bruno-crivilin-mundial-de-enduro-1

Bruno Crivilin é top 10 no Mundial de Enduro

Bruno Crivilin é uma das principais apostas brasileiras no Enduro e tem obtido grandes resultados, tanto em competições aqui quanto no exterior. Neste final de semana, novas conquistas. O piloto participou de mais duas provas do Campeonato Mundial de Enduro, em Tallinn (na Estônia), válidas como terceira etapa do Mundial, e garantiu dois top10: foi oitavo no primeiro dia de disputas e sétimo no domingo, último dia de prova.

Bruno Crivilin superou as dores (e queimaduras) de uma queda para faturar bons resultados no Mundial de Enduro. Garantiu um oitava e um sétimo lugar - Foto: EnduroGP

Bruno Crivilin superou as dores (e queimaduras) de uma queda para faturar bons resultados no Mundial de Enduro. Garantiu um oitava e um sétimo lugar – Foto: EnduroGP

Segundo o capixaba, a prova foi bastante dura, devido a proximidade com Suécia e Finlândia. O Superteste aconteceu ainda na sexta-feira, diante de grande público, com uma especial muito técnica e vários obstáculos artificiais. Bruno acabou sofrendo uma queda, momento em que a moto caiu por cima do piloto, queimando seu braço e costas. Mesmo assim, o brasileiro conseguiu se recuperar e garantir a oitava colocação (quarto lugar na sua categoria). Enfrentando as dores, Crivilin entrou em prova no domingo imprimindo um forte ritmo, que lhe garantiu o sétimo lugar.

Piloto irá disputar o Brasileiro de Enduro em casa, no próximo final de semana. Em Aracruz (ES), defenderá a liderança nas categorias Geral e E1 - Foto: Janjão Santiago

Piloto irá disputar o Brasileiro de Enduro em casa, no próximo final de semana. Em Aracruz (ES), defenderá a liderança nas categorias Geral e E1 – Foto: Janjão Santiago

“As especiais ficaram muito esburacadas, por causa do tipo de terreno mais arenoso, só que com junto com a areia tinha também muitas pedras, pedras grandes, e no decorrer da prova foram aparecendo muita ponta de pedra e raízes. Não havia 50 centímetros da prova que não tivesse pedra, buraco ou raízes, a gente brigava o tempo inteiro e além disso tinha que ter muito cuidado pra não estragar o equipamento. Mas o balanço é altamente positivo, mais uma experiência adquirida e a certeza de que precisamos melhorar em alguns pontos”, afirmou Bruno Crivilin após o término da prova.

No Mundial, Crivilin representa a equipe Orange BH KTM Racing que estabeleceu parceria com a Zanardo/Jolly, uma das mais tradicionais equipes do circuito, para prestar assistência para o piloto. Agora, ele deixa a Europa e segue para sua cidade natal, Aracruz (ES), onde no próximo final de semana ocorre mais uma prova do Brasileiro de Enduro – o qual Crivilin lidera na classificação geral e na categoria E1.

Separador_motos



Jornalista gaúcho convicto de que um passeio de moto em um dia de sol é a cura para praticamente todos os males da vida. Fã de motoaventurismo, competições de moto, café, praia e de rock n roll.