Campano vence duas baterias em Santa Maria e assume a liderança da MX1 no Brasileiro de Motocros

Brasileiro de Motocross: resumo da 7ª etapa em Santa Maria

CARLOS CAMPANO VENCE E LIDERA A MX1
Jetro Salazar se machuca e não pontua; espanhol aproveita e vence sem dificuldades

MX1 – O espanhol Carlos Campano, provou dentro da pista que é preciso acreditar até o fim. O piloto venceu as duas baterias da MX1 e assumiu a liderança da principal categoria do Campeonato Brasileiro de Motocross. A 7ª etapa da competição foi realizada neste fim de semana, em Santa Maria (RS). Campano sofreu uma lesão no tornozelo e ficou de fora da 3ª etapa em Canelinha (SC). Ele perdeu muitos pontos também na 4ª rodada, em Campo Grande (MS). O piloto que liderava o ranking chegou a cair para quinto colocado, mas venceu três etapas seguidas e reassumiu a ponta da tabela.

Campano vence duas baterias em Santa Maria e assume a liderança da MX1 no Brasileiro de Motocros

Campano vence duas baterias em Santa Maria e assume a liderança da MX1 no Brasileiro de Motocros

O piloto contou com o azar do então líder da categoria, o equatoriano Jetro Salazar, que abandonou as duas baterias deste domingo e não pontuou. “Eu sofri muito nesse Campeonato correndo no sacrifício, mas sabia que o Jetro não poderia ser perfeito a temporada inteira e uma hora iria ter problemas também. Consegui aproveitar e assumi a liderança”, conta Carlos Campano.

Com os resultados da rodada em Santa Maria (RS) Carlos Campano chegou a 270 pontos, nove a mais eu o segundo colocado Balbi Jr. Jetro Salar caiu para a quarta posição com 241 pontos somados. “Agora está tudo aberto. Mas eu dependo só de mim. Vou dar meu máximo na última etapa e tentar conquistar novamente o título do Campeonato”, declara Campano que foi campeão da categoria em 2012.

Resultado da etapa – MX1 (Somatória das baterias):
1º – Carlos Campano
2º – Jean Ramos
3º – Jorge Balbi Junior
4º – Marcello Lima
5º – Kyle Regal

Classificação do campeonato – MX1:
1º – Carlos Campano  – 270 pts
2º – Antonio Balbi Junior  – 261 pts
3º – Jean Ramos  – 260 pts
4º – Jetro Salazar  – 241 pts
5º –   Wellington Garcia – 212 pts

MX2 – os pilotos Thales Vilardi e Paulo Alberto chegaram a 7ª etapa brigando pela liderança do Campeonato. Mas, o dia foi de reviravolta. Hector Assunção acabou saindo da etapa líder da competição, com um segundo lugar na primeira bateria e com uma vitória na segunda prova do dia. Thales sofreu uma queda na primeira disputa do dia e machucou o ombro. O piloto até participou da prova seguinte, no entAnto abandonou com dores. O português Paulo Alberto, que havia vencido a primeira bateria, não terminou a segunda prova do dia com problemas na moto.

Com o resultado das provas Hector chegou à liderança com 290 pontos, sete a mais que o português Paulo Alberto. Thales Vilardi é o terceiro com 270 pontos. “Corrida é assim. Um dia você está em primeiro e outro já não mais. A prova só termina na bandeira quadriculada. Estou muito feliz por assumir a liderança e agora é acelerar em Toledo (PR) para tentar conquistar o título”, declara Hector Assunção.

Resultado da etapa – MX2 (Soma das Baterias):
1º – Hector Assunção
2º – Anderson Cidade
3º – Anderson Amaral
4º – Fabio Aparecido Dos Santos
5º – Eduardo Lima

Classificação do campeonato – MX2:
1º – Hector Assunção    –  290 pts
2º – Paulo Alberto         – 283 pts
3º – Thales Vilardi         – 273 pts
4º – Anderson Cidade   – 211 pts
5º –  Gustavo Pessoa    – 204 pts

A decisão das duas principais categorias (MX1 e MX2) será no próximo fim de semana, 18 e 19 de outubro, durante a final do Campeonato que será realizada em Toledo (PR). Na etapa ainda estarão em disputas as categorias MXF, MX4 e 230cc.

MX3Milton “Chumbinho” Becker venceu a etapa, depois de uma prova bastante acirrada, mas terminou a temporada 2014 na segunda colocação. Após largar em terceiro, o piloto catarinense partiu para o ataque, ganhou a segunda posição e aos cinco minutos de prova já era o líder. Chumbinho imprimiu um ritmo forte e conseguiu manter a ponta até receber a bandeira quadriculada. “Somei três vitórias, contra cinco do Davis Guimarães. Meu objetivo era conquistar o título, mas estou satisfeito com o meu desempenho. Foi uma bela disputa e ele está de parabéns”, afirma o catarinense, que agora se foca na briga pelo caneco da MX4.

Resultado da etapa – MX3:
1º Milton Becker (Pro Tork)
2º Willian Guimarães
3º Davis Guimarães
4º Richard Berois
5º Pablo Florin

Classificação do campeonato – MX3:
1º Davis Guimarães
2º Milton Becker
3º Richard Berois
4º Mariana Balbi
5º Erivelto Rossi

JÚNIOR – A categoria Júnior, que teve o campeão definido na 6ª etapa, realizada em Paty do Alferes (RJ), quando Enzo Lopes garantiu o título antecipado. A briga foi para definir o vice-campeão. Vinicius de Abreu venceu a prova. Frederico Spagnol ficou em quarto na etapa e em segundo na classificação geral.

Resultado da etapa – JÚNIOR:
1º Vinicius Abreu
2º Renato Costa
3º Lucas Nogueira
4º Frederico Spagnol
5º José Felipe Mombach

Classificação do campeonato – JÚNIOR:
1º Enzo Lopes – 150 pts
2º Frederico Spagnol – 126 pts
3º Vinicius Abreu – 122 pts
4º José Felipe Mombach – 99 pts
5º Djalma de Brito – 91 pts

50 e 65cc – Nem mesmo a pista bastante pesada no primeiro dia de provas frustraram os planos de Diogo Moreira. As provas realizadas no último fim de semana definiu os campeonatos das classes 50cc e 65cc. Apenas poucos dias depois de garantir o título do Arena Cross, Diogo mais uma vez subiu ao degrau mais alto do pódio para conquistar seu segundo título da 50cc na temporada. Com uma excelente performance também na 65cc, Dioguinho subiu na classificação para fechar o campeonato na terceira colocação.

Classificação do campeonato:

50cc
1º Diogo Moreira
2º Rodolfo Bicalho
3º Luis Eduardo Martins
4º Henrique Henika
5º Rafael Becker

65cc
1º Matheus Favero
2º Joaquim Neto
3º Diogo Moreira
4º Gabriel Andrigo
5º João Pedro de Freitas