na Inglaterra, após o 16º lugar de 2007, nos Estados Unidos).

-A união dos pilotos é fundamental no Nações. É preciso trocar informações e estar atento aos resultados dos companheiros, sempre pensando no desempenho coletivo do time-, frisou o mineiro Balbi, que acaba de ser o melhor brasileiro no Honda GP Brasil, em Canelinha (SC), a etapa final do Campeonato Mundial de Motocross, com a décima posição na classe MX1. -Estou bastante confiante por conta dos meus últimos resultados. Sei que a pista na Itália será parecida com a de Canelinha, pois o local tem topografia semelhante e os dois circuitos foram construídos pelo mesmo profissional-, lembrou Balbi.

A experiência dos últimos anos traz mais tranquil idade para o goiano Wellington Garcia. -Estou com um bom ritmo de corrida e me sinto bastante seguro por já ter disputado duas vezes o Nações. Acredito que podemos melhorar a classificação do Brasil, mesmo com uma pista travada, que deve formar bastante canaleta-, explicou.

Já o estreante Swian Zanoni, mineiro que mora em Nova Friburgo (RJ), recebeu hoje a melhor notícia dos últimos tempos. -É a realização de um sonho e um dos melhores momentos da minha carreira. Espero adquirir bastante bagagem, pois o evento terá um nível altíssimo com alguns dos melhores pilotos do mundo. Além disso, os outros pilotos brasileiros já têm bastante experiência no Nações e podem me ajudar bastante-, concluiu o piloto. Swian foi o melhor brasileiro da classe MX2 no Honda GP Brasil, realizado no dia 13 de setembro.