Presidente da BMW Motorrad, Hendrik von Kuenheim

BMW fala em correr no MotoGP™

 O motogp.com falou com o Presidente da BMW Motorrad, Hendrik von Kuenheim, na apresentação que teve lugar em Barcelona na semana passada e discutiu a possibilidade do futuro envolvimento da BMW no MotoGP™.Numa apresentação à imprensa dos dois novos modelos de maxi scooter da BMW, a C 600 Sport e C 650 GT, que teve lugar no Hotel W em Barcelona na semana passada, o Presidente da BMW Motorrad reservou algum do seu tempo para discutir um eventual envolvimento no Campeonato do Mundo.

Presidente da BMW Motorrad, Hendrik von Kuenheim

Presidente da BMW Motorrad, Hendrik von Kuenheim

Com o objectivo de modernizar a marca BMW, o construtor germânico introduziu a S1000RR superbike há dois anos. Hendrik von Kuenheim explicou a decisão: “A BMW produz o seu bem sucedido motor boxer há 90 anos: é o motor de motos mais construído em todo o mundo e um dos mais fiáveis de sempre. Contudo, isso deu à BMW a imagem não ser agressiva, não ser muito moderna ou desportiva. Por isso, há uns anos decidimos introduzir uma superbike, a S1000RR.”

“Tornou-se de imediato num padrão e referência para a moto mais rápida, a mais potente e a de mais fácil pilotagem,” continuou von Kuenheim. “Com ele injectámos algum sangue novo e mais desportivo na marca BMW e isso tem de ser suportado com actividades. É por isso que estamos no Mundial de Superbikes.”

O chefe da BMW Motorrad falou da importância da competição para a marca e como é que o seu actual programa competitivo é um passo lógico para o MotoGP. “Ainda não ganhámos nas Superbikes, mas estamos perto. Assim que vencermos passaremos para coisas maiores e melhores. O MotoGP é o campeonato de motociclismo mais visto do mundo. Depois da F1 é o padrão do desporto motorizado. Mas se olharmos para as corridas individualmente e para o número de espectadores presentes, como em Jerez ou Assen, não há corrida de F1 no mundo que consiga sequer aproximar-se. Por isso, é claramente uma plataforma para nós e temos de pensar nela. É um passo substancial.”

No que toca ao actual apoio da BMW à Suter no Campeonato do Mundo como um passo para futuro maior envolvimento no MotoGP von Kuenheim adiantou: “Vamos ver como o Sr. Suter se dá, já que a iniciativa é dele. É claro que tem algum apoio da BMW, mas o projecto é dele. Será interessante compreender o que acontece e ver o potencial do projecto.”

“Acredito que com as novas regras que entram agora em vigor o nosso motor, com o diâmetro e uma capacidade de um litro, é muito bom para competir no MotoGP. Mas correr é caro, pelo que temos de pensar nisso!” concluiu von Kuenheim com um sorriso.