comboio

BMW Motorrad Days reúne 320 motos e 700 pessoas

Congestionamento sobre a barragem de Itaipu: superlativo

Congestionamento sobre a barragem de Itaipu: superlativo

Não era nenhuma visita presidencial ou encontro de cúpula de qualquer organismo internacional. Mas o pelotão de escolta da Polícia Rodoviária Federal com suas Harley-Davidson e o da Guarda Municipal de Foz do Iguaçu com suas Honda Hornet trabalhou intensamente neste final de semana do feriado brasileiro de Finados. O objetivo era escoltar um batalhão de outras 320 motos, a maioria esmagadora de motos BMW.

Rolf Epp e o Brasil no "top 5": nossa opinião tem reflexos na BMW Motorrad

Rolf Epp e o Brasil no "top 5": nossa opinião tem reflexos na BMW Motorrad

A programação não deu trégua aos policiais. Afinal, a cada passeio coletivo que aconteceu, foi necessário organizar a fila para prevenir – acertadamente – confusões e acidentes. Afinal não é todo dia que uma cidade recebe 320 motos para fazerem os mesmos passeios nos mesmo dias e horários. E tudo saiu muito bem e sem qualquer incidente.

Apesar de ser apenas a terceira edição no Brasil – quarta se contar uma que aconteceu num navio em 2010 – o BMW Motorrad Days já faz parte do calendário oficial da marca e de acordo com o diretor da Motorrad Brasil, Rolf Epp, “segunda-feira (5/11) já começamos a pensar no BMW Motorrad Days de 2013″. O feliz executivo que lidera a operação da BMW Motorrad no Brasil não esconde sua satisfação. “Quando começamos vendemos 800 motos num ano e hoje essa é nossa meta de venda mensal”, compara Rolf.

Uma parte do grupo na visita à Itaipu: velhos conhecidos e novas amizades

Uma parte do grupo na visita à Itaipu: velhos conhecidos e novas amizades

O BMW Motorrad Days reúne proprietários de motos da marca, mas não é exclusivo. No páteo do estacionamento do hotel onde aconteceu o evento em Foz do Iguaçu foi preciso procurar bastante para achar duas ou três Harley-Davidson, e uma ou outra moto de marcas japonesas. A única mais fácil de encontrar no meio de tantas BMW era uma Honda Goldwing.

Saída para um passeio: cuidado para não pegar a moto errada

Saída para um passeio: cuidado para não pegar a moto errada

A edição de 2011 do Motorrad Days aconteceu em Angra dos Reis (RJ) e compareceram 250 pessoas em 150 motos. Este ano em Foz do Iguaçu vieram 320 motos e cerca de 700 pessoas. “Lembre-se que aqui é bem mais distante de qualquer grande centro, de onde vem a maioria dos nossos clientes”, fala Rolf enquanto justifica sua alegria pelo sucesso do evento.

Mas nem tudo foi perfeito e um sucesso completo. A história do médico Giberto Dian de Almeida e sua esposa ilustra bem como um pequeno detalhe pode causar algum prejuízo à marca, sobretudo quando a participação da concessionária é fundamental. O casal de Cachoeiro do Itapemirim (ES) veio ao evento de avião e sua BMW R 1200 GS ficou na garagem. “Como sou cliente novo, pedi à uma pessoa da concessionária para me avisar se houvesse um grupo que viesse de moto ao evento, pois não queria vir sozinho”, contou Giberto.

Juliana e Gilberto: apesar da falha da concessionária, sem stress; aproveitou a cerveja, o vinho e a festa

Juliana e Gilberto: apesar da falha da concessionária, sem stress; aproveitou a cerveja, o vinho e a festa

Isso não aconteceu, mas no evento Gilberto encontrou motos com placa de Vitória (ES). “Abordei a pessoa da moto e encontrei ninguém menos que o dono da concessionária onde comprei minha moto”, continuou Gilberto. “Conversei com ele e recebi um pedido de desculpas pela falha. Continuo com minha BMW e agora já começo a me preparar para o próximo BMW Motorrad Days”, encerrou o simpático cardiologista, pelo jeitão, sem qualquer stress.

Apesar do tropeço da concessionária, Rolf Epp também sorri escancarado quando o assunto é a liderança absoluta das vendas individuais por loja. Este ano – até outubro – a Caltabiano, concessionária Motorrad de São Paulo, lidera o ranking com 200 motos a mais que a segunda colocada, uma loja italiana. “Nosso desempenho de vendas nos coloca no seleto time de países que opinam – e são ouvidos – sobre novos modelos e outros assuntos importantes junto aos executivos da Motorrad na Alemanha”, revela Rolf .

Brasil no "top 5" de vendas mundiais da BMW Motorrad

Brasil no "top 5" de vendas mundiais da BMW Motorrad

Já que a Motorrad Brasil é ouvida na matriz, vale a pergunta: Porque não montar mais modelos em Manaus (AM) além da G 650 GS, F 800 GS e F 800 R? “Essas três motos de fato conseguimos uma redução expressiva de preço montando-as aqui e isso é decisivo para a classe de clientes destas motos. Mas certamente não será decisivo para uma moto cujo preço supera os R$60 mil e cuja complexidade de montagem exige investimentos que ainda não compensam”, explica Rolf Epp.

Mas o executivo não descarta que isso possa vir a acontecer no futuro. “Quem imaginava que a BMW fosse montar motos fora da Alemanha há alguns anos? Aqui estamos crescendo rápido e de forma consistente. Esse evento é uma clara demonstração de força de nossa marca e de que estamos no bom caminho”, finaliza.

 

Cena comum na quinta-feira, 1/11: casal chega na moto depois de mais de 1000 km de estrada e o atônito recepcionista do estacionamento sem saber o que fazer

Cena comum na quinta-feira, 1/11: casal chega na moto depois de mais de 1000 km de estrada e o atônito recepcionista do estacionamento sem saber o que fazer

Grupo teve escolta da Polícia Rodoviária Federal de Harley-Davidson....

Grupo teve escolta da Polícia Rodoviária Federal de Harley-Davidson....

....e da Guarda Municipal com suas Hornet

....e da Guarda Municipal com suas Hornet

Grupo de 30 pessoas do Uruguai compareceu a "Los Dias de BMW Motorrad"

Grupo de 30 pessoas do Uruguai compareceu a "Los Dias de BMW Motorrad"

Na estrada, uma visão do tamanho do evento

Na estrada, uma visão do tamanho do evento