Carros ecológicos a caminho de Interlagos: Será dada a largada para a maratona da eficiência 2010

Carros ecológicos a caminho de Interlagos: Será dada a largada para a maratona da eficiência 2010

Carros ecológicos a caminho de Interlagos: Será dada a largada para a maratona da eficiência 2010

Para a maioria dos professores e alunos, a participação na sétima edição da Maratona Universitária da Eficiência Energética já começou. Desde domingo, muitas equipes estão na estrada em direção ao Kártodromo de Interlagos, em São Paulo, para competir com os seus carros ecologicamente corretos a partir da próxima quinta-feira, 22 de julho.

Disputada desde 2004, a competição bateu um novo recorde de inscritos e está três vezes maior em relação ao início. No primeiro ano, participaram seis universidades com 11 veículos. Em 2010, estarão presentes 17 instituições de ensino superior e 35 protótipos, representando os estados de Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Expansão e Multiplicidade
O aumento dos participantes também foi motivado pela multiplicidade da prova. No início, a disputa envolvia apenas modelos a gasolina. A partir de 2006, foram aceitos os veículos elétricos. Na Maratona 2010 os motores a etanol farão a sua estréia. Para os próximos anos, a Projeto de Comunicação, organizadora do evento, planeja incorporar outras categorias.

“Procuramos acompanhar o avanço tecnológico e o compromisso ambiental das universidades dedicadas à pesquisa da eficiência energética. Evoluímos o regulamento a cada ano, introduzimos novas categorias, criamos tanques de combustível em plástico de cana-de-açúcar, adotamos a telemetria por GPS e outros avanços estão a caminho”, destaca o organizador Alberto Andriolo.

Expectativa dos Alunos
Até hoje, mais de 100 protótipos ecológicos marcaram presença na pista da Maratona da Eficiência. A cada ano, as equipes surpreendem com soluções inovadoras em projeto, design, eletrônica e materiais alternativos. Em 2010, a meta será bater os recordes da Unicamp (367 km/l a gasolina) e Federal de Itajubá (39,6 km com a carga da menor bateria de moto, sem regeneração).

“A Maratona é um desafio novo para nós. Queremos aprender com os demais participantes e mostrar que o interior do Paraná também está preocupado em criar alternativas energéticas para o futuro”, ressalta o estudante Ricardo Netz, integrante da equipe Edaí da UTFPR, estreante na categoria etanol.

Após ter o projeto aprovado pela Fundação de Amparo à Pesquisa de Minas Gerais, a equipe Ecofet (CEFET-MG) aguarda com ansiedade a sua segunda participação. “Considero a competição mais importante do meio acadêmico, pois incentiva a elaboração e construção de carros ecologicamente corretos”, enfatiza Lucas Melo, capitão do grupo.

“A Maratona oferece a oportunidade de acompanharmos o desenvolvimento de um projeto por inteiro, desde o desenho até a construção e testes finais. Além disso, evolui a nossa a habilidade de trabalhar em equipe, fundamental para uma boa formação”, destaca Rafael Cechinel, estudante da Unicamp.

Presentes nas três categorias, os paulistanos da Anhembi Morumbi também esperam fazer bonito em Interlagos. “Estou ansioso e curioso para ver o que acontecerá durante as provas, pois a cada ano as equipes melhoram seus carros e a competição fica mais acirrada”, avalia João Marcos Druzian Filho, integrante da equipe Errba.

“A Maratona é muito importante para o crescimento pessoal e acadêmico dos participantes. Cada desafio encontrado e superado incentiva a criatividade e a pró-atividade, qualidades muito valorizadas pelas empresas quando buscam profissionais”, opina Fábio Lage Xavier, capitão da Federal de Santa Catarina.

Mulheres ao Volante
A cada ano, aumenta a presença das mulheres nas equipes, principalmente pilotando os protótipos. Na edição 2010, mais de 20 veículos serão guiados por elas. As preferidas para a tarefa são as pequenas e magras, de forma a favorecer o desempenho dos modelos. Mas a maioria das estudantes garante que o seu talento ao volante e na oficina é o que realmente importa.

“O trabalho em equipe na nossa universidade é uniforme. Além de pilotar, participei ativamente do projeto desde o início, nas mesmas atividades que os garotos, como a confecção de peças, moldes e a montagem dos carros”, conta Tamires Lustosa, estudante da Anhembi Morumbi.

Responsável pela condução do protótipo elétrico, a colega Carolina Shinzato confirma o ótimo clima da equipe Errba. “A convivência é super tranquila e agradável. Lógico que sempre rola umas brincadeirinhas sobre mulher, mas tudo é sempre muito descontraído”, garante.

“Como o regulamento estipula o peso mínimo para o piloto em 50 kg, o ideal é escolher alguém com peso inferior ao limite. No caso das mulheres, muitas vezes é possível estar dentro dessa faixa com capacete, macacão e até algum lastro”, explica Marina Leal, futura engenheira mecânica da UFSC.

Regulamento da Prova
Os protótipos a gasolina e etanol que competem na Maratona da Eficiência têm direito a três tentativas para estabelecer a sua marca de consumo, com 12 voltas cada. A classificação final considera o melhor resultado alcançado, desde que mantenham uma velocidade média mínima de 24 km/h.

Na categoria elétrico, os veículos recebem uma bateria padrão (12V 4Ah) em cada uma das três saídas. O campeão será aquele que completar mais voltas com uma velocidade média mínima de 15 km/h. A distância total percorrida é usada como critério de desempate.

Carros e Motores para os Campeões
Com patrocínio da Fiat, FPT Powertrain Technologies e NSK Rolamentos, além de apoio técnico da Heliar e VZAN, a 7ª Maratona Universitária da Eficiência Energética premiará as duas universidades que alcançaram o menor consumo (em cada categoria) com carros da Fiat Automóveis para uso didático. As terceiras colocadas ganharão três motores da FPT.

É o evento universitário brasileiro com a melhor premiação. No total, serão distribuídos seis veículos e nove motores entre as instituições vencedoras.

Participantes Confirmados
Minas Gerais – CEFET, Federal de Itajubá e PUC (estreante).

São Paulo – Anhembi Morumbi, Engenharia Mauá, FADIM, Mackenzie, Uniban, Unicamp e USP São Carlos.

Paraná – Unioeste e UTFPR (estreante).

Santa Catarina – UFSC e Univille.

Rio Grande do Sul – Faculdade Cenecista de Osório, FURG e UFSM.

Programação
Quinta-feira – 22/07
8h30 às 9h30: Treinos Livres
10 às 12 horas: Primeira tentativa das categorias gasolina e etanol
A partir das 12 horas: Primeira tentativa dos veículos elétricos

Sexta-feira – 23/07
8h30 às 9h30: Treinos Livres
10 às 12 horas: Segunda tentativa das categorias gasolina e etanol
A partir das 12 horas: Segunda tentativa dos veículos elétricos

Sábado – 24/07
8 às 10 horas: Terceira tentativa das categorias gasolina e etanol
A partir das 10 horas: Terceira tentativa dos veículos elétricos
13 horas: Premiação e encerramento

Confira as etapas anteriores no site da Maratona:
www.maratonadaeficiencia.com.br
Data 22/07/2010
Endereço Av. Jangadeiro, 800 – Portão 9-K – Autódromo de Interlagos – São Paulo/SP
Cidade SÃO PAULO Estado SÃO PAULO