Caros motociclistas e triciclistas (II)

Em outras iniciativas, a não observância pelos moto clubes anfitriões que isto é um problema, deixa os motociclistas e triciclistas exposto e à merce destes agentes especuladores, e portanto, numa situação de dificuldade no custeio do passeio e penalidade com os gastos excessivos, que certamente os tirarão de outros eventos.

E existem os casos mais escabrosos, e principal motivo das discussões sobre esse assunto, onde MCs, MGs e MTs organizadores ou co-organizadores exigem do comércio local de hotelaria e outros, uma certa contribuição especial, à titulo de ajuda financeira para realização do evento, em contrapartida com as boas perspectivas deles terem todas as suas diárias reservadas e venderem os seus estoques de alimentos e bebidas, sem se importarem se esta contribuição vai ser “cobrada” dos motociclistas e triciclistas, o que certamente ocorrerá. Como já confirmado em alguns casos.

Na realidade, vamos direto ao ponto, todas as iniciativas realizadas por MC, MG e MT para motociclistas e triciclistas, mesmo com co-responsabilidade e co-organização, e segundo os preceitos que todos eles pregam e se dizem guardiões, devem perseguir a perfeição no que se refere a recepção dos seus convidados e dispor de bons recursos que cuidem das estadia e alimentação deles, oferecendo um bom lugar de camping, que seja coberto, que tenha controle de entrada pra somente campistas motociclistas, banheiros e chuveiros decentes e fiscalização de silêncio à partir das 22 horas, um bom churrasco ou almoço 0800 no dia principal do evento e um bom café da manhã 0800 no dia da partida, para que todos, independente da condição financeira, tenham a oportunidade de participar e possam se sentir totalmente incluídos na irmandade motociclista, sem nenhum tipo de distinção.
O universo de motociclista e triciclista vai além dos que acampam por necessidade ou gosto, portanto, uma gestão dos meios disponíveis pra prover estadia na rede hoteleira da cidade e imediações é necessária, e pode ser feita de diversas formas.
Cremos que é uma boa oportunidade até de se conseguir descontos em relação as diárias comumentes praticadas, mas precisa estar incluído nas atribuições da organização do evento, que deve efetuar um acordo com cada estabelecimento, oferecendo em troca a divulgação e uma boa ocupação de seus leitos. Considere ainda o bom argumento de que em muitos casos, os motociclistas voltam a estes estabelecimentos com a família em férias ou feriado, ou os indicam a algum amigo. Sem falar na divulgação gratuita pelas centenas de textos e imagens veiculadas na internet por sites e redes sociais.
Caso o desconto não seja obtido, deve-se garantir ao menos as diárias comumentes praticadas em outras épocas do ano. E caso este compromisso com os estabelecimentos não possa ser firmado, deve-se envolver os órgãos reguladores e de defesa do consumidor para garanti-lo.
Tudo isso deve ocorrer em tempo deste compromisso estar acertado e divulgado antes da realização do evento.
Certamente o sucesso de uma iniciativa tem outros componentes, como um lugar adequado para realização do evento, boa infraestrutura, boas bandas, apoio aos motociclistas e triciclistas e muitos outros, mas os recursos mencionados anteriormente, são sem dúvida a base de um evento memorável e que terá tudo pra ficar na mente de todos os presentes.
O cuidado com os motociclista ou triciclista passa por tudo que lhe pode ser oferecido, pra sua segurança, subsistência, entretenimento e diversão, desde o momento que ele sai de sua residência, até o seu retorno pra ela. O quanto mais perto da perfeição pudermos atendê-lo neste contexto, maior será o retorno pra todos, para o motociclismo e pra nossa vida.

Que fique claro que não somos contra qualquer iniciativa no motociclismo que tenha dentro de seus objetivos o sucesso comercial e a geração de lucros para organizações e pessoas, desde que não provoque nenhum ônus maior do que os já amplamente conhecidos por todos, e que sigam a plenitude do que consideramos ser vital quando se realiza uma iniciativa voltada para motociclistas, triciclistas, MCs, MGs e MTs, e que estão descritas acima nesse simples texto.
Agora cabe a cada organizador destas iniciativas no motociclismo decidir qual será o objetivo dela, no que ele quer transformá-la e em como ele quer que ela seja lembrada.
E cabe a todos nós, escolhermos e apoiarmos as iniciativas que estejam condizentes com o que pregamos e defendemos como uma verdadeira expressão do nosso motociclismo.
Vamos participar e apoiar fortemente todas as iniciativas que estejam alinhadas com estes preceitos.
Consciência e atitude serão a nossa marca.