Capacetes, Crítica, Cuidados ao marcar encontro, Estacionamento para motos

Capacetes, Crítica, Cuidados ao marcar encontro, Estacionamento para motos

Capacetes, Crítica, Cuidados ao marcar encontro, Estacionamento para motos

Bitenca, gostaria de ler sua opnião sobre estes capacetes baratos que existem no mercado, em torno de R$ 50,00. Minha dúvida é: se esses baratos são homologados pelo Inmetro da mesma forma que um capacete de 500, 1000 ou 3000 Reais, eles teoricamente deveriam oferecer a mesma proteção em caso de acidentes. E não é isso que verificamos no dia a dia. Será que existe uma norma técnica para quem é desfavorecido finaceiramente e outra para quem tem mais dinheiro? Digo isso porque hoje é muito fácil comprar uma moto de 250cc que facilmente pode manter uma velocidade de cruzeiro de 120km/h, e essa velocidade já provoca um acidente gravíssimo.Mas nem todos podem comprar um capacete de R$ 1000,00. Parabéns pelo site. Já virou rotina para mim acessá-lo. Eduardo Cavalcante (28) Recife-PE

R: Eduardo capacete deve se comprar de acordo com a utilização que será dada. Por exemplo: não tem cabimento você praticar motovelocidade num autódromo com um capacete para moto-turismo escamoteável. Por outro lado, não é exagero você viajar fazendo moto-turismo com um capacete de motovelocidade. Tudo que for para maior segurança, nunca há exagero. Mas o contrário não deve ser aplicado. Quanto aos preços você deve usar a mesma linha de raciocínio, no entanto, é óbvio que quanto mais barato for o capacete, menor sua qualidade. Há capacetes de boa qualidade mas que começam nos R$300,00, mas deve-se pesquisar para não comprar gato por lebre.

Referente ao Edital de 02/09/2004 do colaborador Edson Lobo, onde o mesmo analisa e expõe sua tese sobre a cobrança de pedágio em São Paulo, o mesmo alega que dentre as alegações sobre o motivo da aprovação desta cobrança são exercidas por Motoboys que utilizam motos de 125 a 250 cilindradas e ainda afirma que não se pode generalizar e comparar pessoas que se utilizam da moto como lazer, “motos de grande cilindrada” com preço muito mais alto, pessoas com mais idade e experiência, quer dizer então que qualquer bacana que disponha de uma moto de de 300 cilindrada para cima pode ser isento do pedágio? Onde esse cidadão é melhor do que os outros desprovidos finaceiramente? Eu mesmo sou um usuário de uma moto 250 cilindradas que utilizo como meio de locomoção (trabalho – casa), integrante de um moto clube (que por sinal, a grande maioria é utilitário de motos de 250 cilindradas e/ou até menos) e aos finais de semana gosto de pratico o moto turismo, posso ser considerado c omo um motoboy que só desrespeita o transito? Concordo que a grande maioria dos acidentes são causados por motoboys irresponsaveis, mas esses acidentes são causados pela falta de rigidez na fiscalização das vias e da conciencia do próprio cidadão, agora “generalizar” como o próprio sabichão Edson Lobo comentou ja é demais, muito me admira um site muito frequentado como este destacar um absurdo destes. Anderson Nunes (26) Osasco – SP

R; Anderson obrigado pela crítica. Foi com ela que nos deparamos com a discriminação do texto e a chamada foi tirada da home.

Excelentes matérias ! Sou leitor também do Forum PCs e fiquei feliz de saber que é experiente motociclista! Peço encarecidamente que leia e conclua se é possível publicar na “capa” do site conforme as alterações que ache nescessário os comentários que se seguem. Alerto sobre os cuidados ao se marcar pontos de encontro pela Internet com poucos motociclistas para viajar ou qualquer outra finalidade que estão marcando em tópicos no site e se expondo à grande risco.Tal alerta se deve ao fato da frase que ouví estarrecido de três “motoqueiros” conversando no centro de S.P.-Capital :” Os caras da minha área ficam ligados e roubam com endereço marcado na internet e os trouxas ainda ficam esperando para levar sua moto “. (ouví ainda risadas enquanto eu saia de fino para não ser notado).Daí o perigo do anuncio antecipado facilitar o roubo devido os ladrões estarem um passo à nossa frente , eles também ficam nos observando na internet, todo cuidado é pouco e anunciar o ponto de encontro é perigoso!Mesmo em grandes encontros como o do Shopping Serra Azul no KM 72 da Rodovia dos Bandeirantes estamos à mercê dos criminosos. A Polícia Rodoviária esteve no “Serra Azul” e perguntei ao policial o que ocorria se estavam bronqueados conosco devido ao fato ocorrido na Anhanguera e o mesmo conversou comigo de forma educada e explicou que não e mostrando à distancia as motos com “eliminador de paralama” poderia até apreender estas na estrada mas não era isto que fez comparecer lá. Ele estava estava procurando motos roubadas pilotadas por ladrões bem aparentados e bem equipados que “analisam” as motos que querem antes roubar … Continuo “grudado na tela” , lendo suas matérias , um grande abraço! Roger (46) São Paulo – SP

R: Valeu a dica! Obrigado.

André bom dia, nos estacionamentos por lei há áreas reservadas para deficientes e idosos que são relativas a quantidade de vagas existentes. Há algo na lei que defina a quantidade de vagas para motos? Paulo Xavier (26) São Bernardo do Campo – SP

R: Paulo nada consta na lei. Ainda não descobriram que onde ser guarda um veículo de quatro rodas, guarda-se de 4 a 6 motocicletas de média/alta cilindrada e maior números da de 150 a 250cc. Inclusive, tem estacionamento que nem motocicleta aceita, pela falta de cobertura do seguro.

Abraço a todos e não esqueçam: não há razão quando se ganha uma lesão. Pilote defensivamente.