Foto: Jean Ramos, piloto da MX2 do Team Honda

Brasileiro de Motocross atrai 17 mil pessoas em Sorriso (MT)

Foto: Jean Ramos, piloto da MX2 do Team Honda

Foto: Jean Ramos, piloto da MX2 do Team Honda

Team Honda conquista três vitórias nas corridas válidas pela quinta etapa, com Wellington Garcia (MX2), Everaldo Filho (85cc) e Gustavo Takahashi (MXJr)

Com altas temperaturas, a quinta etapa do Campeonato Brasileiro de Motocross em Sorriso, norte do Mato Grosso, levou ao delírio 17 mil pessoas neste final de semana no motódromo Vale do Teles Pires. Nas corridas deste domingo, Wellington Garcia venceu a categoria MX2 e manteve a ponta da tabela. Na MX1, o goiano ficou em segundo lugar e passa a dividir a liderança com João Paulino -Marron zinho-, que venceu a bateria da classe. A disputa mais esperada foi a da categoria 85cc, que reuniu os pilotos da casa Thiago Formehl e Cézar Zamboni – mas quem acabou vencendo foi Everaldo Filho, de Goiás. O Team Honda faturou ainda a MXJr, com Gustavo Takahashi, mantendo a liderança da categoria com o paulista Rodrigo Rodrigues, terceiro colocado na prova.

–Tivemos um saldo positivo, já que as três vitórias foram muito importantes para o campeonato–, explicou Wilson Yasuda, gerente de competições da Honda do Brasil. A sexta etapa será realizada já no próximo final de semana, em Sonora, Mato Grosso do Sul. –Vamos estudar as estratégias para que a equipe consiga reconquistar a liderança isolada da MX1. Espero que isso aconteça já na próxima etapa–, concluiu.

MX1 – Jean Ramos começou prova ditando o ritmo do pelotão, na frente de Roosevelt Assunção, Marronzinho, Swian Zanoni e Marcello -Ratinho-. Wellington Garcia largou em décimo, mas foi conquistando posições a cada volta. Aos 18 minutos, Marronzinho ultrapassou Jean – e Wellington fez o mesmo logo em seguida. Quando preparava-se para encostar no adversário, a moto de Wellington apagou por poucos segundos. O fato dificultou o pega pela liderança, já que havia pouco tempo para o final. Mesmo assim, Wellington cruzou a linha de chegada apenas meio segundo atrás de Marronzinho.

–Foi uma pena eu não ter conseguido chegar, mas nada está perdido. O campeonato está cada vez mais equilibrado e só vai ser decidido na última bandeirada–, lembrou o goiano. Ele promete força máxima em Sonora. -Quero administrar a vantagem na MX2 e fazer o máximo na MX1 para voltar a ser o único líder da classe-, concluiu.

MX2 – Jean Ramos, mais uma vez, fez o holeshot, mas Roosevelt Assunção saiu na frente, seguido por Wellington Garcia. Na metade da prova, o goiano mostrou sua força. –Percebi que havia uma boa oportunidade de ultrapassar o Roosevelt na sessão de costelas e deu certo. Abri vantagem e administrei até o fim da corrida. Estou bastante satisfeito com o resultado–, disse Wellington.

O paranaense Jean Ramos terminou em segundo lugar e está vivo na luta pelo título. –Senti nesta bateria que estou evoluindo, pois antes apresentei dificuldades em manter o ritmo do início ao fim da corrida. Foi um bom resultado e prometo continuar trabalhando forte para buscar esse campeonato–, concluiu.

85cc – Com forte apoio do público, os pilotos do Mato Grosso Thiago Formehl, de Sorriso, e Cézar Zamboni, de Juina, alinharam no gate. Formehl acelerou e c omeçou na frente, porém sofreu uma queda, a moto apagou e o piloto foi para a última posição. Enquanto isso, Zamboni liderava a prova, mas também caiu em seguida – só que na sessão de costelas. Melhor para o goiano Everaldo Filho, que assumiu a ponta e administrou até o final. –A prova foi muito difícil por conta do calor. Esta é a terceira vitória seguida no Brasileiro, nunca tive uma sequência tão positiva na minha carreira. Estou vivo na luta pelo título e quero manter a regularidade nas próximas etapas–, disse.

Zamboni terminou em terceiro. –É muito bom correr em casa, estou feliz pelo apoio que tive do público do Mato Grosso. Foi uma pena eu ter caído duas vezes durante a prova, mas estou feliz com o resultado porque a corrida foi bastante difícil–, comentou. Formehl fez prova de recuperação e foi o sexto colocado. Ele também ressaltou a energia que recebeu das arquibancadas. –Não é fácil ouvir a platéia por conta do capacete e do motor, mas hoje a arquibancada fez muito barulho e me deu força. Agradeço muito o apoio de todos–, concluiu o piloto, que tinha até torcida uniformizada. Com o resultado, Formehl cai para a vice-liderança da classe, atrás de Endrews Armstrong.

MXJr – Hector Assunção largou na frente, mas logo se enroscou numa curva por conta do solo enlameado e foi ultrapassado por Gustavo Takahashi. O piloto manteve o ritmo e levou a bandeira quadriculada. –Esta primeira vitória era muito esperada, já que estou trabalhando forte desde o início do ano. Larguei um pouco atrás do Hector, mas ele se enroscou e eu me saí melhor–, contou. Mas a vida de Takahashi não foi fácil até garantir o resultado, já que Hector Assunção pressionou bastante, principalmente no final da corrida. –Neste momento é preciso ter cabeça, muito controle psicológico. Mantive o traçado, fechei os pontos de ultr apassagem e deu certo–, acrescentou Takahashi.

Rodrigo Rodrigues saiu da pista satisfeito, já que o terceiro lugar foi suficiente para reassumir a liderança. –Sofri uma queda e não consegui brigar pelas primeiras colocações, mas a terceira posição foi muito importante. Tive sorte que o Gabriel Gentil (que era o líder anteriormente) caiu e não completou o prova. Agora, vou continuar trabalhando duro sempre pensando no campeonato.– Outra boa notícia do Team Honda foi o retorno – com pódio – de Dudu Lima, que estava fora da competição por conta de uma lesão na perna adquirida em abril, durante a segunda etapa do Brasileiro.

Resultados – MX1
1 – João Paulino -Marronzinho-
2 – Wellington Garcia
3 – Jean Ra mos
4 – Marcello -Ratinho-
5 – Swian Zanoni

85cc
1 – Everaldo Filho
2 – Anderson Amaral
3 – Cézar Zamboni
4 – Endrews Armstrong
5 – Leonardo Lizott
6 – Thiago Formehl

MX2
1 – Wellington Garcia
2 – Jean Ramos
3 – Swian Zanoni
4 – Pipo Castro
5 – Roosevelt Assunção
6 – Gustavo Takahashi
7 – Rodrigo Rodrigues
8 – Dudu Lima
12 – Hector Assunção
13 – Rodrigo -Lama-
20 – Thales Vilardi

MXJr (corrida realizada no sábado)
1 – Gustavo Takahashi
2 – Hector Assunção
3 – Rodrigo Rodrigues
4 – Dudu Lima
5 – Rodrigo -Lama-