Foto: Denísio do Nascimento

Campeão da categoria Sport, Deni do Nascimento já faz planos para próxima edição dos Sertões

Foto: Denísio do Nascimento

Foto: Denísio do Nascimento

Em sua estreia na prova, piloto da categoria Mega Motos/Copobras ficou com a segunda posição na classificação geral entre as motos

Correndo ao lado de grandes feras do off-road mundial, Denísio do Nascimento fez sua estreia no Rally dos Sertões em 2009. Apesar disso, o piloto catarinense natural da cidade de Brusque, conquistou um excelente resultado, com o título da categoria Sport, e a 2ª colocação na classificação geral, ficando atrás apenas do pentacampeão Zé Hélio.

Feliz com o resultado, Deni promete brigar pelo título em 2010, e acredita que acabou sendo prejudicado pela regra da prova, onde os competidores inscritos no Mundial largavam na frente. -Peguei muito pó todos os dias, por não largar pelo Mundial tinha que fazer muitas ultrapassagens de motos e quadriciclos, e fazer essas ultrapassagens é muito complicado. Posso dizer que perdi a prova ali-, analisou o piloto.

Após essa primeira experiência, Deni acredita que para ter condições de disputar o título com Zé Hélio, o primeiro passo é se inscrever na mesma categoria do campeão, a Production até 450cc (mundial). -Para brigar com ele, só estando na mesma categoria, largando lado a lado. Claro que viemos com a intenção de ganhar, mas sabíamos das dificuldades-, disse.

Apesar da carreira curta, já que começou a competir profissionalmente em 2008, no Campeonato Brasileiro, Deni soube usar essa pouca experiência nos momentos mais difíceis do rali. -As vezes eu andava mais devagar do que eu podia, mas sabia que tinha que segurar, andar menos, para não errar e perder por bobagem-, relembrou o piloto que completa: -Cada dia é um novo desafio, tem que ter muito foco para chegar ao fim, foi uma satisfação enorme ter completado a prova-, afirmou.

Para Denísio foi um orgulho ter ficado atrás apenas de Zé Hélio, uma referência no esporte, não só no Brasil, como no exterior também. Nos intervalos entre as etapas, o piloto catarinense aproveitou para trocar experiência com os adversários. -Tentei tirar proveito disso, pegar os ensinamentos do Zé. Acho que se um piloto focar e trabalhar para vencer o Sertões, consegue tirá-lo do posto (de campeão) nas próximas edições-, declarou.

Deni faz questão de ressaltar a importância de toda a equipe durante a maratona do rali, que trabalhou sem descanso para deixar o equipamento sempre em ordem, antes de cada etapa. -A maior lição que eu tiro desta prova é: Desistir, nunca. Lutar, até o fim-, disse.

LIDERANÇA ISOLADA NO BRASILEIRO – Para os pilotos que disputam o Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country, o Rally dos Sertões somou pontos para a quarta etapa da competição nacional. Líder de sua categoria, a Sport, assim como na classificação geral, com o resultado obtido na prova, Deni ampliou sua vantagem sobre os adversários. O calendário prevê ainda a realização de cinco etapas, a próxima será disputada em 15 de agosto, em Botucatu (SP).

A Equipe Mega Motos/Copobras têm patrocínio de GS Motos, ASW, Riffel e apoio Radiex.