Carcaci sugere mudanças nas regras do automobilismo

Uma mudan‡a nas regras do kartismo e das categorias de monopostos no Brasil; esta ‚ a sugestÆo de Paulo Carcasci- One Sports Management, um dos mais renomados pilotos brasileiros, para que nossos jovens continuem tendo sucesso nas provas internacionais e haja uma renova‡Æo de ¡dolos.

“Se vocˆ analisar as £ltimas temporadas, tem diminu¡do o n£mero de pilotos que vencem campeonatos nas categorias de acesso na Europa. E a maioria esmagadora come‡ou a correr diretamente aqui na Inglaterra ou na It lia”, justifica o diretor da One Sports Management, empresa que presta servi‡os de instru‡Æo, assessoria e gerenciamento para pilotos no exterior.

Com 18 anos de experiˆncia atuando no exterior, Paulo Carcasci acredita que a maior dificuldade dos brasileiros quando chegam na Europa, ‚ a adapta‡Æo ao sistema de treino de classifica‡Æo. Os certames brasileiros premiam os treinos classificat¢rios com v rias voltas, e a possibilidade de come‡ar com pneus usados, para o piloto fazer um aquecimento antes. “Eu sugiro que no kart, que ‚ a base de tudo, volte o treino de classifica‡Æo em que vocˆ sai com pneu novo e d  s¢ duas voltas. E na F¢rmula Renault a mesma coisa. S¢ assim para vocˆ aprender a ser r pido com pneus frios, que ‚ o segredo para se ganhar corridas na largada, mesmo no Brasil, como ‚ a tendˆncia do automobilismo moderno”, receita Carcasci, que al‚m de ser seis vezes CampeÆo Brasileiro de Kart, j  foi campeÆo Europeu de F¢rmula Ford em sua estr‚ia como piloto de carros.

No ano passado Ricardo Zonta- F¢rmula Nissan e Jaime Mello Junior, F-3000 Europ‚ia foram campeäes depois de muitos anos de experiˆncia. Felipe Massa, F-3000 Europ‚ia e Augusto J£nior, F-Renaul Europ‚ia foram campeäes no ano retrasado, com o primeiro em seu quarto ano no automobilismo, e o segundo j  em sua segunda temporada, com in¡cio direto na Europa, no ano anterior. Em 2000 os campeäes foram Bruno Junqueira, F-3000 Internacional, Ricardo Sperafico, F-3000 Italiana, e Felipe Massa, F-Renault Europ‚ia e Italiana, que correram v rios anos no Brasil antes de imigrarem, e Antonio Pizzonia, F-3 Inglesa, que estreou trˆs anos antes direto no continente europeu, e que levantou t¡tulos em todas as temporadas que participou.

Em 1988 seis brasileiros venceram certames no Velho Continente, onde todos tiveram seus primeiros passos no automobilismo profissional: Antonio Pizzonia, F-Vauxhall Junior, Wagner Ebrahim, F¢rmula Vauxhall, Luciano Burti, F¢rmula Opel, Aluizio Coelho, F-Renault, M rio Haberfeld e Enrique Bernoldi, F¢rmula 3 Inglesa e Europ‚ia. “NÆo acho que os brasileiros devam estrear direto aqui na Europa. S¢ acho que devem vir correr mais preparados para a situa‡Æo do automobilismo daqui”, conclui Carcasci, que apesar de residir na Inglaterra, ‚ ao lado de seu irmÆo Binho Carcasci, o promotor da Seletiva Petrobras de Kart, que utiliza como um de seus crit‚rios, a rapidez do kartista em duas voltas lan‡adas.