Reciclagem pneus_2

Bridgestone realiza logística reversa para descarte de pneus

Consumidor consciente deve descartar pneus usados em locais adequados

Consumidor consciente deve descartar pneus usados em locais adequados

Como qualquer produto, ao final da vida útil o pneu precisa ser descartado da maneira correta, em local apropriado, visando a não degradação ambiental. Buscando o descarte consciente destes bens, surgiu a chamada “logística reversa”, que permite a devolução de produtos no pós-consumo ao fabricante, o que para muitos é o mecanismo que vai salvar o planeta das montanhas de lixo inorgânico.

Por isso, a Bridgestone Bandag mantém diversos programas de proteção ambiental em suas unidades produtoras, fazendo a coleta seletiva e destinação correta de seus resíduos. A correta destinação dos pneus inservíveis é feita por meio do programa de coleta gerenciado pela RECICLANIP, uma instituição criada pela ANIP (Associação Nacional da Indústria de Pneumáticos), da qual a Bridgestone do Brasil é associada, juntamente com outras indústrias de pneumáticos.

O processo de reciclagem do pneu é complexo e exige especialização

O processo de reciclagem do pneu é complexo e exige especialização

Este programa tem contribuído para a regularização das atividades de empresas laminadoras que atuam na informalidade, já que a RECICLANIP exige de seus parceiros licenciamento junto aos Órgãos Ambientais Estaduais e junto ao Instituto Nacional do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA).

Os pneus recolhidos são encaminhados para empresas de trituração e picotagem cadastradas. Os fragmentos são reutilizados de diversas maneiras: combustível alternativo nas indústrias de cimento, matéria-prima na confecção de pisos, blocos e guias em substituição à brita, confecção de solados de sapatos, borracha para vedação e peças de reposição para indústria automobilística, entre outras.

Além disso, no segmento de recapagem, as empresas reformadoras de pneus que compõem a rede Bandag destinam de forma correta o pó de borracha, um dos grandes resíduos do processo de reforma. Este pó é utilizado como fonte de energia alternativa e também usado em quadras poli-esportivas.

“Além da responsabilidade dos fabricantes ao se desfazerem daquilo que criaram com o menor impacto para o meio ambiente, é necessário haver o compromisso dos clientes em fazer a melhor compra, buscando empresas que oferecem alternativas como esta” afirma o Gerente de Marketing da Bridgestone Bandag, Ricardo Drygalla.

A indústria de calçados, entre muitas outras, utilizam o material reciclado dos pneus

A indústria de calçados, entre muitas outras, utilizam o material reciclado dos pneus

RECICLANIP

A RECICLANIP é considerada uma das maiores iniciativas da indústria brasileira na área de responsabilidade pós-consumo. A coleta e a destinação correta são realizadas pela própria entidade que criou cerca de 700 pontos de coleta, distribuídos em 22 estados, o que permitiu a destinação apropriada de 330 milhões de pneus inservíveis até dezembro de 2010.

Em cumprimento à resolução 416 do Conselho Nacional do Meio Ambiente (CONAMA), a associação investe no programa em parceria com as prefeituras para a coleta e destinação dos pneus inservíveis em todo o território nacional.

SOBRE A BRIDGESTONE

A Bridgestone é a maior fabricante mundial de pneus e detentora das marcas Bridgestone, Bandag, BTS e Firestone. É a primeira colocada do Ranking Global das Empresas Fabricantes de Pneus do jornal norte-americano Tire Business, com a marca de US$24.425 bilhões de vendas em pneus no ano de 2010. Emprega mais de 139 mil funcionários no mundo e mantém operações em 25 países. No Brasil, produz pneus para todos os segmentos em suas fábricas de Santo André/SP e de Camaçari/BA, que juntas atingem capacidade de produção de 42 mil pneus/dia.

SOBRE A BANDAG

Fundada em 1957, a Bandag é uma multinacional norte-americana de propriedade da Bridgestone Americas Holding Incorporation. Produz materiais e equipamentos para recapagem de pneus. Líder mundial no setor de recapagem, a companhia possui 1.300 concessionários e 18 fábricas em todo o mundo.

Você pode comentar esta reportagem no espaço aqui embaixo.