Caso Yamaha

Caros leitores, continuam as mensagens de apoio em rela‡Æo ao infeliz coment rio da Yamaha sobre a cobertura do salÆo Duas Rodas. Pe‡o desculpas por ter selecionado algumas por questÆo de espa‡o, mas lembro que todas sÆo mantidas em arquivo. Quero tranqilizar a todos os leitores com rela‡Æo … imparcialidade no julgamento dos produtos Yamaha. Mas nÆo posso recomendar a compra de uma moto desta marca se a pr¢pria empresa me chama de burro e diz que nÆo sei fazer nada de bom. Fico imaginando o tipo de relacionamento que impera internamente naquela empresa. Hoje acompanhamos v rios casos de escƒndalos envolvendo pol¡ticos e empres rios, com acusa‡äes de corrup‡Æo de ambos os lados. Parece que alguns executivos levam esta atitude em seus relacionamentos com o p£blico. Se a dupla de marketing precisa exercer sua arrogante e pretensa eficiˆncia de forma fascista e manipuladora na base do “cale a boca e escreva” imagine como serÆo as negocia‡äes com fornecedores, distribuidores e concession rios dentro daquela empresa. S¢ a t¡tulo de compara‡Æo, quando eu estava na sala de espera da Honda, aguardando a Biz 125 para teste, passou a Sra. Virg¡nia (nÆo consigo escrever o sobrenome!), principal executiva de marketing da empresa, me viu, parou, perguntou se eu precisava de alguma coisa, se tinha sido atendido e encerrou dizendo “parab‚ns pelo trabalho que est  fazendo no Motonline”. E para todos aqueles que se entristeceram tanto quanto eu, por fidelidade … marca Yamaha, lembro que tamb‚m j  fui petista de carteirinha, votava no PT e fazia campanha pelas ruas. Agora a mar‚ de lama est  cada vez mais cobrindo minhas convic‡äes pol¡ticas!

O desentendimento com a Y parece que est  tomando um rumo indevido. Eles foram realmente infelizes e vc fez bem em responder como respondeu. Agora, tem muitas pessoas falando que, por conta desse epis¢dio nÆo vÆo mais comprar a Fazer ou outra moto Y. Acho que a¡ j  ‚ misturar as coisas. Vou comprar uma moto e nÆo convidar o gerente de marketing da Y para jantar. Al‚m disso, a Y nÆo ‚ s¢ esse sujeito. NÆo ‚ justo o funcion rio da linha de montagem pagar por um erro de outro.
JoÆo Marcio – Curitiba – PR
mahe72@xxx.com
Desculpe discordar, JoÆo, mas nÆo foi UM funcion rio da Yamaha, mas a carta veio com o timbre da empresa, oficialmente, pelo correio. Portanto esta ‚ a posi‡Æo oficial da Yamaha do Brasil e nÆo de apenas seus executivos de marketing e vendas. Se o departamento de mkt nÆo consegue exercer sua eficiˆncia com base no trabalho, mas sim na pressÆo comercial, isso deve se refletir em outros setores da empresa. Por exemplo, eles omitem que parte de suas motos sÆo produzidas na China, basta ler o “made in China” no aro da YS 250 Fazer. Nas primeiras YBR o timbre “made in China” estava no carburador, mas desapareceu. Por que esta atitude? Foi nacionalizado ou foi raspado?

Ol  Tite, se tem alguma coisa que nÆo presta na yamaha ‚ o mkt, pois seus produtos ate que nÆo sÆo ruins, sendo que a yamaha produz motos excelentes como a xt660. Eu achava que a Yamaha nÆo tinha departamento de mkt, logo nÆo entendia porque a Y leva uma surra tÆo grande da H se as duas produzem motocicletas com um ¢timo padrÆo de qualidade e bom gosto. Se sin“nimo de moto para n¢s brasileiro ‚ Honda, pra que se preocupar com a Yamaha!? Estou muito bem com minha Honda, vou andar sempre de HONDA
Jess‚ Novaes Mascarenhas – Ilheus, BA
jessenovaes@xxx.com.br

Vocˆ mandou muito bem. A repercussÆo deste “caso” com a Yamaha, ‚ maior do que se esperava e ficou muito claro o apoio dos internautas a sua posi‡Æo sempre honesta e integra. Estive visitando o site dos twisteiros, e a opiniÆo deles tamb‚m ‚ de total apoio a vocˆ. NÆo deixe a peteca cair, pois vocˆ criou – e tem – muitos seguidores fieis e merece todo apoio de quem gosta de duas rodas.
Julio Camargo Carone – S. Paulo – SP
carone@xxxx.com.br

Caro tite, dede que conheco a yamaha do brasil, pela qual sou fanatico pela marca, nunca gostei desse pessoal que fica se achando o rei da cocada preta defendendo este segundo lugar que mais parece o ultimo devido a diferenca, meus amigos yamaheros sempre falam que a yamaha deveria ser mais ousada no mkt, acho que a yamaha e e sempre sera a melhor marca de motos que existe devido a grande qualidade do seus produtos, mas enqto ela continuar com essa equipe de mkt no brasil sera spre sera n§ 2. Tenho certeza que vc continuara sendo imparcial como sempre e qdo vc conseguir fazer os testes nas motos da yamaha vc ira tecer o seu comentario com total imparcialidade, nao deixe a incompetˆncia de algumas pessoas fazer com que vc se torne imparcial ou seja injusto com seus leitores, lembre-se a yamaha continua com a mesma tecnologia, confian‡a e qualidade de seus produtos que sempre teve, apenas esta precisando fazer uma revolucao no seus departamentos internos.
WELLINGTON REIS – CACERES-MT
fairateixeira@xxxx.com.br

Queria saber se vc j  fez um teste com a XTZ. Sempre achei ela altas motoca, mas queria saber sua opiniÆo. Estava pensando em adquirir uma, mas com esse ocorrido, vou pensar duas vezes.
Luiz Fernando – Palho‡a, SC
lfmonstro@xxxxx.com
Sim, j  testei, ‚ uma moto boa e gosto do estilo, mas diante da Bors 150 ela parece muito fraquinha. A XTzinha dificilmente passa de 110 km/h.
No caso yamaha fiz algumas perguntas no SAC e eles nao responderam, aprendi que o cliente tem sempre a razao, p/ mim compra a Fazer vc teria q “autorizar” e sabendo de sua imparcialidade q ‚ rara em Lisarb eles nao fornecem a moto entao so pode ser q a moto nao ‚ superior a Twister, pq p/ mim quem nao deve nao teme! e como nao tenho seu “alvara” vou comprar a Tornado. e se vc ‚ burro nos tbem somos e vamos comprar honda pq somos burros!
Douglas Pizarro – sorocaba SP
douglas_pizarro@xxx.com.br
NÆo, eu nÆo autorizo a comprar uma Fazer!

quero expressar minha solidariedade a respeito da resposta da Y com rela‡Æo ao assunto salÆo duas rodas.Š desta forma que uma empresa acaba com a lealdade a seu produto e perde legiäes de fans. sempre admirei a marca que acredito, continue sendo merecedora de respeito, mas a figura do “seu diretor de mkt” foi para o lixo para sempre.
D¡lson – Canoas-RS
dilson@xxxx.com.br

NÆo me admira tal postura dos executivos de mkt da Y, isso nos vemos nas concessionarias, vendedores despreparados e metendo o pau no concorrente em vez de vender seu peixe, mas ainda bem que hoje existe o “motonline”, que esclarece a rapaziada de forma que nenhuma revista de moto faz! Sou leitor di rio do motonline e nÆo volto a comprar nenhuma revista especializada, a nÆo ser que vcs passem a publicar uma, valeu Tite
Leandro Bastianin µlvares – Volta Redonda-RJ
spaziofitness@xxxx.com