Dudu Lima tenta retomar a liderança na MX2

Brasileiro de Motocross é disputado em clima de despedida

Dudu Lima tenta retomar a liderança na MX2

Dudu Lima tenta retomar a liderança na MX2

A quinta etapa do Campeonato Brasileiro de Motocross será em clima de despedida. O falecimento do piloto catarinense João “Marronzinho” Júnior abalou o cenário, pegando a todos de surpresa. Emocionados, seus colegas de trabalho e fãs se encontram hoje e amanhã (30 de junho e 1º de julho), em Sorriso (MT), para a disputa da rodada e também para uma última homenagem.

“O Marrom era um grande atleta, eu tinha uma admiração especial por ele. Estou chocado com mais esta fatalidade em nosso esporte”, comenta Marcello “Ratinho” Lima sobre o colega. “Todos estão muito tristes, é mais um amigo que se vai. Isso mexe bastante com a nossa cabeça, mas estou tentando mantê-la no lugar”, completa Dudu Lima. Dudu estava focado na briga da MX2, categoria na qual ocupa o segundo lugar na tabela. O piloto não pôde participar de uma das etapas, devido a uma lesão na coxa esquerda e agora tenta recuperar os pontos perdidos para manter-se na disputa pelo título.

O evento em Sorriso ainda é definitivo para a formação da seleção que representará o Brasil no Motocross das Nações; Dudu é candidato a vaga. “A possibilidade existe e eu ficaria muito feliz se fosse convocado. Em 2011 tive a honra de defender a seleção, foi uma grande experiência. Espero lutar pela vitória nesta etapa e torço para que eu seja chamado novamente”, afirma. A competição, espécie de Copa do Mundo da modalidade, acontece nos dias 29 e 30 de setembro, em Lommel, na Bélgica.

Enquanto Dudu mira o título e a convocação para a seleção brasileira, seu irmão, Ratinho, busca a recuperação na classe MX1. Atualmente ele é o sétimo colocado. As duas vitórias que alcançou no último fim de semana na Copa São Paulo de Motocross o deixaram motivado, ele garante que está pronto para encarar o desafio. “Infelizmente não tive muita sorte nesta temporada do nacional, sempre acontece alguma coisa. Porém, tenho treinado muito, buscando corrigir falhas na minha pilotagem e também no acerto da motocicleta. Acredito que estou evoluindo a cada dia e um bom resultado é questão de tempo. Tomara que ele venha nesta etapa”, diz. Confira a classificação:

MX1
1) Carlos Campano – 169 pontos
2) Adam Chatfeld – 165 pontos
3) Leandro Nunes Silva – 147 pontos
4) Wellington Garcia Matos – 146 pontos
5) Antônio Jorge Balbi Júnior – 134 pontos

MX2
1) Hector Assunção – 170 pontos
2) Eduardo “Dudu” Lima – 128 pontos
3) Anderson Amaral – 122 pontos
4) Leonardo Lizott  – 111 pontos
5) Marçal Muller – 106 pontos

MX3
1) Milton “Chumbinho” Becker – 75 pontos
2) Richard Gabriel Berois – 71 pontos
3) Nielsen Bueno – 62 pontos
4) Ademir Todeschini – 62 pontos
5) Wellington Valadares – 59 pontos