Gardano diz que corrida foi dura por causa do calor e da pista esburacada

Betinho Gardano faz grande recuperação em Conchal

Gardano diz que corrida foi dura por causa do calor e da pista esburacada

Gardano diz que corrida foi dura por causa do calor e da pista esburacada

Piloto foi atrapalhado por retardatário quando liderava a prova, mas conseguiu se recuperar e conquistar a segunda posição

Betinho Gardano passou bem perto da vitória, no último domingo (17), durante a disputa da segunda etapa do Asfaltozero Paulista de Veloterra, na cidade de Conchal, a cerca de 150 quilômetros de São Paulo. O piloto de 19 anos, que compete nesta temporada na categoria VX1 (para motos com 450 cm³ de cilindrada), terminou a prova em segundo lugar, depois de ter sido atrapalhado por um retardatário quando liderava a disputa.

“A moto estava muito boa. Eu havia feito o segundo melhor tempo no treino classificatório e consegui pular na frente na largada. Depois eu e o Danilo (Veltroni) estávamos disputando a liderança quando ultrapassamos um retardatário. A moto dele acertou a minha e quase me derrubou”, explicou Betinho, que corre com uma Honda CRF 450R.

“Não cheguei a cair, mas o motor da moto apagou e demorou a pegar novamente. Perdi algumas posições e tive que correr para me recuperar”, adicionou. “A corrida foi muito dura, muito difícil. A pista estava bem esburacada e fazia muito calor”, lembrou Gardano, que ainda assim conseguiu cruzar a linha de chegada em segundo lugar, mesma posição que ocupa no campeonato, a três pontos do líder.

A próxima etapa do Asfaltozero Paulista acontece no dia 15 de maio, na cidade de Engenheiro Coelho.

Betinho é patrocinado pelo Grupo Sinal, Ferramentas Beta e Motul.

Resultado da prova (os seis primeiros):
1-) Danilo Veltroni
2-) Betinho Gardano
3-) Alan Ferro
4-) Evandro Contesini
5-) Daniel Vergueiro
6-) Vagner Tomé