A campanha visa incentivar os pedestres a atravessarem na faixa e os

Campanha “Faixa Cidadã, eu respeito”continua em Jacareí(SP) até sexta-feira

A campanha visa incentivar os pedestres a atravessarem na faixa e os

A campanha visa incentivar os pedestres a atravessarem na faixa e os

Respeitar a faixa de pedestre é o objetivo da campanha “Faixa Cidadã, eu respeito”, organizada pela Prefeitura de Jacareí, a 80 km de São Paulo. De acordo com o Diretor de Trânsito da cidade, João Fernando Esper, a campanha “Faixa Cidadã, eu respeito” tem dois objetivos: incentivar o pedestre a atravessar na faixa e o motorista a respeitar e garantir a travessia do pedestre em segurança.

Até esta sexta-feira, dia 10 de junho, a campanha ocorrerá das 11h30 às 13h. Neste horário, um grupo de teatro atua para ajudar a sensibilizar os pedestres e motoristas a respeitarem a faixa cidadã. A pedido de algumas empresas, a equipe de educação para o trânsito também estará ao longo dessa semana no horário de entrada e saída dos funcionários para que todos façam a travessia em segurança.

O motorista que respeitar a travessia será parabenizado. Ele terá a placa de seu veículo anotada, juntamente com o local e o horário, para depois receber uma carta de “notificação de cidadania”, em agradecimento pela atitude. A ideia de incentivar o respeito às faixas de pedestres com uma carta veio da agente de trânsito Mariva Coutinho de Oliveira, que trabalha desde 1998 na prefeitura.

“Um dia eu estava trabalhando na travessia de pedestres e percebi que alguns motoristas param sem a gente pedir e outros somente quando seguramos o trânsito. Por isso, achei importante premiar quem faz tudo certo e mostrar que o agente  também olha o motorista com outros olhos”, contou a servidora.

A dona de casa Carina Santos aprovou a campanha: “é muito bom porque os motoristas não respeitam a faixa de pedestre. É preciso alertar aos riscos para quem também não atravessa na faixa”, explica. A aposentada Maria Yolanda Martins também elogiou a iniciativa da prefeitura. “Acho excelente porque as pessoas precisam aprender a respeitar a vida”, afirma.