Gaúchos levaram o título das principais categorias do Brasileiro de Velocross

Brasileiro de Velocross 2012 chega ao final, com supremacia gaúcha

Pelo segundo ano consecutivo, os pilotos gaúchos dominaram o campeonto Brasileiro de Velocross. A edição deste ano foi diputada nos estados do Paraná (duas etapas), Rio Grande do Sul, Mato Grosso do Sul, Goiás e Santa Catarina. Foram milhares de quilômetros em busca do grande objetivo, o título de campeão brasileiro de Velocross.

Gaúchos levaram o título das principais categorias do Brasileiro de Velocross

Gaúchos levaram o título das principais categorias do Brasileiro de Velocross

As dificuldades, além das viagens, foram os concorrentes, os melhores pilotos de todos os cantos do Brasil deram muito trabalho aos nossos representantes, no entanto, a determinação e garra da gauchada deram resultados. Os gaúchos conquistaram as três mais importantes categorias do campeonato, VX1, VX2 e VX3.

Lucas Basso – Gentil (Cereais Basso/TBT) foi o grande nome do campeonato. A exemplo de seu irmão Mateus em 2011, faturou o brasileiro nas categorias VX1 e VX2. Lucas teve um excelente desempenho, durante todo o campeonato incluindo três vitórias (PR 02 vezes e no RS), um segundo lugar (MS) e dois terceiros lugares (GO e SC). “Estou muito feliz, os adversários são muito bons, entre os quais, incluo o meu irmão Mateus, o que valorizou ainda mais essa grande conquista. Fui para a última etapa com o regulamento em baixo do braço e poderia chegar em sétimo que estaria com o título garantido, com isso administrei o resultado, o terceiro lugar na VX2 e VX1 foram suficientes para comemorar mais um título para a nossa equipe” – comentou Lucas.

Mateus Basso – Gentil (Cereais Basso/TBT) foi o “fiel escudeiro” de Lucas, ficando com o vice-campeonato na VX2. “Fizemos um bom trabalho de equipe, infelizmente na etapa de Rio Negro acabei caindo e terminei apenas no decimo terceiro lugar e, além de tudo, acabei machucando o braço de novo e isso impediu de fazermos a dobradinha na VX1 também.” – declarou Mateus.

Fabiano Ribeiro – Passo Fundo (Loma Noivas/Bato Fitness/Artcross/Mecânica Zapanett/TBT) conquistou o bi-campeonato com uma grande vitória, aliás, o desempenho de Fabiano foi digno de campeão. Das seis etapas do campeonato, Fabiano participou de cinco, conquistando quatro vitórias (PR, RS, GO e SC) e um segundo lugar (MS). Fabiano soube muito bem administrar os campeonatos Brasileiro e Gaúcho de velocross, abrindo mão de disputar a etapa de Rio Negro no Paraná para participar do Gaúcho de Velocross em Santa Vitória do Palmar, onde confirmou a conquista do campeonato nas categorias Intermediária e VX3.“Mais uma vez nós, gaúchos, mostramos a força de nossos pilotos. Não é fácil sair de casa e fazer milhares de quilômetros, mas o resultado mais uma vez compensou todo o nosso sacrifício.” – comemora Fabiano.

Maiara Basso – Mato Castelhano (Cereais Basso/TBT) fecha o ano com o vice-campeonato brasileiro de Velocross na categoria VX3. Depois de um começo que ficou além do esperado, quando ficou de fora do pódio nas duas primeiras etapas , teve uma grande recuperação, conseguindo três terceiros lugares (MS, GO, PR), fechando o campeonato com a segunda colocação na última etapa em Santa Catarina.

A Federação Gaúcha de Motociclismo parabeniza os pilotos gaúchos pela conquista do Brasileiro de Velocross.