[Carenagem_web.jpg]

[Carenagem_web.jpg]

arenagem

Frente

Lanterna traseira

Mangueira do freio dinateiro

Por mais que os novos modelos cada vez fiquem com cores, linhas e grafismos mais arrojados, querendo ou não, com o tempo acabam se tornando comuns. Diferente de alguns que sempre se destacaram por terem sido séries limitadas ou modelos comemorativos. Entre muitos, no ano passado, a Yamaha lançou em algumas motos a pintura comemorativa de Kenny Roberts (Pai), como na R1 e principalmente na moto de Valentino Rossi.

Com essa idéia, Martin Decker produtor de eventos, procurou o estúdio de personalização KST2 para dar um trato em sua XT660R. A escolha do modelo foi um tiro certeiro para seu uso, a motoca, é seu único meio de transporte para trabalho e lazer, andando o dia todo em pelas ruas de São Paulo e descendo para o litoral norte (SP) todo final de semana, “Adoro o desempenho da XT, anda muito bem e não preciso me preocupar com nenhum buraco”.

Apaixonado por corridas e fã de Valentino Rossi, Martin queria sua Yamaha com o mesmo grafismo da M1 de Moto GP do ano passado. Nos pára-lamas e aletas do tanque, a pintura ficou com perfeito acabamento e deu muito mais destaque a essas peças, muitas vezes não damos atenção a certas linhas como a do pára-lama traseiro, pois sua cor preta com o fundo da estrutura e outras peças também em preto se misturam. Muitas pessoas ao bater o olho na moto com a nova pintura perguntavam se tínhamos trocado essa peça e na verdade nada foi mudado apenas a pintura que ressaltou todo seu contorno. Sem falar que o amarelão com faixas em preto e branco deixou a moto muito mais agressiva.

A posição de pilotagem mudou um pouco, o guidão original deu lugar a outro gringo motocross da Wirtz, deixando a posição mais racing, fora o visual mais arrojado e sua maior resistência a impactos. Para as mãos ainda foi colocado um protetor da Acerbis, que protege tanto os impactos e pedradas como do vento frio.

Buscando maior desempenho e lógico maior destaque no visual, as mangueiras de freio foram substituídas por outras “tipo aeroquip”, que além da malha de aço ainda receberam um revestimento com borracha transparente para dar melhor acabamento e não riscar outras peças, fora os terminais de alumínio anodizados na cor azul.

A lanterna e suporte de placas deixavam o visual pesado e sendo assim deram lugar a um novo conjunto, muito mais “clean”! Apenas um brake ligth com leds e um pequeno suporte de placa foram responsáveis para a traseira ficar bem mais limpa e esportiva, ressaltando ainda mais as ponteiras duplas.

Na parte ciclística, a opção foi transformar a XT em uma autêntica motard, para isso, dois aros de 17 polegadas da marca também gringa Excel entraram em ação. Na dianteira com 3,5 polegadas de largura e na traseira 4,25, e foram calçados com pneus da Metzeler M1 120/70-17 na dianteira, e 160/70-17 na traseira. Os novos “sapatos” garantem muito mais aderência no asfalto. Nos finais de semana o proprietário adora encarar as curvas sinuosas da estrada Rio/Santos, “agora não vejo a hora de chegar a sexta feira só para brincar nas curvas chegando em Maresias-SP”. Todos os raios foram adaptados um a um e receberam pintura preta como a dos aros, deixando a moto mais bandida. Com menor diâmetro da roda dianteiro, o pára-lama foi redesenhado e encurtado proporcionalmente.

Quando foi lançada, a XT 660R surpreendeu a todos pela sua excelente performance. É um dos modelos trail de quatro tempos que mais lembra as motos off-road de competição, na hora de sentarmos ela não afunda mostrando que a suspensão é mais progressiva e a própria posição de pilotagem é diferente, fora o alto desempenho do motor e quadro rígido. Com tudo isso, somado a nova ciclística, a XT Kenny Roberts com o número de Rossi e seu apelido “The Doctor” espalhado por toda a moto ficou uma delicia para o dia-a-dia, querendo ou não com o menor diâmetro das rodas, a relação diminuiu deixando as acelerações e retomadas bem mais fortes, fora sua maior agilidade e perfomance nas curvas.

Personalizador: KST2 Designer (11) 6239 8030

Lateral direita Pintura Roberts