Primeira corrida do Brasileiro de Motovelocidade será em Interlagos, dia 21/04

Brasileiro de Motovelocidade confirma calendário com 8 etapas

Depois de um trabalho pautado em minuciosas negociações com dirigentes de todas as praças envolvidas, o Moto 1000 GP definiu seu calendário de provas para a temporada de 2013, em que valerá oficialmente como Campeonato Brasileiro de Motovelocidade, conforme homologação confirmada ainda no ano passado pela Confederação Brasileira de Motociclismo (CBM).

Primeira corrida do Brasileiro de Motovelocidade será em Interlagos, dia 21/04

Primeira corrida do Brasileiro de Motovelocidade será em Interlagos, dia 21/04

As provas da primeira etapa serão disputadas no dia 21 de abril no Autódromo José Carlos Pace, em Interlagos, São Paulo (SP). Esta é a única das etapas do calendário para a qual ainda não se obtive liberação do autódromo em caráter oficial. A tendência é de que seja mesmo confirmada. Caso haja contratempos quanto a isso, a data será mantida e um novo autódromo será escolhido para o evento – esta definição ocorrerá até a próxima segunda-feira, dia 25. Todas as sete demais etapas estão plenamente confirmadas por todas as organizações envolvidas em sua realização.

Em 2013, o Moto 1000 GP terá cinco títulos em disputa. A novidade fica por conta da nova categoria de base GPR 250, que junta-se às quatro existentes em 2012 – a GP 600, a GP Light, a GP 1000 e sua subdivisão GP Master.

Comprovando ser uma competição de âmbito nacional e fazendo jus à sua homologação como Campeonato Brasileiro de Motovelocidade, o Moto 1000 GP terá suas corridas distribuídas por seis autódromos brasileiros. São Paulo, sede de maioria das equipes participantes, será a única cidade a receber mais que uma etapa – serão três eventos no autódromo de Interlagos. As outras cinco etapas serão distribuídas entre as pistas de Curitiba (PR), Brasília (DF), Cascavel (PR), Santa Cruz do Sul (RS) e Goiânia (GO), esta última sendo inédita no calendário.

Compreendendo que a fase inicial da competição é a que mais impõe custos às equipes, pela maior ocorrência de investimentos no desenvolvimento das motocicletas, o Moto 1000 GP procurou centralizar as primeiras etapas no eixo São Paulo-Curitiba, pistas mais próximas das sedes das equipes, implicando custos reduzidos com viagens para as etapas. A partir da quarta etapa, haverá um revezamento entre as regiões do país. As etapas têm intervalo médio de um mês, o que possibilitará também um planejamento financeiro mais eficiente por parte das equipes, sem acúmulo de corridas dentro de um curto espaço de tempo.

Desta forma, o calendário do Moto 1000 GP/Campeonato Brasileiro de Motovelocidade para a temporada de 2013 fica definido nas seguintes datas: