BMW G 310 R (K03)

BMW apresenta a G 310 R

A BMW Motorrad apresentou hoje, 11/11, sua primeira moto “pequena”, a naked G 310 R. Na definição do fabricante, trata-se de uma moto leve, potente e dinâmica que traz a essência de uma roadster da marca. Não sobra nem falta nada e são aplicados nesta moto critérios absolutamente pragmáticos para oferecer exatamente o que se necessita, resume o comunicado oficial do lançamento da fábrica da Baviera.

Ágil e leve, a nova G 310 R ainda não tem preço nem data para estreia no mercado brasileiro

No Salão Duas Rodas brasileiro a BMW mostrou o protótipo desta moto em avant-première para todo o mundo e agora já apresenta a moto pronta, que chegará ao mercado (brasileiro, inclusive) a partir do ano que vem. Como um segmento de atuação totalmente novo para a marca, a BMW procura dar à G 310 R a versatilidade necessária a uma moto desta classe, que precisa mostrar-se adequada a uma gama mais ampla de usos, já que seus consumidores a utilizarão para tudo, seja na cidade ou na estrada.

Agilidade, conforto, força e economia resume as preocupações do fabricante ao desenvolver a novíssima G 310 R. Concebida como um produto global para atender os mais diferentes tipos de consumidores, rodar com diferentes qualidades de combustíveis e por variadas condições de piso, a G 310 R traz no estilo naked um pouco da inspiração de sua irmã maior e muito mais forte, S 1000 R. As formas avantajadas na parte frontal, com uma traseira bem esguia, dão à moto uma presença marcante e quem a vê imagina que se trata de uma moto maior, apesar da medida entre-eixos compacta. Detalhes como o garfo dianteiro invertido, o cuidado no acabamento e na escolha dos materiais não deixam dúvida de que se trata de uma moto BMW.

Seu motor de 313 cc de capacidade cúbica (80,0 mm X 62,1 mm) tem um cilindro, refrigeração líquida, 4 válvulas com duplo comando no cabeçote (DOHC), alimentado por injeção eletrônica de combustível. Chama a atenção no motor o ângulo de inclinação para trás, deixando grande espaço na parte frontal, por onde está o sistema de admissão. Este motor desenvolve 34 cv de potência máxima a 9.500 rpm e 2,9 kgf.m a 7.500 rpm de torque. O peso do conjunto em ordem de marcha é de 158, 5 kg, o que resulta na relação peso-potência de 4,6 kg/cv.

Apesar do banco ter dois estágios, o espaço para o garupa é diminuto, como todas as naked. No entanto, sobra espaço para o piloto utilizar a moto sem grandes dificuldades, privilegiando a posição natural de pilotagem com os comandos todos ao alcance dos dedos, sempre com total segurança,  independente da estatura, pois o banco do piloto está a apenas 785 mm do solo. A BMW procurou trabalhar a ciclística da nova G 310 R para deixá-la neutra e de fácil condução, já que trata-se de uma moto de entrada, ao menos para a marca. Apesar de não ser uma esportiva, fica uma boa e clara impressão de que essa moto se assemelha muito com a KTM Duke 390 em termos de comportamento ciclístico: rápida e divertida.

O chassi é construído em tubos de aço, com um sub-chassi para sustentar a parte traseira da moto. As suspensões trazem garfo telescópico invertido na dianteira, amortecedor único na traseira e uma balança bem longa, que colabora decisivamente para a estabilidade da moto. Os freios trazem ABS de série e são a disco nas duas rodas aro 17, com pinça de duplo cáliper de fixação radial, disco de 300 mm na roda dianteira e disco de 240 mm com pinça simples na roda traseira. As rodas aro 17″.  O painel de instrumentos traz uma tela de LCD com todas as informações padrão.

A nova BMW G 310 R foi desenvolvida pela BMW Motorrad na Alemanha, mas será produzida inicialmente na Índia, na fábrica da TVS Motor Company, empresa que tem acordo de cooperação com a BMW Motorrad. Para o Brasil a nova moto deve chegar no primeiro semestre de 2016. Se você se interessa por motos da BMW ou do estilo naked, consulte o Guia de Motos do Motonline.Separador_motos



Sidney Levy

Motociclista e jornalista paulistano, une na atividade profissional a paixão pelo mundo das motos e a larga experiência na indústria e na imprensa. Acredita que a moto é a cura para muitos males da sociedade moderna.