BMW F800 GS (parte 2)

BMW F800 GS (parte 2)

A motocicleta completou os 1.000Km, em pouco mais de 30 dias, e logo chegou a 1ª revisão. A revisão foi marcada numa segunda-feira, quando lhe foi informado que havia disponibilidade para qualquer dia. A motocicleta foi deixada às 9hs da manhã, do dia seguinte, para entrega no mesmo dia a partir das 17hs.

Um detalhe: a revisão foi efetuada em concessionária que não realizou a venda.

Aproveitando a revisão, foi instalado um pára-brisa maior da marca PUIG, adquirido na própria concessionária por R$ 630,00, já que na General Osório o mesmo produto custava R$ 790,00. Foi instalado ainda, um protetor de mão, um suporte e cabo (ligado na bateria da moto) para GPS.

Foi gasto o total de R$ 1054,00: R$ 180,00 pelo óleo e filtro de óleo (mão de obra gratuita na 1ª revisão); R$ 36,00 pela instalação do protetor de mão, que trouxe dos EUA; R$ 630,00 pelo pára-brisa; R$ 168,00 pela mão de obra para instalar o GPS e R$ 40,00 pela lavagem.

Ficou satisfeito pelo atendimento pré e pós revisão, no entanto, achou os preços de mão de obra para instalar o GPS e lavagem da motocicleta muito salgados, entendendo que a limpeza poderia ser cortesia.

Comenta que não sentiu qualquer mudança significativa na motocicleta e que o consumo só foi medido na viagem.

A próxima manutenção se dará aos 5.000km com a troca de óleo e a próxima revisão aos 10.000 km ou 1 ano, como consta no manual do usuário.

Feita a revisão, a motocicleta passou por sua prova de fogo numa viagem de cerca de 1.800 km, dos quais 35 Km em estrada de terra batida, com média de consumo entre 17 e 20km/l, dependendo da tocada. Houve trechos de serras, muitas curvas, longas retas, enfim tudo que nós motociclistas procuramos, com excelente comportamento da máquina.

A única queixa em relação a motocicleta, agora com a experiência da viagem, foi quanto ao conforto do banco, já que nos finais dos dias de longa quilometragem, a poupança ficava quadrada.

Os itens de manutenção da F800GS foram: * Ler a memória de falhas com o sistema de diagnóstico BMW Motorrad; * Programar a data da manutenção SAV e a manutenção SAV Trajecto remanescente; * Mudança de óleo no motor com filtro; * Verificar o nível do líquido de refrigeração; * Verificar o nível do óleo do freio dianteiro; * Verificar o nível do óleo do freio traseiro; * Verificar o cabo do acelerador em relação à facilidade de movimento, pontos de fricção e de vinco e folga; * Verificar/ajustar a folga da embreagem; * Verificar e lubrificar a corrente; * Verificar a tensão dos raios; se necessário, reapertar; * Verificar a pressão dos pneus; * Ajustar a folga do apoio superior da direção; * Verificar a iluminação e o sistema de sinalização; * Comprovação do funcionamento, inibição do arranque do motor; * Inspeção final e verificação da segurança de circulação no trânsito; * Ler a memória de falhas com o sistema de diagnóstico BMW Motorrad; * Confirmar o SAV BMW na literatura de bordo.

Em outubro de 2008, no lançamento que nos propiciou andar na máquina na pista de testes da Pirelli, o que chamou atenção, foi a tomada de 10 pinos abaixo do banco que propicia uma revisão rápida e sem o desmonte desnecessário de qualquer peça, já que uma vez plugado o cabo, o sistema informa com precisão onde é necessário mexer na F800 GS, daí a explicação pela rapidez e competência do serviço de manutenção. Usando a F800GS no dia a dia e para viajar, muito em breve teremos novas notícias de uma das máquinas mais desejadas por nossos motonliners, segundo o fórum.