Polaris Ranger RZR: exemplo de UTV

Categoria UTV abre o ranking no rali nacional

Polaris Ranger RZR: exemplo de UTV

Polaris Ranger RZR: exemplo de UTV

O UTV é novidade no Brasil, mas no resto do mundo é um veículo que já está inserido nas competições fora de estrada. Sucesso lá fora, esses modelos recebem uma categoria própria para as modalidades de rali baja e rali cross country a partir de 2012. A estreia será no 6º Rally Barretos, que nos dias 09, 10 e 11 de março dará a largada para a temporada 2012 do Campeonato Brasileiro.

Os UTV’s são veículos com o DNA dos quadriciclos, porém, maiores e com opção de dois tripulantes no formato “side by side“. “Acredito que os UTV’s preencherão uma lacuna existente: os pilotos de motos e quadriciclos que desejam ir para os ‘carros’, mas que não possuem o capital necessário para investir”, avaliou o piloto carioca, Luiz André Rodrigues, que competirá com um Can Am Commander 1000x. “Digo que o UTV é um quadriciclo com as características de um carro e com investimento menor”, afirmou.

De Minas Gerais, também virá outro participante que aderiu ao UTV. “No momento estou com um protótipo, mas deverei correr boa parte da temporada de Polaris XP 900cc”, contou Bruno Sperancini. “Por ser novo no Brasil, os pilotos começaram a adquirir agora o produto, adequando-os as normas dos eventos… Por isso, com o passar das etapas, o grid da categoria certamente aumentará. O veículo foi super bem recebido e percebemos o interesse das pessoas”, concluiu.

O UTV tem pontos a seu favor: além do menor custo (se comparado a um carro de competição), ele oferece mais segurança frente a uma moto ou quadriciclo. “Existe a gaiola de proteção e o cinto de segurança de quatro pontos”, enfatizou Rodrigues, que tem boas expectativas para essa estreia em Barretos. “Essa prova será para conhecer a ‘tocada’ do UTV e sonhar com uma vitória de imediato, talvez seja audacioso demais”, completou.

Serão aproximadamente 300 quilômetros de especiais, divididos em dois dias de disputas, que apresentarão os UTV’s ao País. “Tudo será novidade, portanto, a meta é conhecer o veículo e aprender. E não haveria melhor etapa para isso, senão o Rally Barretos, que é um certame bem completo, com terreno variado de obstáculos, incrementado pelo forte calor. Estou curioso e ansioso!”, encerrou Sperancini.

As inscrições para o 6º Rally Barretos seguem até o dia 06 de março, pelo www.proesportebrasil.com.br